Liberty em Madrid para decidir equipa para a Volta

José Mendes, Rui Sousa, Edgar Pinto, Hector Guerra, Ricardo Vilela, Hernâni Brôco, Filipe Cardoso e Vítor Rodrigues são os oito ciclistas da Liberty Seguros que competem este fim-de-semana na XXIII Volta a Madrid. A formação de Américo apresenta em Hector Guerra o seu candidato natural – “O Hector tendo a prova um contra-relógio é sempre uma opção a ter em conta. Sabemos que este ano a concorrência é mais forte, com a presença de ciclistas como o Alejandro Valverde mas temos confiança num bom resultado”, resumiu o director-desportivo. Na calha está ainda a decisão sobre as eventuais dúvidas do alinhamento da Liberty Seguros para a Volta a Portugal. “A Volta a Madrid também servirá para isso. No final escolherei os nove que irão à Volta”, acrescentou Américo Silva, na segunda participação da equipa na prova madrilena que se desenrola de sexta-feira a domingo.

A Volta a Madrid tem uma configuração semelhante à edição transacta, na qual as equipas lusas venceram todas as etapas, embora deixassem escapar a geral final para OIeg Chuzhda, da Contentpolis-Murcia. As primeiras pedaladas serão dadas na Casa de Campo de Madid, com um contra-relógio individual de 8,1 quilómetros, que contém uma contagem de montanha de terceira categoria sensivelmente a meio do percurso.

A segunda etapa, com partida e chegada a Coslada, tem 180,4 quilómetros e será disputada num circuito ondulado por subidas de terceira categoria e descidas. A mais dura das jornadas prevê-se que seja a terceira, com passagem pela serra de Madrir, numa ligação de 154,1 quilómetros com partida e meta em San Sebástian de los Reyes. Apesar de a dificuldade ser decrescente dentro da etapa – as montanhas mais duras antecedem as mais fáceis -, é um dia para tentar ataques e provocar algumas diferenças.

6 thoughts on “Liberty em Madrid para decidir equipa para a Volta”

  1. Para mim caro Miguel SO HA UMA JUSTIFICAÇAO OS DIRECTORES DESP. NAO TEM CONFIANÇA NOS HOMENS DELES…………… SE NAO , DEIXAVAM CORRER O RICARDO VILELA . PONTO FINAL.

  2. Tiago, a FPC/UVP decidiu ir com os seus regulamentos, palavras para quê? VIVA PORTUGAL! Não há respeito pelas regras e pelas normas (que eles próprios redigiram). Tomaram a decisão de não o deixar competir e esqueceram o resto veja a discussão em http://jornalciclismo.com/?p=6927. É assim que se protegem os jovens valores em Portugal não os deixámos competir nas provas para sua idade. Já agora a volta a França do futuro? o Ricardo Vilela já pode competir? Claro! Interessa ter contrato profissional? Não! é sub-23, ponto final. . A justiça faz-se na estrada. Apertem os cinto que o TGV vai passar. FORÇA RICARDO!
    Boa sorte Liberty para a volta a Madrid!

  3. Porque e que o Ricardo Vilela nao podera participar na volta do futuro ‘? tou fora do assunto 🙁

  4. Grande ricardo! força ai! mostra a raça!!!

    Boa sorte campeão! e para o resto da equipa claro!!!!

    um abraço

  5. Força a todos… Guerra , Nuno , Manel, Broco, irmaos Nasal, Plaza,Rui, Filipe.. esta equipa era mesmo a indicada para esta volta! mas quem manda e o manager da equipa!

  6. BOA SORTE PARA TODOS CICLISTAS.LIBERTY VAMOS REPETIR O “GP AGOSTINHO”.. PARA O RCARDO VILELA A MAIOR SORTE DO MUNDO .BRAGANÇA ESTA CONTIGO. NOS SABEMOS QUE ESTAS TRISTE POR NAO TE DEIXAREM FAZER A VOLTA DO FUTURO SUB-23 MAS TU TENS UM GRANDE FUTURO PELA FRENTE. FORÇA RICARDO E QUE DEUS TE AJUDE……….NAO STRESS

    BOM TRABALHO!……………………………

Os comentários estão fechados.