ZLM Tour: Gonçalves, Cunha e Vilela terminam sem pontos

Jose Gonçalves, Marco Cunha e Ricardo Vilela foram os resistentes lusos no ZLM Tour, quarta prova pontuável para a Taça das Nações sub-23 e que encerrou o ciclo competitivo de clássicas de um dia iniciado com a Volta a Flandres Sub-23. Gonçalves foi o melhor posicionado – 61º, a 2m01s – na corrida de 180 quilómetros conquistada pelo britânico Luke Rowe. Cunha, vítima de um furo na parte inicial desgatou-se para realizar uma corrida de recuperação de lugares que, ainda assim, o colocou distante dos primeiros classificados – em 2008, o ciclista da Aluvia/Valongo tinha sido quarto classificado nesta mesma competição. Pelo caminho, acusando a distância quilómetrica elevada, as dificuldades colocadas pelo vento e a alta velocidade ficaram os restantes corredores da Selecção Nacional: Marco Coelho, Fábio Coelho e Carlos Baltazar, todos desistentes.
Com este desfecho, Portugal manteve os mesmos pontos após a disputa da primeira prova – 27 pontos – numa tabela actualmente liderada pela Dinamarca. A próxima competição pontuável é o GP Ville Saguenay, no Canadá.

CLASSIFICAÇÕES
ZLM Tour – 180 km
Média de 42.5252 km/h
1º Luke Rowe (Grã-Bretanha), 4h13m58s
2º Vojtech Hacecky (UCI), a 2s
3º Jhon Degenkolb (Holanda), a 6s
4º Elia Viviani (Itália), mt
5º Taylor Phinney (EUA), mt
(…)
61º José Gonçalves (Portugal), a 2m01s
65º Marco Cunha (Portugal), a 3m15s
73º Ricardo Vilela (Portugal), a 4m58s

17 thoughts on “ZLM Tour: Gonçalves, Cunha e Vilela terminam sem pontos”

  1. Sr ZÉ ISSO E VERDADE TEM TODA A RAZÃO ISTO E UM JOGO MUITO CONPLICADO , MUITO OPURTONISMO

  2. Sr. Ricardo Pinto eu escrevi mais comentarios mas o jornal não os divulgou por eu dizer umas verdades senão apresentava mais coisas mas enfim

  3. Sr Ramos nós no ano passado fizemos muito bons resultados mas se reparar os ciclistas k fizeram lugares foram Rui Costa k corria no benfica equipa internacional e corria muitas corridas la fora ou entao as melhores em portugal o k faziam k quando chega.se a seleçao o ritmo ja nao fosse tao diferente k os ciclistas k corriam em equipas sub-23, e o victor rodrigues ciclista da liberty k tambem fez as primeiras corridas com os professionais ate correr Gp Portugal k ganhou. De resto os outros ciclistas k corriam pela seleçao k erram todos ciclistas k corriam em equipas sub.23 poucos lugares tiveram de destaque ate pq tb tinham k trabalhar ou para o rui ou para o victor…………Isso de creticar o seleçionar J.Poeira é um volpe muito baixo ate pq se ele nao faz melhor este ano é pq tb nao tenhe materia prima(ciclistas para um bom entendedor) para trabalhar, ate pq os ciclistas k estiveram na seleçao tenhem sido os ciclistas k tenhem ganho as corridas em portugal….mas enfim creticar é facil ( haaaaa o unico ciclista k nem tenhe rendido o mesmo k no ano passado é o marco cunha, mas eu se fosse o seleçionar tb o convocava ate pq no ano passado nas classicas fex bom lugares,, de resto nao tenho nada apontar nesta convocatoria!!!)

  4. para pagar às equipas as presenças em provas não têm…. ou dizem que não têm dinheiro….

  5. acho que esse tempo que nao ha corridas a federacao devia pegar em alguns corredores e fazer o mesmo correr la fora …… tem dinheiro para umas coisas e para outras nada…

  6. eu sei estava o Vilela….mas tem corrido muito pouco se formos a ver a seleccao Americana tem corrido aqui na Alemanha e na belgica e em Franca desde os mundias de pista na belgica…. tal como a dinamarca tem corrido muito enquanto os portugueses fazem corridas de 100 120 e muito poucas de varios dias…eles tem feito muitos premios na franca e na belgica de 4 e 5 dias quase 10 em 10 15 em 15 dias faz muita diferenca…. mas e o ciclismo que temos….e verdade faz falta o JN e muito…..loooool

  7. Sr. David Sarreira o ano passado fizemos bons resultadospor isso não venha com estórias o Sr. Poeira é o culpado pois só leva os afilhados e não quer ver quem está a andar porque senão alguns directores desportivos mandavam-se ó ar porque são eles que mandam

  8. esquesseuse que estava lá um corredor da melhor equipa nacional Liberty e qual o lugar dele nas três provas

  9. Sr. David Sarreira você até tem uma certa razão em algumas coisas mas lhe digo o responsavel desta situação é o Presidente e não me diga que os corredores que representaram a Selecção são os que tem mais experiência internacional pois isso é mentira como levar corredores que não acabam corridas cá ou chegam muito atrazados mas segundo alguem disse tem o lugar garantido pois o ano passado nestes prémios foram alguns sebstituidos porquê este ano não isto é igual a por o JN fora e agora a PAD não honra os compromissos a culpa é de quêm Presidente

  10. 1 Rasmus Guldhammer (Den) Team Capinordic 4.24.43 (40.413 km/h)
    2 Romain Zingle (Bel) Veranda Willems Ct 0.05
    3 Dennis Van Winden (Ned) Rabobank Continental 0.33
    4 Romain Hardy (Fra) Cotes d’Armor Maitre Jacques
    5 Jan Ghyselinck (Bel) Beveren 2000
    6 Dries Beatse (Bel) Davo-Lotto-Davitamon 0.51
    7 Walt De Winter (Bel) Davo-Lotto-Davitamon
    8 Bjorn De Decker (Bel) Revor-Jartazi 1.12
    9 Peter Stetina (USA) USA National Team
    10 Andréas Linden (Swe) Team Capinordic

  11. sr.Jorge se nos competissemos mais no estrageiro certamente teriamos melhor resultados pois estas corridas de 1 dia sao totalmente diferente de provas por etapas e nao temos muita experiencia dessas corridas pois la se praticam muitos os chamados “abanicos” pois vao fracionando o pelotao….e preciso correr mais nestas corridas…

  12. o 5 classificado o americano Taylor Phinney e campeao do mundo de pista de preseguicao…..
    na Liege-Bastogne-Liege ganhou o Dinamarques Rasmus Guldhamer… onde em 5 Jan Ghyselinck o belga que ganhou o Paris-Roubaix isto tudo nos sub-23.

  13. Sr. jorje, se acha que correr la fora, e o ciclismo facil porque nao e ciclista federado e ganha mundias ou outras coisas. ou podia dar um grande treinador…

  14. a desculpa do costume sempre o vento como é possivel o vento só prejutica a selecção nacional se corresse bem não havia vento

Os comentários estão fechados.