Pedro Andrade campeão de sub-23 , depois de muita luta

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas, pessoas em pé, bicicleta e estrada
Uma forma pouco ortodoxa de festejar, a de Pedro Andrade

Pedro Andrade é o novo campeão nacional do escalão sub-23, numa prova bem disputada , com 80 ciclistas à partida, mas apenas pouco mais de uma dezena a terminarem, dentro dos parametros da prova.

Foi logo ao km 30 de que a corrida explodiu, ficando na frente apenas cerca de 20 ciclistas, que discutiram entre si a corrida. O primeiro a atacar foi Francisco Pereira da Sicasal, chegou a ter quatro minutos de vantagem, que perdeu num ápice, quando o pelotão arrancou na única subida do dia, ao km 40, a que se seguiu um troço de estrada em obras e estreita, e que deixou pendurados alguns dos favoritos, como José Sousa e Fabio Fernandes, que tiveram dificuldades em recolar ao grupo da frente.

Na frente formou-se um grupo de cinco ciclistas, Afonso Silva ( RP-Boavista), Fabio Costa e André Domingues ( Efapel) e Pedro Pinto ( TavFer) e o repescado Francisco Pereira, que pouco se aguentou no grupo.

Cá atrás a perseguição era feita pela Oliveirense e pela LA, mas depois de muito trabalho novo grupo se formou, do qual fazia parte Pedro Andrade. Na frente da corrida Afonso Silva escapou -se a cerca de 60 kms da meta mas foi alcançado a cerca de 15 para o final, perseguido por um grupo de quatro unidades: Pedro Lopes ( Oliveirense), Pedro Andrade e o duo Fabio Costa e Andre Domingues. Bem impulsionado por Pedro Lopes, o grupo acabou por apanhar Afonso Silva ,saindo logo de seguido Fabio Costa que persguido por Lopes e Andrade viria a ser alcançado à entrada dos dois últimos kms, e foi ao sprint que Pedro Andrade viria a ser campeão nacional, à frente do duo da Efapel, André Domingues e Fábio Lopes.

Público, esse veio de longe, pois dos albicastrenses poucos foram os que se juntaram na meta. De longe vieram todos, público, equipas e ciclistas.