Como João Almeida podia ser camisola azul

João Almeida ainda seguia isolado a 50 metros da meta, perdendo a liderança da etapa menos de 30 metros do final, na sequência de uma ataque de Julian Alaphilippe que é, agora, segundo do geral, enquanto o português é sétimo a 14 segundos.

Se João Almeida tivesse ganho a etapa, teria embolsado os dez segundos de bonificação. Van Aert passaria para quarto na etapa, perderia os quatro segundos da bonificação, ficando em igualdade de tempo com o ciclista da Jumbo. Mas a ganhar a etapa, João Almeida tê-la-ia ganho com pelo menos um segundo de vantagem, dado o espaço que tinha de avanço e que ficou reduzida a cinzas depois do potente ataque de Julian Alaphilippe. Isto são suposições e contas de outro rosário, mas que bem podiam se ter concretizado, isso é bem verdade.

One thought on “Como João Almeida podia ser camisola azul”

  1. Se o Alaphilippe tivesse feito o mesmo de hoje na 3ª etapa, quando no ultimo km, em vez de ter atacado, manteve-se na frente do pelotão baixando o ritmo para o companheiro de equipa Stybar se destacar, talvez sim o nosso João tivesse partido hoje com a camisola de líder, embora apos a grande etapa realizada, de certeza que no futuro irá dar grandes alegrias a todos os portugueses.

Os comentários estão fechados.