Dobradinha da Liberty Seguros: etapa para Manuel Cardoso, geral para Guerra

Hector Guerra defendeu a amarela
Hector Guerra defendeu a amarela

O espanhol Héctor Guerra (Liberty Seguros) venceu o Troféu Joaquim Agostinho, depois de um trabalho irrepreensível da sua equipa, que controlou o pelotão e ainda conseguiu dar a vitória na última etapa ao campeão nacional de fundo, Manuel Cardoso. Apesar da dureza do Circuito de Torres Vedras e de as equipas adversárias tudo terem tentado para dar a volta à classificação, os homens de Américo Silva estiveram à altura das responsabilidades. A Liberty Seguros foi a grande dominadora da prova, conquistando quatro das cinco etapas da competição.

Na primeira das doze voltas do circuito foram abertas as hostilidades, com a formação de um numeroso grupo de fugitivos, onde se integravam dois boavisteiros, num sinal da disposição ofensiva dos homens sob o comando de José Santos, mas que tinha em Eladio Jiménez (CC Loulé-Louletano-Aquashow), o elemento mais bem classificado, a 1m43s de Héctor Guerra. Esta iniciativa chegou a ter perto de dois minutos de vantagem, mas ficou com o pelotão à vista por causa de… Tiago Machado (Madeinox-Boavista). O sempre inconformado e batalhador corredor minhoto saltou do pelotão com cerca de metade da prova disputada e obrigou a Liberty Seguros a aumentar o ritmo no pelotão.

A iniciativa de Tiago Machado durou menos de uma volta, mas entretanto foi-se reconfigurando o grupo de fugitivos, que passou a ser integrado, entre outros por três ciclistas da Madeinox-Boavista, outros tantos da Barbot-Siper e dois do Palmeiras Resort-Prio-Tavira, as três equipas que mais perigo ofereciam à liderança da Liberty Seguros. A formação da Charneca do Milharado nunca perdeu o domínio da situação e absorveu os escapados ainda antes da entrada na última volta.

Previa-se que os candidatos se movessem na derradeira ascensão para a Serra da Vila, mas o facto de esta dificuldade estar distante da meta terá provocado a retracção dos favoritos. Já na aproximação à chegada, David Bernabéu (Barbot-Siper) e David Blanco (Palmeiras Resort-Prio-Tavira) estiveram adiantados, mas nada puderam fazer contra a perseguição do comboio azul da Liberty Seguros. Na aproximação à meta, Manuel Cardoso colocou a cereja em cima do bolo cozinhado pelos seus companheiros e bateu todo o pelotão ao sprint.

Héctor Guerra venceu a 32ª edição do Troféu Joaquim Agostinho e ganhou a classificação por pontos. Nelson Rocha (Madeinox-Boavista) foi coroado rei dos trepadores, Bruno Pinto (Barbot-Siper) conquistou a camisola das metas volantes e Tiago Machado (Madeinox-Boavista) foi o melhor jovem. Por equipas, triunfaram os algarvios do Palmeiras Resort-Prio-Tavira.

CLASSIFICAÇÕES
4ª Etapa: Circuito de Torres Vedras, 98,4 km
1º Manuel Cardoso (Liberty Seguros), 2h38m18s (Média: 37,296 km/h)
2º Celestino Pinho (LA-Paredes Rota dos Móveis), mt
3º David Gutiérrez (Selecção Espanha), mt
4º Sérgio Ribeiro (Barbot-Siper), mt
5º Tiago Machado (Madeinox-Boavista), mt
6º David Blanco (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), mt
7º Héctor Guerra (Liberty Seguros), mt
8º Danail Petrov (Madeinox-Boavista), mt
9º Samuel Caldeira (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), mt
10º André Cardoso (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), mt

Geral Individual
1º Héctor Guerra (Liberty Seguros), 15h50m14s
2º Tiago Machado (Madeinox-Boavista), a 6s
3º João Cabreira (CC Loulé-Louletano-Aquashow), a 15s
4º Sérgio Sousa (Madeinox-Boavista), a 18s
5º David Blanco (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), a 20s
6º David Bernabeu (Barbot-Siper), a 22s
7º Nelson Vitorino (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), a 28s
8º Alejandro Marque (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), a 34s
9º André Cardoso (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), a 51s
10º Jaume Rovira (Andorra-Grandvalira), a 54s

Geral Equipas
1ª Palmeiras Resort-Prio-Tavira, 47h31m26s
2ª Madeinox-Boavista, a 57s
3ª Barbot-Siper, a 2m09s

Geral Pontos
1º Héctor Guerra (Liberty Seguros), 58 pontos
2º Manuel Cardoso (Liberty Seguros), 54
3º David Blanco (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), 45

Geral Montanha
1º Nelson Rocha (Madeinox-Boavista), 36 pontos
2º David Belda (Boyaca es para Vivirla), 24
3º Alexander Riabkin (Selecção Rússia), 23

Geral Metas Volantes
1º Bruno Pinto (Barbot-Siper), 27 pontos
2º César Fonte (Cartaxo Capital do Vinho-CC JM Nicolau), 13
3º Luís Pinheiro (Madeinox-Boavista), 6

Geral Juventude
1º Tiago Machado (Madeinox-Boavista)
2º Alexander Ribakov (Selecção Rússia)
3º Sergey Chernestskiy (Selecção Rússia)

Filme da etapa

Km 0: Dada a partida real para a quarta e última etapa do Troféu Joaquim Agostinho. Alinharam 114 corredores. Não alinhou Dmytro Chuzhda (Andorra-Grandvalira). Correcção do rádio-volta. Afinal quem não alinhou foi Carlos Baltazar (Aluvia/Valongo).

Km 2: Adiantam-se Hugo Sancho (Mortágua/DR Seguros) e Eladio Jiménez (CC Loulé-Louletano-Aquashow).

Km 2,3: Hugo Sancho alcançado pelo pelotão. Pouco depois é a vez de Jiménez ser absorvido. Pelotão compacto.

Na primeira subida para a serra da Vila destacam-se dez corredores. Pelotão a 15 segundos.

Km 6: Na frente João Benta e Luís Pinheiro (Madeinox-Boavista), Bruno Castanheira (Barbot-Siper), Nairo Quintana e Alejandro Serna (Boyaca), Francisco Terciado (Extremadura-Spiuk), César Fonte (Cartaxo Capital do Vinho), Hugo Sancho (Mortágua/DR Seguros), Hugo Sabido (LA-Paredes Rota dos Móveis) e Eladio Jiménez (CC Loulé-Louletano-Aquashow). A 14s Aiorte Aznar (Andorra-Grandvalira). Pelotão a 22 segundos.

Km 8,2: Pelotão a 58 segundos na primeira passagem pela meta.

Km 9,5: Diferença reduz-se. É agora de 38 segundos entre os dez fugitivos e o pelotão.

Km 10: Desiste Aiorte Aznar, que chegou a estar em fuga. Mantém-se a diferença.

Km 13: 40 segundos entre os dez escapados e o pelotão, sempre comandado pela Liberty Seguros.

Desiste Egoitz Garcia (Selecção Espanha)

Km 15: Diferença é de 50 segundos.

Km 16,4: Meta Volante na segunda passagem pela meta: 1º Luís Pinheiro, 2º Francisco Terciado, 3º João Benta.

Eladio Jiménez é o  mais bem classificado dos fugitivos, a 1m42s da camisola amarela.

Km 17: Pelotão a 40 segundos.

Km 18,7: Prémio Montanha 3ª cat. na Serra da Vila. 1ºHugo Sancho, 2º Bruno Castanheira, 3º Nairo Quintana.

Km 20: Três homens em posição intermédia: Carlos Pinho (Barbot-Siper), António Carvalho (Artesania de Galicia/Lugo), 3º Pedro Paulinho (Mortágua/DR Seguros). O trio está a 20 segundos da dianteira. Pelotão a 45 segundos da cabeça de corrida.

Desiste Ivo Fernandes (Bretescar/Sporting). Correcção. Foi Marco Cunha (Aluvia-Valongo) quem desistiu.

Km 22: Trio a 15 segundos da frente. Pelotão a 50 segundos.

Km 25,2: Terceira passagem na meta. Trio a 8 segundos da frente. Pelotão a 1m45s.

Km 27: Junção dos dois grupos de fugitivos. Pedro Paulinho perde o contacto.

Km 27,6: Pelotão a 1m55s. Eladio Jiménez é virtual camisola amarela.

Km 30,1: Pelotão a 1m50s dos 12 da dianteira. Pedro Paulinho a 54 segundos.

Km 31,2: Diferença é de 1m50s do pelotão para os 12 do comando.

Km 33,4: Quarta passagem na meta. Ponto Quente bonificado: 1º Eladio Jiménez, 2º Bruno Castanheira, 3º Nairo Quintana Alejandro Serna. Pelotão passa a 2m00s. Pedro Paulinho é alcançado à passagem pela meta. Liberty Seguros lidera o pelotão.

Pedala-se a pouco mais de 37 km/h.

Km 35: O campeão nacional de sub-23, Vasco Pereira (Mortágua/DR Seguros) tenta sair do pelotão.

Km 36,3: Pelotão a 1m40s da dianteira. Vasco Pereira a 1m25s. 37,1 km/h na primeira hora de corrida.

Km 36,9: Meta Volante Barro: 1º Hugo Sabido, 2º António Carvalho, 3º Bruno Castanheira

Km 38,8: Vasco Pereira quase alcançado. O pelotão, que está a 1m40s da frente, dista apenas 5 segundos do campeão de sub-23.

Desiste João Vicente (Gessical/Fonotel/Ventosa).

Km 41,6: Quinta passagem na meta. Pelotão comandado pela Liberty Seguros está a 1m45s. Vasco Pereira já mora no pelotão.

Km 43,3: Montanha de 3ª cat. na Serra da Vila: 1º Hugo Sancho, 2º Carlos Pinho, 3º Alejandro Serna.

Km 45: David Belda (Boyaca es para Vivirla) e Joaquim Gregório (Bretescar/Sporting) saem do pelotão. Estão a 1m25s dos 12 da frente. Pelotão a 1m42s da dianteira.

Os sub-23 continuam a sofrer com a dureza do circuito. Abandono de Fernando Carvalho (Artesania da Galicia/CC Lugo). Com cerca de metade do circuito já disputado, ainda não há sinal de ataques dos favoritos. Será que as equipas com aspirações guardam forças para uma ofensiva demolidora nas voltas finais?

Km 49,8: Sexta passagem. Meta Volante: 1º Francisco Terciado, 2º Bruno Castanheira, 3º Carlos Pinho. Joaquim Gregório a 1m45s. Na passagem pela meta, Tiago Machado (Madeinox-Boavista)  ataca e distancia-se ligeiramente do pelotão.

Km 50,3: Joaquim Gregório alcançado. Tiago Machado e David Belda em posição intermédia.

Km 52: Tiago Machado a 1m02s da frente, onde tem dois companheiros, Luís Pinheiro e João Benta. O pelotão acelera e não dá grande margem a Tiago Machado. O pelotão está a 10 segundos de Tiago Machado.

Km 54: A fuga parece estar condenada. A acção de Tiago Machado levou a Liberty Seguros a impor um andamento mais vivo. Tiago e Belda estão a 55 segundos da frente. Pelotão a 1m06s dos doze escapados.

Km 55: Duo intermédio alcançado pelo pelotão. Doze da frente com 45 segundos.

Joaquim Gregório abandona a prova.

Km 56,5: Pelotão a 42 segundos dos escapados.

Km 58: Sétima passagem na meta. Pelotão a 1m10s. Pedro Lopes tenta escapar, numa altura em que os homens do Tavira se chegam à frente. É possível que os algarvios tentem endurecer a corrida na subida para a Serra da Vila.

Meta Volante Adega Cooperativa: 1º Carlos Pinho, 2º Nairo Quintana, 3º Eladio Jiménez.

Km 59: Destacam-se três homens na frente: João Benta, Carlos Pinho e Nairo Quintana.

Km 60: Confirma-se a disposição ofensiva dos tavirenses. André Cardoso e Ricardo Mestre atacam no pelotão.

Km 61: Trio com 15 segundos sobre os 9 intermédios. O duo do Tavira está a 33 segundos. Pelotão a 50 segundos da frente.

Km 63: Cinco homens em cabeça de corrida: João Benta, Carlos Pinho, Nairo Quintana, Francisco Terciado e Hugo Sancho.

Km 66,2: Oitava passagem na meta. Nova situação de corrida. Junção de todos os fugitivos. Pelotão a 40 segundos da cabeça de corrida, onde já estão os dois tavirenses. A temperatura de corrida está a subir.

Filipe Cardoso (Liberty Seguros) foi dos que mais trabalharam e já desistiu. Também abandonaram Dmytro Chuzhda e Fábio Silvestre.

Km 70: Pelotão ainda a 40 segundos dos escapados.

Km 71: Reduz-se a diferença. É agora de 26 segundos.

Ordem de passagem na última subida pontuável do dia: 1º Ricardo Mestre, 2º André Cardoso, 3º Eladio Jiménez.

Está encontrado o vencedor da montanha, caso termine a prova: Nelson Rocha (Madeinox-Boavista).

Km 73: A velocidade reduz o grupo da dianteira. São nove elementos: João Benta, Luís Pinheiro, André Cardoso, Ricardo Mestre, Bruno Castanheira, Carlos Pinho, Nairo Quintana, hugo Sancho e Eladio Jiménez. Pelotão a 25 segundos.

Km 74,3: Mantém-se a diferença: 25 segundos.

Km 74,4: Nona passagem na  meta. Pelotão a 40 segundos dos escapados. Liberty sempre na liderança do pelotão.

Km 77: 26 segundos é a vantagem dos fugitivos.

Km 78: Bruno Pires (Barbot-Siper) saiu do pelotão e está a 20 segundos dos escapados. Pelotão a 26 segundos.

Km 80: Bruno Pires a 11 segundos da cabeça de corrida. Pelotão a 20 segundos dos nove da frente.

Km 81: Bruno Pires e Santiago Pérez (Madeinox-Boavista) já estão na cabeça de corrida, na companhia dos 9 corredores que já estavam escapados. Na dianteira, Barbot e Madeinox têm três corredores e o Palmeiras Resort tem dois.

Km 82: Pelotão a 18 segundos dos 11 fugitivos a duas voltas do fim.

Km 83: Pelotão aproxima-se: 12 segundos é a diferença.

Último ponto quente bonificado do dia. Ordem de passagem: 1º Nairo Quintana, 2º Bruno Castanheira, 3º Carlos Pinho.

Km 89: Fuga anulada. Pelotão compacto. Tudo será decidido na última volta e na derradeira escalada para a serra da Vila.

Km 90: Dirk Muller (Nutrixxion Sparkasse) ataca na cabeça do pelotão. Sucedem-se os ataques. Tentam sair Nelson Rocha (Madeinox-Boavista), Antonio Olmo e David Belda (Boyaca).

Km 90,2: Na entrada para a última volta, Dirk Muller está isolado. É perseguido por cinco homens, além dos três perseguidores de há pouco, também Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow) e José de Segovia (Selecção de Espanha). O pelotão, muito restrito logo atrás, a 20 segundos.

Km 91: José de Segovia e David Belda em frente de corrida.

Km 94: Já depois da última passagem pela serra da Vila, fuga anulada e pelotão compacto. A situação está de feição para os interesses da Liberty Seguros. A meta este ano está fora da cidade, no cimo de um ligeiro topo. Serão os últimos metros a decidir o vencedor da 32ª edição do Troféu Joaquim Agostinho.

Santiago Pérez ataca a cerca de 3 quilómetros da meta.

Fuga prontamente anulada. David Bernabeu tenta sair.

Pelotão de novo compacto.

Meta: Manuel Cardoso (Liberty Seguros) vence a etapa. Celestino Pinho (LA-Paredes Rota dos Móveis) repete a segunda posição da etapa de ontem. Héctor Guerra (Liberty Seguros) vence o Troféu Joaquim Agostinho.

10 thoughts on “Dobradinha da Liberty Seguros: etapa para Manuel Cardoso, geral para Guerra”

  1. Parabens ao Guerra, Liberty Seguros e a todos os ciclistas que estao por tras desta vitoria parabens pelo trabalho feito.

  2. Ganhar a volta a Portugal……isso ainda se vai ter que ver….nao esqueçer o grande Tavira…..

  3. parabèns Hector Guerra es um verdadeiro campeão agora só falta a volta a portugal. Tiago Machado e um bom ciclista mas para isso não basta ter força nas pernas tambem e preciso ter cabeça , mas isso é que ele não tem, parabéns pelo 2º lugar

Os comentários estão fechados.