Balanço de 2008 II: Ciclistas portugueses vencem menos do que no ano passado

O triunfo de David Blanco na Volta a Portugal fez história por ser a primeira vez que um estrangeiro ganhou a Volta mais do que uma vez. Além disso, o sucesso do galego tem um inegável valor simbólico: num ano em que o pelotão nacional engordou com corredores estrangeiros, especialmente espanhóis associados à Operação Puerto, Blanco alcançou um feito até aqui só ao alcance dos ciclistas lusos e estes viram-se ultrapassados pelos forasteiros no total de vitórias. Somando os êxitos em etapas com as conquistas de provas à geral – contabilizando apenas competições realizadas em Portugal em 2008 -, os ciclistas lusos ergueram os braços em 40 ocasiões, menos dez do que os ciclistas de outras nacionalidades.

Estes dados indicam uma inversão face ao sucedido em 2007, quando os portugueses venceram 49 vezes e os estrangeiros tiveram 43 oportunidades para comemorar. Apesar de a quantidade de sucessos dos ciclistas com nacionalidade portuguesa ter caído face a 2007, a distribuição de vitórias entre equipas portuguesas e estrangeiras manteve-se com a tendência verificada no ano passado. Em 2008, os conjuntos lusos alcançaram 70 vitórias (menos duas do que em 2007). Já as equipas forasteiras saborearam a vitória em 20 ocasiões, tantas como no ano transacto.

Vitórias 2008 2007

Ciclistas portugueses 40        49

Ciclistas estrangeiros 50        43

 

Equipas portuguesas 70       72

Equipas estrangeiras 20       20

 

Balanço 2008: Amanhã conheça a lista dos ciclistas com mais vitórias, as equipas que mais classificações secundárias arrecadaram e a forma como acabaram as etapas das provas portuguesas deste ano.

 

Foto: PAD/JLS