Greg Henderson vence etapa neutralizada e lidera Volta a Múrcia

A segunda etapa da Volta a Múrcia foi ganha pelo neozelandês Greg Henderson (Team Columbia-High Road), que confirmou o bom momento de forma que vem atravessando, batendo com à-vontade os dois sprinters que se seguiram na classificação, Rubén Perez (Euskaltel-Euskadi) e Julien Dean (Garmin-Slipstream). A conjugação do segundo lugar na etapa de ontem com o triunfo desta tarde levou Henderson a vestir a camisola amarela. O português Manuel Cardoso (Liberty Seguros) foi o décimo a cortar a meta, numa jornada em que o forte vento levou à neutralização de grande parte da etapa.

A ligação seria de 175 quilómetros, entre Las Torres de Cotillas e Caravaca de la Cruz. No entanto, as fortes rajadas de vento, na ordem dos 80 a 90 km/h, levaram a organização a encurtar a etapa para 100 quilómetros. Depois de percorridos 65 quilómetros, perante as condições atmosféricas altamente adversas, a organização decidiu neutralizar a corrida. O pelotão seguiu então em ritmo contido até à falta de três quilómetros para a meta, altura em que foi dada ordem para que os corredores arrancassem para a disputa do sprint.

Em apenas três quilómetros ficaram patentes os incidentes e a incerteza em que o ciclismo é fértil. Mal foi dada a bandeirada para o relançamento da prova, um dos favoritos a ganhar uma discussão em pelotão compacto, Javier Benitez (Contentpolis-Ampo), teve um furo e ficou arredado da luta pelos lugares cimeiros. Ainda houve tempo para uma tentativa de fuga, que isolou Ángel Vicioso (Andalucía-CajaSur) durante algumas centenas de metros. Por fim, aproveitando com afoito os cuidados excessivos dos rivais, que entraram com medo na última curva em estrada molhada, Greg Henderson ganhou uma ligeira vantgem, que foi suficiente para cortar a meta na frente, provando que a vitória, no domingo, na Clássifica de Almeria e o segundo lugar de ontem não caíram do céu.

A Liberty Seguros esteve discreta, resguardando-se para as etapas decisivas. Manuel Cardoso foi o melhor elemento da equipa portuguesa, fechando os dez mais do dia. Amanhã começam as decisões em termos de geral individual, disputando-se o contra-relógio de 16 quilómetros em San Pedro del Pinatar. Rubén Plaza (Liberty Seguros) é um dos favoritos e pode ser beneficiado da distância relativamente curta deste exercício individual, sobretudo quando comparado com especialistas em contra-relógios mais extensos, como é o caso do campeão mundial da especialidade, Bert Grabsch.

Rubén Plaza é já o mais bem colocado dos homens da Liberty Seguros, ocupando a 11ª posição. No lugar imediataente a seguir está o jovem Edgar Pinto. Por equipas, a formação portuguesa está no sexto lugar, com o mesmo tempo da Rabobank, que segue na frente.

Classificação da etapa

1º Greg Henderson (Team Columbia-High Road), 2h07m27s
2º Rubén Pérez (Euskaltel-Euskadi)
3º Julien Dean (Garmin-Slipstream)
4º David Calatayud (Selecção Espanha)
5º Tom Leezer (Rabobank)
6º Graeme Brown (Rabobank)
7º Giuseppe Palumbo (Acqua & Sapone-Caffe Mokambo)
8º Matthew Goss (Saxo Bank)
9º Mathieu Drujon (Caisse d’Epargne)
10º Manuel Cardoso (Liberty Seguros)
17º Edgar Pinto (LIberty Seguros), mt
28º Rubén Plaza (LIberty Seguros), mt
37º Carlos Nozal (LIberty Seguros), mt
41º Nuno Ribeiro (LIberty Seguros), mt
50º Rui Sousa (LIberty Seguros), mt
53º Héctor Guerra (LIberty Seguros), mt
74º José Mendes (LIberty Seguros), mt

Classificação Geral Individual
1º Greg Henderson (Team Columbia – High Road) 7h14m04s
2º Rubén Pérez (Euskaltel – Euskadi), mt
3º Graeme Brown (Rabobank), mt
4º Tom Leezer (Rabobank), mt
5º Mathew Goss (Saxo Bank), mt
6º David Calatayud (Selecção Espanha), mt
7º Mathieu Drujon (Caisse d’Epargne), mt
8º Bert Grabsch (Team Columbia – High Road), mt
9º Giuseppe Palumbo (Acqua & Sapone – Caffe Mokambo), mt
10º Aitor Pérez Arrieta (Contentpolis – Ampo), mt
11º Rubén Plaza (Liberty Seguros), mt
12º Edgar Pinto (Liberty Seguros), mt
28º Carlos Nozal (Liberty Seguros), mt
60º Manuel Cardoso (Liberty Seguros), a 1m49s
68º Nuno Ribeiro (Liberty Seguros), mt
73º Héctor Guerra (Liberty Seguros), mt
74º Rui Sousa (Liberty Seguros), mt
79º José Mendes (Liberty Seguros), mt