UCI aprova 18 candidaturas ao estatuto Continental Profissional

A União Ciclista Internacional (UCI) revelou hoje que foram aceites 18 das 23 candidaturas apresentadas por equipas que pretendem obter o estatuto Continental Profissional, o segundo mais importante da hierarquia do ciclismo, num patamar abaixo do ProTour. As licenças foram consignadas aos seguintes colectivos: Elk Haus, Vorarlberg-Corratec, Landbouwkrediet-Colnago, Topsport Vlaanderen-Mercator, PSK Whirlpool-Author, Andalucia Cajasur, Xacobeo Galicia, Agritubel, Barloworld, Ceramica Flaminia-Bossini Docce, CSF Group-Navigare, Acqua & Sapone-Caffe Mokambo, ISD, Skil-Shimano, Vacansoleil Pro Cycling Team, Cervélo Test Team, BMC e Serramenti PVC Diquigiovanni-Androni Giocattoli.

Os cinco projectos que, por uma ou mais inconformidades com os regulamentos, viram rejeitada a sua candidatura foram os que se seguem: Murcia-Contentpolis AMPO, LPR Brakes, H2O, Amica Chips-Knauf e Rock Racing. Estas cinco equipas têm até dia 5 de Dezembro para resolverem as irregularidades e para submeterem de novo a candidatura a apreciação da UCI.

O Benfica foi o único colectivo português que competiu sob licença Continental Profissional nas duas últimas temporadas, mas a sua saída da modalidade, faz com que nenhum conjunto português tenha tal estatuto em 2009.