Revista de imprensa: Foguete Cândido domina actualidade

O Jogo – “Foguete Cândido ouviu-se em Lisboa” – O diário desportivo nortenho realça a vitória de Cândido Barbosa com dados da sua potência no explosivo prólogo de Lisboa. Nos 2.4 quilómetros, Cândido Barbosa desenvolveu uma potência média de 420 watts, dando a cada pedalada 9.6 metros. Uma entrevista com Alessandro Petacchi completa a reportagem de quatro páginas na qual se evidencia ainda o texto de opinião do camisola amarela.

A Bola – ” Cândido Barbosa foguete à solta em Lisboa” – O destaque naturalmente recaí em Cândido Barbosa, valorizando-se a reportagem com um texto sobre as ausências da Volta. Sérgio Paulinho revela que o seu futuro está entre Armstrong e Contador.

Record – “Cândido Barbosa eleito nas primárias” – O natural de Rebordosa surge justamente apelidado como o corredor do povo, revelando que apenas teve cuidado na curva dos Restauradores. “A direita carrega, a esquerda puxa”, ou potência pela voz de Cândido Barbosa. João Lagos revela que “Benfica só com FC Porto e Sporting”. O director deste jornal queixa-se que foi um dos martirizados lisboetas “engarrafados” com o “arremesso” de etapa da Volta a Portugal.

Público – “Lucky Luke apareceu à velocidade-foguete na Avenida da Liberdade” – O diário generalista dá destaque ao sonho de Filipe Cardoso barrado por 10 centésimas por Cândido Barbosa. O caos matinal do ciclismo em Lisboa é festejado pelos adeptos na capital.

Diário Económico – “Volta a Portugal vale cinco milhões” – A apresentação da Volta pelo prisma dos números. 5 milhões de orçamento, 80 milhões de mais valias publicitárias para os patrocinadores.

“I” – “Cândido Barbosa quem mais” – A reportagem do I capta as reacções do público lisboeta e dos protagonistas da prova sendo servida com um texto da Volta turística em Castelo Branco.

Correio da Manhã – “Cândido acelera” – A crónica do prólogo é apimentada com um texto que recupera uma história de Venceslau Fernandes. O ex-profissional conta que na Volta 1976 não havia abastecimento de água como agora. “O meu chefe-de-fila mandou-me atacar para ir buscar água a uma fonte. Quando cheguei estavam já ciclistas a tirar água da bica, mas estavam também dois burros a beber no bebedouro. Para não perder tempo enchi os bidons directamente dos bebedouros. No dia seguinte levei nas orelhas mas nada de passou de mal”.

DN – “Festa da Volta em Lisboa seduz até quem não aprecia ciclismo ” O trabalho do DN é valorizado pela infografia da primeira etapa.

JN – “Cândido conquista Lisboa” – Mais do mesmo, Cândido Barbosa sempre em destaque numa única página deste diário.

One thought on “Revista de imprensa: Foguete Cândido domina actualidade”

Os comentários estão fechados.