Alessandro Petacchi bisa e veste camisola rosa [vídeo]

O italiano Alessandro Petacchi (LPR Brakes-Farnese Vini) voltou hoje a ser o mais rápido, ganhando a terceira etapa da Volta a Itália e assumindo a liderança da prova. O anterior camisola rosa, Mark Cavendish (Team Columbia-High Road) perdeu o contacto com a frente de corrida devido a uma queda colectiva, a 11 quilómetros da meta, que deixou parte do pelotão parado na estrada, barrando a passagem a alguns corredores, entre os quais estavam Cavendish e Denis Menchov (Rabobank).

A terceira etapa do Giro levou os ciclistas de Grado a Valdobbiadene, ao longo de 198 quilómetros. Sem grandes dificuldades montanhosas, a exigência estava colocada, sobretudo, ao nível da concentração. Com um pelotão numeroso e estradas estreitas na fase final da tirada, era necessário uma boa colocação para evitar surpresas e dissabores. Foi por isso que a Liquigas assumiu o comando do pelotão nessa altura da prova, de modo a impedir que o líder da equipa, Ivan Basso, fosse surpreendido, como acontecera ontem. Além de Basso, a maior parte dos homens com aspirações também souberam colocar-se na frente. Não foi o caso de Cavendish, que se viu impossibilitado de lutar pela vitória na etapa e pela manutenção do primeiro lugar.

Nos últimos quilómetros houve algumas movimentações, mas a ligeira subida para a meta acabou com as pretensões dos atacantes. O último destes, Giovanni Visconti (ISD) foi alcançado a cerca de 250 metros da chegada, graças ao esforço de Filippo Pozzato. Sabendo ler a corrida em momentos decisivos, com o pulso a bater recordes, Alessandro Petacchi seguiu a roda de Pozzato e, à semelhança do que fez ontem, arrancou de longe, mantendo a cadência até chegar ao risco de meta. Tyler Farrar (Garmin-Slipstream) não conseguiu melhor do que a segunda posição, tendo Francesco Gavazzi (Lampre-NGC) sido o terceiro.

Amanhã chega a primeira das etapas com final em alto, em San Martino di Castrozza, depois de percorridos 162 quilómetros, com partida de Pádova. São duas as dificuldades que os ciclistas vão encontrar. A primeira é a subida para Croce d’Aune (8,2 quilómetros com 8,2% de inclinação média), seguindo-se uma descida e um falso plano até à entrada da escalada para a meta. Esta tem uma extensão de 13 quilómetros e uma inclinação média de 5,7%. Um aperitivo para a dureza que está por vir.

CLASSIFICAÇÕES
3ª Etapa: Grado – Valdobbiadene, 198 km
Média: 41,555 km/h
1º Alessandro Petacchi (LPR Brakes-Farnese Vini), 4h45m27s
2º Tyler Farrar (GArmin-Slipstream), mt
3º Francesco Gavazzi (Lampre-NGC), mt
4º Dario Cataldo Quick Step), mt
5º Damiano Cunego (Lampre-NGC), mt
6º Philippe Gilbert (Silence-Lotto), mt
7º Oscar Gatto (ISD), mt
8º Michael Rogers (Team Columbia-High Road), mt
9º Anders Lund (Saxo Bank), mt
10º Stefano Garzelli (Acqua & Saponne-Caffe Mokambo), mt

Geral Individual
1º Alessandro Petacchi (LPR Brakes-Farnese Vini), 8h50m06s
2º Tyler Farrar (GArmin-Slipstream), a 8s
3º Michael Rogers (Team Columbia-High Road), a 18s
4º Thomas Lokvist (Team Columbia-High Road), mt
5º Lance Armstrong (Astana), a 31s
6º Danilo di Luca (LPR Brakes-Farnese Vini), a 40s
7º Yaroslav Popovych (Astana), a 44s
8º Levi Leipheimer (Astana), mt
9º Andriy Grivko (ISD), a 45s
10º Francesco Gavazzi (Lampre-NGC), a 52s

6 thoughts on “Alessandro Petacchi bisa e veste camisola rosa [vídeo]”

  1. porque e que o armstrong ta a 31 segundos e o resto da ekipa ta a 44 se fizeram o mesmo tempo no contra relogio por equipas?

Os comentários estão fechados.