Volta a Portugal: As palavras dos protagonistas

“Os resultados que a equipa vem a fazer este ano levam-nos a começar a Volta a Portugal com ilusão. Vimos com esperança de que este ano seja o nosso ano. Iremos tentar lutar pelos lugares cimeiros, incluindo pela vitória. Estou a evoluir naquilo que mais gosto de fazer, que é o contra-relógio. Também me sinto mais forte na montanha. Na Volta às Astúrias senti-me bem na alta montanha e se agora estiver ao mesmo nível poderei discutir a vitória taco-a-taco com os melhores”,
Tiago Machado (Madeinox-Boavista)

“É sempre uma responsabilidade acrescida participar na Volta com a camisola de campeão nacional, mas é uma responsabilidade que sabe bem e da qual me orgulho. A nossa grande aposta é o Héctor Guerra, mas temos outros homens capazes de fazerem a diferença, como o Rubén Plaza ou, possivelmente, o Nuno Ribeiro e o Rui Sousa. O meu papel é tentar ganhar uma etapa”,
Manuel Cardoso (Liberty Seguros)

“Estamos aqui para correr e para treinar. Se possível quero fazer algo de bom na Volta a Portugal, até porque é a primeira vez que estou nesta corrida. Vou encarar todas as etapas com serenidade”,
Damiano Cunego (Lampre-NGC)

“Ganhar uma vez é muito complicado. Ganhar duas é bom. Ganhar três seria a ‘pêra’. Esta Volta é difícil, porque todas o são. A Torre é sempre a Torre, a Senhora da Graça é sempre a Senhora da Graça. Mas o que mata não é a bala, é a velocidade dela. Não sou muito científico a treinar e não sei dizer quantos watts movo a mais ou menos este ano. Sei que me preparei o melhor possível e sinto-me bem, embora tenha consciência de que treinar é diferente de competir”.
David Blanco (Palmeiras Resort-Prio-Tavira)

“Eu e o David Blanco podemos complementar-nos. Está tudo em aberto e o meu objectivo passa por ganhar a Volta a Portugal. O David Blanco não é meu adversário, é meu colega. Se na primeira dificuldade, a Senhora da Graça, o David Blanco ficar bem posicionado e à minha frente terá o Cândido Barbosa a trabalhar em prol do David a partir da etapa seguinte. Vou tentar vencer algumas etapas este ano para melhorar o meu palmarés e para dar um contributo aos portugueses que sempre me dão força”,
Cândido Barbosa (Palmeiras Resort-Prio-Tavira)

5 thoughts on “Volta a Portugal: As palavras dos protagonistas”

  1. NÃO COMEÇEM COM PIROPOS NÃO VAL A PENA QUEM VAI GANHAR A VOLTA E O TIAGO POIS E O CICLISTA MAIS COMPLETO QUE TEMOS

  2. Já que não colocaram o meu comentário anterior vou responder novamente o sr. JG afinal ainda temos bons ciclistas Portugueses olhe para a qualificação de hoje , e os senhores do jornal só colocam aquilo que lhes entreça e uns a tratar mal os outros esses comentários é que vocês colocam

  3. Sim este ano mesmo que um corredor nao seja bom em contra relogio tem muita montanha para fazer a diferença xD

  4. candidato vitória final vai na minha aposta o grande profissional santiago perez(santi),mesmo não sendo grande espeçialista no crono,que bem deve ter melhorado este ano nesse campo!força santi,só tenho pena não seres portuguÊs,pois como tu não temos cá nenhum…que teu objectivo seja concretizado(a vitória na volta a portugal)*

Os comentários estão fechados.