Giro: Caleb surgiu do nada para derrotar Nizzollo

Foto:AFP

Uma prova de longa duração como o Giro está sujeita a este tipo de situações : eliminação ao dia de potenciais candidatos ao triunfo final, pelos mais diversos motivos. Hoje, o Giro ficou seriamente amputado, quando uma queda atirou para o hospital com Mikel Landa, e afastou dos primeiros lugares Sivakov.

Ontem, por outros motivos foi a vez de João Almeida, se atentarmos bem três potenciais candidatos a um lugar entre o top ten, estão fora da corrida pelos lugares cimeiros. A sorte e o azar fazem parte do sortilégio desportivo, mas é pena, em especial Landa, que prometia ser um forte candidato ao triunfo.

Quedas e emoções à parte, uma etapa pura para sprinters, com mais um triunfo do fenómeno Caleb Ewan, melhor que Nizzollo e Elia Viviani, com Sagan algo desconcertante e pouco assertivo a ser quarto no final. Muito regular, Nizzollo assume, por enquanto a liderança na camisola verde, numa luta para já com Elia Viviani. Os dois ainda não ganharam , mas têm estado presentes nos primeiros lugares de cada sprint. Classificação da camisola verde:

1 NIZZOLO Giacomo Team Qhubeka ASSOS 72 pontos
2 VIVIANI Elia Cofidis, Solutions Crédits 68
3 MERLIER Tim Alpecin-Fenix 58
4 EWAN Caleb Lotto Soudal 56
5 SAGAN Peter BORA – hansgrohe 50

Pelo lado dos portugueses, Nelson Oliveira subiu ao terceiro lugar da geral. Uma posição que o bairradino sabe estar a prazo e, que será difícil de manter, já amanhã, na primeira chegada de uma etapa em alto. Em relação a Ruben Guerreiro e João Almeida vão mantendo aspirações, agora, limitadas a um triunfo de etapa .