Volta a Palencia: Amaro Antunes atacou para a vitória

O algarvio Amaro Antunes (Crédito Agrícola) regressou às vitórias em grandes competições do seu escalão ao triunfar na terceira etapa da Volta a Palencia, com 137 quilómetros entre Vellilla Carrion e o alto de Virgen del Brezo, subida de 2ª categoria coincidente com a meta. Numa ligação com cinco contagens de montanha, Amaro Antunes foi o primeiro em quatro delas, assumindo o segundo posto desta classificação ao mesmo tempo que se promoveu na geral individual, ocupando agora o quarto lugar da tabela, a 3m20s do espanhol Higinio Fernandez (Cueva el Soplao), e ainda arrecadou a liderança da classificação por pontos.

“Foi uma etapa digna de Volta a França. O Amaro atacou praticamente em todas as subidas e fez a diferença na última com um arranque que lhe deu a vitória de etapa e liderança da geral por pontos. Estamos bem posicionados na discussão da geral e nas restantes classificações numa prova com excelente nível competitivo”, resumiu Fernando Mota, director desportivo do Crédito Agrícola, quarta equipa da tabela da classificação colectiva.

Na geral individual, além de Amaro Antunes, estão classificados em representação da Crédito Agrícola, Valter Coutinho (15º, a 4m50s), Fábio Palma (35º, a 17m53s), Roger Ferraro (48º, a 28m40s), Felipe Oliveira (73º, a 36m48s), Fábio Lopes (89º, a 48m58s).
A quarta etapa ligará Aguilar a Cueva de los Franceses, na distância de 150 quilómetros, a mais extensa da prova.