Tour com muitas novidades

18/07/2021 – Tour de France 2021 – Etape 21 – Chatou / Paris Champs Elysees (108,4 km) - Patrouille de France
Foto: ASO.

A ASO apresentou o perucrso do Tour de France 2022. Como de costume,a cerimónia decorreu no Palais des Congrès, em pleno coração de Paris. O Tour começa na sexta-feira, 1 de julho, na capital dinamarquesa, Copenhaga, e termina no domingo, 24 de julho, na Champs Elysées.

Como já se sabia há algum tempo, a 109ª edição do Tour de France terá início na capital dinamarquesa, Copenhaga, onde o pelotão ficará durante três dias. É a primeira vez que Le Grand Départ acontece em Copenhague e na Dinamarca. O Tour então regressa ao seu país de origem para o norte da França e com uma breve incursão na Bélgica .

A etapa mais bonita da primeira semana é, sem dúvida, a etapa de Lille a Wallers-Arenberg, com nada menos que onze seções de paralelepípedos num total de vinte quilómetros . Cinco dessas onze passagens nunca foram incluídas em nenhuma corrida antes, nem mesmo no Paris-Roubaix.

O Tour regressa aos pavés.

Depois de uma passagem pelos Vosges, em que a chegada a La Planche des Belles Filles está novamente no menu no final da primeira semana, segue-se em direção aos Alpes. A oitava etapa termina em Lausanne ( a final é acidentada com gradientes de até 12 por cento , segundo Prudhomme) e a nona partida em Aigle, onde fica a sede da UCI e de lá o pelotão segue direto para os Alpes.

Após o dia de descanso em Morzine, três etapas alpinas curtas, mas difíceis. A décima etapa termina Megève, enquanto a décima primeira etapa parece ser a etapa rainha, com o Col du Télégraphe, o Col du Galibier e a chegada em subida no Col du Granon. Um dia depois – no feriado francês – vai de Briançon a Alpe d’Huez, com o Galibier pelo caminho. Este é o pico mais alto da próxima Volta da França e, portanto, do Souvenir Henri Desgrange.

 
Pogacar foi o vencedor das duas últimas edições., num Tour que cobre apenas uma pequena parte do território gaulês.

Os Pirinéus estão programados para a última semana. O primeiro no aeroporto muito íngreme de Peyragudes, o segundo no topo de Hautacam. Finalmente, os melhores da geral individual terão como decisão final, o C/R de 30 kms.

Um Tour muito internacional, com início na Dinamarca, com passagens na Bélgica e Suíça, três dias de descanso .,dois C/R e o regresso de etapas tipo clássicas são as grandes novidades de uma prova vocacionada para um grande espetáculo.