RTP, sem serviço público, esquece Volta ao Algarve

A RTP não gosta de ciclismo, talvez por ser uma modalidade popular e pouco elitista.

O ciclismo, a modalidade do povo, a modalidade de todos, como muitos afirmam, começa a ser agora apenas para alguns, já que a está cada vez mais afastado do serviço público de televisão, ignorado e colocado de lado, por aqueles que tinham a obrigação de levar o ciclismo aos quatro cantos de Portugal, e além-fronteiras.

Não falando nas televisões privadas em canal aberto, que ignoram a modalidade, a Radio Televisão de Portugal-RTP, neste momento tudo indica está cada vez mais afastada do ciclismo, onde pelos vistos apenas “ciclismo” é para a estação pública, a Volta a Portugal e tudo o resto é como diz o velho ditado “Portugal é Lisboa, o resto é paisagem”.

O ciclismo é sem dúvida uma modalidade amada pelo povo, basta ver a foto que publicamos, com multidões a assistir a ver o pelotão passar, porem, nem sempre o ciclismo passa nas suas terras, e apenas na televisão podem assistir a este grande evento desportivo que movimenta e leva muitos amantes para a estrada, como partidas e chegadas de provas.

É lamentável que uma televisão pública, com três canais em sinal aberto, com os grandes meios que possui, com excelentes profissionais há anos a fazerem cobertura de ciclismo, não transmita em direto as provas mais importantes da modalidade em Portugal, limitando-se a fazer alguns resumos e apresentá-los apenas aos sábados na RTP 2, e quando o faz.

Será que os milhões da taxa de televisão que mensalmente todos os portugueses pagam na fatura da eletricidade, não dá para tirar uma fatia para o ciclismo, apenas chega para pagar o futebol. É lamentável que isso aconteça, e se deixe ao abandono amantes da modalidade, público, ciclistas, equipas que muito necessitam e precisam do ciclismo para sobreviver. Será que a RTP não tira retorno nas transmissões em direto com anunciantes e autarquias como acontece na Volta as Portugal ?

Mais um ano, em que a RTP deixa a Volta ao Algarve de lado, não fazendo o serviço público que lhe competia, sendo a transmissão este ano assegurada pelo grupo Cofina . A CM TV vai garantir a transmissão tanto da Volta ao Algarve, bem como da Volta ao Alentejo, dos últimos 90 minutos da prova, também transmitida pela Eurosport, esta última temos a certeza de uma boa transmissão, com excelentes comentários, mas a pergunta fica no ar : o que podemos esperar da CM TV, que experiencia possui a cadeia de televisão sobre ciclismo, que comentadores especialistas possuem sobre a modalidade, fica a incógnita, e temos de esperar para ver o resultado, mas uma coisa é certa, o ciclismo deveria merecer mais respeito, por parte da RTP e do seu serviço público.

José Morais

One thought on “RTP, sem serviço público, esquece Volta ao Algarve”

  1. Parabéns pelo excelente artigo, é uma vergonha a rtp não transmitir, não merece o nosso respeito nem o dinheiro que lhes damos.

Os comentários estão fechados.