Luis Gomes ( Kelly) o melhor na Taça de Portugal e em Albergaria

Luís Gomes triunfa em Albergaria e conquista a Taça

Luis Gomes venceu a Clássica de Albergaria e, ao mesmo tempo sagrou-se vencedor da Taça de Portugal, prova de regularidade, composta apenas por três provas clássicas.

Tal como a prova de ontem, o traçado foi um circuito longo, que os ciclistas percorreram quatro vezes, bastante cansativo e stressante. Uma fuga inicial de uma série de ciclistas, nos quais apenas estavam incluídos Iuri leitão (TavFer-Mortágua) e Alberto Gallego ( RP-Boavista) de equipas continentais, que rapidamente se isolaram dos restantes e rolaram na frente da corrida perto de 90 kms, sendo alcançados na entrada da penultima escalada da prova.

A parte final da prova foi bastante emotiva. Primeiro com uma bordure, dos homens do W52-FCP que dividiram o pelotão em dois grupos, ficando apenas na frente 19 ciclistas. Depois de uma série sucessiva de ataques e com a fragilidade da equipa da W52-FCP que ficou sem ciclistas para controlar a parte final da corrida, um grupo de oito elementos separou-se dos restantes e nunca mais foi alcançado. No sprint final, Luis Gomes impôs a sua melhor ponta final, acabando por vencer, justificando todo o labor colocado ao longo da prova, pelos seus companheiros de equipa e pela sua permanência nos momentos decisivos da corrida.

Uma queda, que envolveu o uruguaio da Efapel Mauricio Moreira, causou algum pânico na caravana, felizmente sem grandes complicações para o ciclista, que tinha regressado à competição este fim de semana, depois de um fratura de uma clavícula.