QUEDA, mais uma, à entrada de Tavira

Na aproximação à meta e numa rotunda a menos de três kms da chegada, nova queda marcou a parte final da tirada, e apesar do aparato ninguém saiu com lesões graves.

O último a arrancar foi Pedro Paulinho que cortou a meta ligeiramente atrasado, mas com o mesmo tempo do vencedor, tal como outros ciclistas vitimas de azar. Nos últimos três kms, qualquer queda ou avaria que se registe nesta bolsa, é dado o mesmo tempos que o vencedor, salvo, naturalmente, em chegadas pontuáveis para o Prémio da Montanha.