Frederico aguentou com a W52 e a RP

O Prémio Joaquim Agostinho proporciona nas suas edições verdadeiros momentos de ciclismo, Hoje assim aconteceu, de Arruda dos Vinhos a Torres Vedras o pelotão não parou, com os homens da W52-FC Porto e da Radio Popular-Boavista a atacarem a corrida desde a partida até quase à chegada. Dizemos quase à chegada, porque seria Frederico Figueiredo, o único sobrevivente da Efapel a conseguir chegar á meta com a grupo principal. Valeu, porem, na circunstancia a assunção do Atum General-Tavira no controlo da etapa, nos últimos cinco kms .

Homens mais ativos ao longo da etapa, João Rodrigues, José Mendes e Ricardo Mestre por parte da W52, e Tiago Machado e Alberto Gallego, por bandas dos axadrezados, Os dois que conseguiram ir mais longe, seriam Gallego e Ricardo Mestre, ambos alcançados e 2,5 kms para a meta, praticamente no início da descida para Torres Vedras. O triunfo viria a sr discutido ao triunfo, a pender para o australiano Macklellar. No final, Frederico aguentou a amarela e amanhã a luta irá continuar, desta vez com final no alto do Montejunto.