Giro: Merlier, quem diria ?

Tim Merlier tinha dito que queria ganhar, pelo menos uma etapa no Giro. Se bem pensou melhor executou e já justificou a presença da sua equipa, na prova italiana.

Tim Merlier conquistou sua primeira vitória numa das mais importantes provas mundiais ciclismo. . “Num dia tão especial para a Bélgica, estou feliz por poder homenagear Wouter Weylandt.” -disse no final, o ciclista da Alpecin, grande amigo de Wouter que faleceu há já dez anos.

Foi uma vitória cheia de simbolismo, enquanto Remco Evenepoel saltou na classificação ultrpassando na geral o companheiro de equipa João Almeida através de um sprint de bonificação . Filippo Ganna continua de rosa.

No caminho para Novara, tudo se juntou novamente a cerca de trinta quilômetros do final.  Enquanto Sagan, Gaviria e Viviani esbanjavam forças num sprint intermediário na batalha pela camisola dos pontos, Merlier, Groenewegen e Ewan concentraram-se no sprint final.

AFP
Começou bem Merlier, mas Nizzolo deu luta e Groenewegen já apareceu na quarta posição. De saudar, também, o terceiro lugar de Elia Viviani. O italiano parece estar de regresso.