Alejandro Valverde suspenso dois anos em Itália

O ciclista Alejandro Valverde (Caisse D’Epargne) foi hoje suspenso por dois anos pelo Tribunal Nacional Antidopagem italiano, que deu provimento à acusação do procurador antidoping do Comité Olímpico Italiano, Ettore Torri. A suspensão é, para já, válida para corridas em solo transalpino. Como a Volta a França deste ano passa por Itália, o corredor espanhol está impedido de correr a Grande Boucle, o seu grande objectivo para 2009. Na base da decisão está a concordância genética entre uma bolsa de sangue apreendida durante a “Operação Puerto” e o sangue extraído ao corredor pelas autoridades italianas.

O processo poderá ter continuidade, pois caberá à União Ciclista Internacional (UCI) e à Agência Mundial Antidopagem, assistentes no processo que hoje culminou com a suspensão em Itália, alargarem ou não o âmbito do castigo a todo o Mundo. Recorde-se que Stefan Schumacher começou por ser suspenso apenas em França pelo seu caso de doping no Tour de 2008, vendo a medida ampliada a todo o mundo por decisão da UCI. A entidade que gere o ciclismo internacional já tentou agir contra Valverde, chegando a impedi-lo de competir no Mundial de 2007, decisão revogada após recurso do ciclista para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

A Caisse D’Epargne considerou injusta a decisão hoje revelada pelas autoridades transalpinas e os representantes do de Alejandro Valverde já anunciaram que irão recorrer para o TAS.

One thought on “Alejandro Valverde suspenso dois anos em Itália”

  1. E uma vergonhas esta UCI .. sem qualquer certeza de doping vão excluir um corredor que da espectáculo em todo o lado ?? porque ?? o ciclismo tem de mudar rapidamente. Querem apanhar o valverde a qualquer custo .. não tem cadastro.. não há provas nenhumas que se dopou ou outra coisa do género porque suspende-lo ???? Se se confirmar a suspeita ai serei o primeiroa achar que deve ser castigado .. mas ate la deixem-no correr .. eu sou o maior fã do Alejandro por isso tarei sempre do seu lado … Força alejandro

Os comentários estão fechados.