Antonio Colom vence e lidera à porta de casa

Antonio Colom (Katusha) venceu a quarta etapa do Challenge de Maiorca, chegando isolado a Bunyola, terra natal do corredor e local de partida e chegada da tirada de hoje. Colom atacou na última das cinco contagens de montanha do dia e não mais foi alcançado. O esforço foi recompensado com o triunfo parcial e com a camisola amarela. À chegada, o maiorquino dispôs de uma vantagem de 56 segundos sobre o quarteto que se lhe seguiu, formado por Edvald Hagen Boasson (Team Columbia-High Road), Jerôme Pineau (Quick Step), Sylvain Chavanel (Quick Step)  e Maxime Monfort (Team Columbia-High Road). A dureza da jornada de hoje ficou expressa na média do primeiro classificado, 36,620 km/h para percorrer os 143,3 quilómetros em 3h54m49s.

As hostilidades abriram bem cedo. Dois quilómetros após a partida já estava formada a fuga do dia, composta por três corredores: Alejandro Paleo (Xacobeo Galicia), Rubén Reig (Contentpolis-Ampo) e Jarno Meiling (Van Vilet-EBH Elshof). Já com a corrida lançada e com as dificuldades bem vincadas nas pernas, Jesus Rosendo (Andalucia-CajaSur) deu uma sapatada no pelotão e juntou-se ao trio da frente. A subida para Valldemossa permitiu um ataque quatro corredores no pelotão, formando-se, já na descida subsequente, uma frente de corrida com oito elementos.Com diferenças muito escassas em relação ao pelotão comandado pela Katusha, viveu-se um período de indefinição de corrida, com constantes ataques e contra-ataques, tanto na cabeça de corrida como no grupo principal.

A entrada na última dificuldade do dia, Coll de Sóller, acabou por estabilizar a corrida com o que restava do pelotão, depois de estarem para trás quatro prémios de montanha de segunda, a abordar compacto as primeiras rampas da última ascensão. Na subida, Antonio Colom (Katusha) deu seguimento ao trabalho de controlo que a sua equipa vinha desempenhando e abalou do grupo, seguindo em solitário montanha acima. Colom cruzou o alto com 53 segundos de vantagem sobre dez corredores. Colom manteve uma pedalada forte e conseguiu chegar isolado à sua terra natural.

O Challenge de Maiorca termina amanhã com uma etapa de sobe-e-desce semelhante à de hoje, que terá partida em Magaluf e chegada a Palmanova, ao cabo de 147 quilómetros. Pelo caminho, terão de ser vencidas três contagens de montanha de segunda categoria e duas de terceira, a última das quais a 13,5 quilómetros da meta. Rui Costa (Caisse D’Epargne) descansou hoje, mas amanhã voltará a integrar o pelotão na sua prova de estreia ao serviço da equipa espanhola.

Classificação 4ª Etapa

1º Antonio Colom (Katusha), 3h54m49s

2º Edvald Boasson Hagen (Team Columbia-High Road), a 56s

3º Jerôme Pineau (Quick Step), mt

4º Sylvain Chavanel (Quick Step), mt

5º Maxime Monfort (Team Columbia-High Road), mt

Classificação Geral Individual

1º Antonio Colom (Katusha), 15h07m36s

2º Jerôme Pineau (Quick Step), a 41s

3º Edvald Boasson Hagen (Team Columbia-High Road), mt

4º Sylvain Chavanel (Quick Step), mt

5º Mikel Nieve (Euskaltel-Euskadi), a 46s

Foto: Unisport