Steegmans recusa assinar cláusula antidopagem e arrisca Tour

O belga Gert Steegmans faz finca pé e recusa assinar a cláusula que o obrigaria a pagar à equipa o quíntuplo do salário anual em caso de controlo antidopagem positivo. A Katusha, fustigada por dois positivos na época de estreia no ProTour, acrescentou a referida cláusula aos contratos dos seus corredores. No caso específico de Steegmans, a formação russa fez um ultimato, dizendo que se o sprinter não assinasse o documento seria excluído da Volta a França. A resposta chegou, em declarações ao cyclingnews: “A minha decisão é não assinar esse documento”.

2 thoughts on “Steegmans recusa assinar cláusula antidopagem e arrisca Tour”

  1. Então se a equipa lhe dopar, ele é apanhado e ainda tem de pagar uma indeminização a quem o dopou?? Será que percebi bem? Assim sendo tem alguma lógica.

Os comentários estão fechados.