Cândido e Nuno Ribeiro são os maiores candidatos à vitória no GP Rota dos Móveis

Os portugueses Cândido Barbosa (Palmeiras Resort-Prio-Tavira) e Nuno Ribeiro (Liberty Seguros) são os grandes candidatos à vitória no GP Paredes Rota dos Móveis, que se disputa de 14 a 17 deste mês. A lista provisória de inscritos foi hoje revelada, destacando-se a ausência de alguns dos principais nomes do pelotão português, o que faz de Barbosa e de Ribeiro ainda mais favoritos. Apesar desse favoritismo, todas as equipas nacionais dispõem de homens capazes de lutar pelo triunfo. Entre as equipas estrangeiras, o nome mais sonante é o de Ángel Vicioso (Andalucía-Cajasur).

As ausências anunciadas pela lista de pré-inscritos são de monta. A Liberty Seguros deixa a descansar Héctor Guerra e Rubén Plaza. O Palmeiras Resort-Prio-Tavira não chamou David Blanco para uma prova que o galego já ganhou e que começa na região de origem do duplo vencedor da Volta a Portugal. Tiago Machado não consta do lote de corredores da Madeinox-Boavista.

Aquelas ausências são colmatadas com a motivação dos presentes, que espreitam uma oportunidade para enriquecer o palmarés. Nuno Ribeiro vem de excelentes exibições nas Astúrias e promete estar na frente nas duas últimas etapas, marcadas pela extrema dureza. Cândido Barbosa é o português mais vitorioso de 2009 e tem nesta prova um dos grandes objectivos da época. Santiago Pérez (Madeinox-Boavista) vai estar no seu terreno e provou nas Astúrias estar em crescendo. A equipa da casa, Fercase-Paredes Rota dos Móveis, tem o vencedor de 2008 – após desclassificação de Pedro Cardoso -, Constantino Zaballa e ainda Hugo Sabido. Eladio Jiménez e João Cabreira são os trunfos do CC Loulé-Louletano-Aquashow e Bruno Pires a principal arma da Barbot-Siper.

Inscrita na categoria 2.2 da União Ciclista Internacional, a prova é aberta a equipas de clube (vulgo sub-23), que constituem uma parte significativa do pelotão, mas que não devem ter grandes possibilidades de brilhar, tendo em conta a grande exigência do traçado. Uma dessas equipas, Gessical/Fonotel/Ventosa, acabou por ser substituída no pelotão pelos colombianos da Boyaca es para Vivirla, que terão em Freddy Montaña um homem perigoso. Das restantes equipas estrangeiras, o principal nome a ter em conta é Ángel Vicioso.

Equipas participantes: Fercase-Paredes Rota dos Móveis, Madeinox-Boavista, CC Loulé-Louletano-Aquashow, Palmeiras Resort-Prio-Tavira, Liberty Seguros, Andalucía-Cajasur, Contentpolis-Ampo, Xacobeo Galicia, Boyaca es para Vivirla, Crédito Agrícola, Cartaxo Capital do Vinho/CC José Maria Nicolau, Bretescar/Sporting Clube de Portugal, SM Feira/E. Leclerc/Moreira Congelados, Aluvia/Valongo, Mortágua/DR Seguros, CC Lugo/Artesania de Galicia, CC Spol Caixanova.

Etapas
1ª Etapa: Lugo – Verín, 163,9 km

Km 0: Praça Maior, 11h00 (hora espanhola)
Km 89,2: Meta Volante Ourense 13h07
Km 109: P. Montanha 3ª Taboadela 13h35
Km 113: Meta Volante 13h41
Km 120: P. Montanha 3ª Sandias 13h51
Km 132: Meta Volante 14h08
Km 149: P. Montanha 3ª Estibadas 14h33
Km 163,9: Meta Avenida Sousas 14h54

2ª Etapa: Verín – Paredes, 166,5 km

Km 0: Avenida Sousas 11h00 (hora portuguesa)
Km 50,2: Meta Volante Pedras Salgadas 12h11
Km 60,2: P. Montanha 3ª Paradas Alvão 12h26
Km 97,8: Meta Volante Arco de Baúlhe 13h19
Km 139,1: P. Montanha 3ª Alto da Lixa 14h18
Km 157,6: Meta Volante Santa Marta 14h45
Km 166,5: Meta Parque José Guilherme 14h57

3ª Etapa: Valongo – Rebordosa, 144,5 km

Km 0: Avenida Emídio Navarro 11h25
Km 9,7: P. Montanha 2ª Vandoma 11h44
Km 36,9: P. Montanha 2ª Vandoma 12h25
Km 59,4: Meta Volante Astromil 12h59
Km 64,1: P. Montanha 2ª Vandoma 13h06
Km 86,6: Meta Volante Astromil 13h39
Km 91,3: P. Montanha 2ª Vandoma 13h46
Km 113,8: Meta Volante Astromil 14h20
Km 118,5: P. Montanha 2ª Vandoma 14h27
Km 144,5: Meta e P. Montanha 3ª Camp. Fut. Rebordosa 15h06

4ª Etapa: Penafiel – Lordelo (Alto Cruzeiro), 128,8 km

Km 0: Largo Conde Terras Novas 11h25
Km 20,3: Meta Volante Castelo de Paiva 11h59
Km 39,1: P. Montanha 3ª Labercos 12h25
Km 46,3: Meta Volante Canedo 12h36
Km 88,2: Meta Volante Sobrado 13h36
km 94,6: P. Montanha 2ª Alto Cruzeiro 13h45
Km 106: P. Montanha 2ª Alto Cruzeiro 14h01
Km 117,4: P. Montanha 2ª Alto Cruzeiro 14h17
Km 128,8: Meta e P. Montanha 2ª Alto Cruzeiro 14h34

Imagens: PAD/JLS

12 thoughts on “Cândido e Nuno Ribeiro são os maiores candidatos à vitória no GP Rota dos Móveis”

  1. Sempre a bater no ceguinho,deixem o Cabreira em paz,façam os seus comentarios,mas sem agredir ninguém,torcem por quem quiserem,mas deixem-se dessas coisas.Força Boavista

  2. No próximo sábado, em Rebordosa e domingo, em Lordelo, lá estarei nas metas a apoiar e aplaudir os vencedores (sejam eles quem forem) e os vencidos! E convido todos aqueles que possam a fazerem o mesmo. É disso, do nosso apoio, que a modalidade precisa. Tudo o resto é dispensável…

  3. Que grande confusão! Nunca pretendi tornar alguém favorito fosse ao que fosse! Apenas me manifestei porque o João Cabreira, na minha modesta opinião, deve ser tratado como Campeão Nacional que é! Apenas e só isso, sem quaisquer favoritismos.
    Curiosamente, dos nomes indicados no comentário anterior, não vejo nenhum que tenha sido condenado por utilização de substâncias ilicitas…
    Não deveriam, eles e todos os atletas no geral, beneficiarem da presunção de inocência? Não será preferível isso a apontar o dedo e acusar sem provas, apenas pela “presunção de culpabilidade”.
    Mas, se for provado algo, que sejam condenados a cumprir justo castigo.
    Meus senhores, contráriamente ao que alguns parecem fazer crer, ninguém me pediu a defesa de quem quer que fosse (também nunca o faria), algumas destas pessoas apenas as conheci depois deste processo LA/MSS estar em curso. Mas, mesmo que se venha a verificar que foram culpados de algo ilícito, jamais perderão a minha amizade e admiração por eles. Admiração que também nutro por todos os outros atletas que praticam esta modalidade.
    As alegrias, as privações, a dor e o sofrimento dos ciclistas só são verdadeiramente compreendidas por quem por lá também passou.
    Tudo o resto é folclore, a modalidade é que continua a definhar dia após dia…

  4. O título da notícia deveria ser:
    João Cabreira, Bruno Pires, Tino Zaballa e Angel Vicioso favoritos ao GP de Paredes. Mesmo assim ainda viriam criticar porque deveria ser referido que Tondo só não é favorito porque não vem, mas que não deixa de ser o grande favorito à Vuelta. Também não foi dito, e deveria ter sido, que estes corredores foram todos vítimas de cabala e que assim que limparem os seus nomes serão contratados pela futura equipa de Armstrong e irão fazer no Tour aquilo que fizeram na Volta às Asturias do ano passado.

  5. Pois, ao que parece não está homologado, mas se não está deveria estar, mas esta é tão-somente a minha opinião enquanto amante da modalidade.

  6. Coitadinho do Cabreira, é que já não se pode… estes moralistas agora têm a mania que tem de ser tudo certinho e transparente. Sr. José Carlos Gomes, no mundo de hoje o que interessa é ganhar, é ser campeão (mesmo que seja de um campeonato que não existe), os tempos em que o orgulho residia em ser-se bom já se foram há muito! O que interessa que a amostra esteja contaminada lá com as enzimazitas? Ponha-se a pau que ainda aparece para aí uma associação de protecção enzimática e depois é que são elas!!

  7. Como fica expresso por último comentário, sabe bem que ainda não há campeão nacional em 2008, porque a prova ainda não foi homologada. O que existe é o João Cabreira e esse está referido no texto, como reconhece. É que apesar de ter competido pouco este ano, também venceu o campeonato nacional de 2008 vindo de uma paragem de dois meses, pelo que entra certamente nas contas para po GP Rota dos Móveis.

  8. Caro Sr. José Carlos Gomes.
    Claro que vou continuar assim! Mas deixe que lhe diga que fanatismo não faz parte do meu dicionário, muito menos da minha postura. Porque não “inconformado”? Essa sim, é uma das minhas características e da qual me orgulho!
    Fanatismo deve ser aquilo que não nos deixa ver a ironia num comentário!
    Claro que li, como sempre o faço, o vertido no texto. E reparei em todos os nomes que lá estão. Reparei também e isso é inegável, que o nome do João Cabreira lá está! Mas ele é apenas o Campeão Nacional e seria lógico e desejável essa referência, habitual e mais que merecida. Ou será que a campanha do “ostracismo” a que o relegaram ainda não terminou?
    Será necessário esperar pela realização do novo Campeonato Nacional de Fundo para homologar o de 2008?
    Sou um simples adepto sem qualquer interesse e que em nada depende do ciclismo. Isso permite-me ter uma visão neutra de tudo aquilo que se vai passando… o que não parece ser geral! Digo eu!
    E, para terminar, garanto-lhe que não irei participar ou fomentar ataques pessoais como aqueles a que já temos assistido neste site. Não funciono assim. Pela minha parte, assunto encerrado.
    Cumprimentos

  9. O fanatismo do senhor Amorim é tal, que nem lê o que está escrito no texto. Mas já nos habituou a críticas sem fundamento, portanto esta é apenas mais uma. Continue assim.

  10. Como não é referido, alguém pode confirmar se o Campeão Nacional participa na prova?
    Que por acaso decorre na mesma zona do campeonato nacional de 2008!!!
    É que como não participam nomes sonantes, pode ser que ele (que ainda não deu quaisquer provas na modalidade) tenha alguma chance de pelo menos mostrar a camisola!!! Conseguir entrar numa fuga já seria excelente!!!
    Enfim, Santa Paciência!!! Haja respeito, decoro e vergonha. Será que é pedir muito?
    Força João, Força Bruno.
    Lá estarei para aquele abraço de amizade que ambos merecem!

Os comentários estão fechados.