GP JN apresentado hoje no Porto

jnO Prémio Jornal de Noticias foi apresentado hoje, no auditório, onde durante muitos anos se fizeram as apresentações das maiores provas de ciclismo nacionais. O clima era de alguma nostalgia, mas dos nomes e personagens do JN desses tempos, nem viva alma. Serafim Ferreira, a alma mater de um projeto,  iniciado por Jorge Lara e bem secretariado por Armando Santiago, hoje desaparecidos passaram um pouco á margem da apresentação.

De jornalistas ligados a essa época dourada do JN e do ciclismo nem um sequer passou por lá. O diretor do JN ,Afonso Camões, ainda se esforçou por disfarçar a pouca atenção que o jornal dispensa ao ciclismo, prometendo que as coisas poderão mudar.

Quem esteve bem, bastante assertivo, direto e com um discurso bastante politizado foi Delmino Pereira, presidente da FPC, que procurou unir o ciclismo a uma maior divulgação da modalidade por parte de um Jornel que muito deu ao ciclismo, mas do qual foi arredado de forma pouco ética, por força de um concurso viciado à partida.

Pela voz de Carlos Pereira, diretor de organização, ficamos a saber que a prova começará por um prólogo de 2,5 km, com dois ciclistas a partirem em simultâneo e com o tempo a contar para a geral individual.

Já as duas etapas em linha, a primeira partirá de Ovar em direção ao Sameiro, em Braga ( 15.45 horas), convertida, segundo a vereadora do Desporto da autarquia dos arcebispos, Sameiro Araujo, em capital do ciclismo em 2015. A etapa parte de Esmoriz, pelas 11,55 horas e tem passagem por Ovar, Arada, Castelo de Paiva, S.Vicente, Penafiel, Lousada, Felgueiras, indo em direção a Guimarães, desviando antes da entrada na cidade vitoriana, para a ascensão da Penha via Mesão frio, contagem de montanha de 2ª categoria, faltando então 33 kms para o final. A etapa segue em direção a Braga, depois de passar no centro da cidade, subindo para o Sameiro, com chegada frente à igreja.

No dia seguinte os ciclustas partem de Lordelo ( Paredes), pelas 11.30 rumo à cidade do Porto ( Avª dos Aliados 16.00 horas ), com pasagem por Baltar, Paços Ferreira, Lordelo, Agrela, Santo Tirso ( 12.40 h.), Trofa, Famalicão ( 13.00 h.) , Monte de S. Félix ( PM 3ª cat.- 14.00 h.), Póvoa, Vila do Conde, Gião, Maia Shoping, Ermesinde, Santa Rita, Rio Tinto,  Estrad de D. Miguel – 15.20 h.), Ribeira de Abade, com entrada no Freixo para o tunel da Ribeira e subida pela Rua Mouzinho da Silveira para a Avenida dos Aliados.

As duas etapas apresentam-se com algum grau de dificuldade, em especial a primeira, com chegada no alto do Sameiro, mas a chegada à cidade do Poro promete fracionar o pelotão. A prova teré em cada uma das etapas três metas volantes bonificadas, bem como as chegadas.