Federação espanhola recorre para aceder a sangue da Operação Puerto

A Real Federação Espanhola de Ciclismo (RFEC) anunciou esta tarde que vai recorrer da decisão do Julgado de Instrução número 31 de Madrid, que voltou a negar o acesso federativo aos dados processuais, incluindo amostras das bolsas de sangue apreendidas durante a operação policial que ficou conhecida como “Operação Puerto”. “A RFEC manifesta o seu total e absoluto desacordo face à decisão denegatória ditada pelo juiz instrutor, pelo que os seus serviços jurídicos interporão, de imediato, os recursos pertinentes, com o objectivo de poder obter finalmente os elementos provatórios existentes dentro do processo penal denominado Operação Puerto”, lê-se no comunicado emitido pela RFEC.

Os argumentos utilizados pelo juiz para negar o acesso aos elementos necessários para abrir processos disciplinares na justiça desportiva repetem aqueles que já haviam sido utilizados aquando da primeira petição da RFEC, em 2006. Antonio Serrano alega não poder fornecer os elementos pretendidos enquanto o processo judicial não estiver encerrado.