UCI reafirma que cabe à federação espanhola decisão sobre Contador

A União Ciclista Internacional (UCI) reafirma que cabe à Real Federação Espanhola de Ciclismo (RFEC) tomar uma decisão sobre o caso de Alberto Contador. A UCI confirma ter recebido documentação da federação espanhola, mas entende esse processo como “habitual” e “meramente consultivo”. A UCI recusa, portanto, assumir a responsabilidade pelo castigo ou pela ilibação do ciclista, apelando a uma decisão da RFEC e avisando que a UCI e a Agência Mundial Antidopgem (AMA) podem sempre recorrer, caso não fiquem satisfeitas com o desfecho do processo federativo.

Uma fonte da RFEC comunicou ontem ao jornal El País que os documentos apresentados pela defesa de Alberto Contador seriam remetidos à UCI e à AMA e que a RFEC castigaria o ciclista se esse fosse o entendimento da UCI e da AMA, após análise à remessa espanhola.

Alberto Contador acusou a presença de clembuterol num controlo feito durante a Volta a França. O corredor diz que não se dopou e que o “positivo” se deveu ao consumo de carne contaminada.

25 thoughts on “UCI reafirma que cabe à federação espanhola decisão sobre Contador”

  1. Para vos ser sincero, até gostava que não castigassem, só para ver se ele conseguia vencer o tour deste ano, agora que não pode contar com a ajuda da carne da perna extra-vitaminada.
    Assim sempre era a forma de tirar-mos duvidas em relação ao real valor do atleta, era da maneira que viamos se ele é mesmo o melhor, ou se já nem merecia ter vencido o tour do ano passado, como o fez contra o Andy.
    Porque tambem vos digo, se ele não vence-se o proximo tour e o perde-se para o Andy, a sua integridade caia na lama, mas tambem se o castigarem que o castiguem bem.

  2. Parece-me é que a federação espanhola não tem provas para ilibar e queria que fossem as entidades internacionais a assumir a penalização… O problema é que do ponto de vista legal têm que ser eles a tomar a primeira decisão… Se a UCI ou a AMA se envolvessem uma eventual suspensão acabaria por ser anulada no TAS por irregularidades processuais… E quanto mais demorarem a tomar a decisão pior é para o contador que não se poderá preparar competitivamente…

  3. romain sicard vai ser o frances que vai ganhar a volta a franca daqui a 2, 3 anos.

  4. tá mais que visto que isto se vai prolongar até la por meados de junho… aí assim de repente não é castigado e está resolvida a situação, ou então por essa altura apanha um ano, injustamente, e assim é impedido de ganhar dois tours… é simples, a máfia do ciclismo não se estende apenas ao doping, os orgãos que regem o ciclismo também eles vivem de interesses económicos, ou seja, corrupções, e isto, quanto mais alto e importante for o cargo, mais ganha, pois a decisão sai daí. (UCI e AMA) mais vale dar já a camisola ao schleck por dois anos.

  5. o que o nanda disse teve a sua graça mas uma coisa é certa foi pouco mas acusou e a conversa da carne não pega agora o impasse é mau para todo o ciclismo em geral e que ele faz falta no tour é tb verdade espero que não decidam 1 ou2 meses antes do mesmo .

  6. Em direito somo todos inocentes até prova em contrário. O problema é que aqui não têm prazo para decidir e deixam isto arrastar-se. Ou é castigado e cumpre ou não é e tem direito a ser ressarcido de tudo quanto lhe estão a tirar.

  7. Contador e culpado, tomou depois da etapa anterior ao dia de descanso, mascarou as substancias que tomou e assim quando lhe fizeram o controlo tudo estava minimamente normal… Será que sim?

    Por mim era suspenso um ano..

  8. claro que é uma perseguição francesa… à mais de 20 anos que não ganham um tour, e preve-se que nos próximos 20 também não ganhem. por isso, perseguem os que o ganham… exemplos disso nao faltam… é só olhar para trás…

  9. Concordo com o amigo “Nanda”.
    Trata-se de uma perseguição FRANCESA ao melhor ciclista do mundo, assim como fizeram, fazem e continuarão a fazer com Lance Amstrong.
    Deixem o homem em paz, são um povo nacionalista, pena um dos últimos franceses que ganhou a volta ter falecido infelizmente no ano passado devido a cancro, que por ventura pode ter sido causado pela boa droga que tomou pa ganhar o tour, que lata que estes têm!!
    Deixem o Contador em paz!

  10. Há aqui uma série de lacunas por explicar entre esta notícia e a publicada anteriormente e que nos leva a raciocínios errados. A RFEC não quis, segundo entendi aqui, passar a “batata quente” à UCI e à AMA, simplesmente solicitou que a decisão fosse tomada por todas as partes envolvidas e com que intuito? A RFEC desconfia que tanto a UCI e a AMA querem castigar o corredor recorrendo de uma possível ilibação. Ora, para quê lançar o veredicto após meses de análise dos documentos se estas entidades pretendem arrastar o caso para recurso? Valeria mais recorrer-se para as instâncias superiores neste momento e haver uma decisão rápida do que privar o corredor de correr a época depois de ser considerado inocente, se for o caso.

  11. muitas duvidas, por isso ninguém quer assumir o erro, de suspender ou não.
    Atenção que o que dizem é verdade, será que não foi uma agulha no meio do palheiro, terem efectuado um controle ao atleta tão especifico como não costuma acontecer.
    Vejamos o que vai acontecer, pois será triste não ter o atleta a dar espectáculo esta ano no tour, penso que será um tour muito bom, seria triste ele não estar lá para defender a vitoria deste ano.
    Equipas muito organizadas, vai ser espectacular este ano.

  12. aqui se ve a credebilidade da uci e ama. primeiro perseguem o ciclista como se de um criminoso de tratasse, depois nao ha certezas nem garantias que se tenha dopado, por isso andam com isto para a frente e para tras. so espero que ele (contador) nao deixe passar isto impune e reivindique tudo o que tem direito por este tmepo todo parado. so para terminar, o federaçao espanhola e o exemplo que muitas deviam tomar, defendem o ciclista por nao haver certezas, pois se tivesse comprovado que ele se dopou com certeza que o castigavam. ate prova em contrario inocente, e ta mais que visto que aqui nao ha provas para o condenarem.

  13. será que é muito difícil julgar um drogado, se fosse um ciclista qualquer isso era de um dia para o outro agora como é o Contador é o temos .
    Foste apanhado és igual aos outros e acabou mais nada?????

  14. isto é o normal…
    Portugal e resto do mundo: Isto não é para se fazer, é para se ir fazendo…

  15. Tanta coisa para o apanharem e agora que o “apanharam” ninguem aplica nenhum castigo ou fica ilibado e o homem fica sem correr! 
    Vergonhoso!

  16. eu ainda gostava de saber como é que a amostra certa foi parar a um laboratorio de analizes que só exisem quatro no mundo e que sao capazes de detectar quantidades tao pequenas apenas vestigios e que cada analize custa uma fortuna. já agora para acusar uma quantidade tao pequena e nao foi contaminaçao como diz Contador o que é que ele fez ?? só lambeu a ponta do Comprimido e que vantagem é que isso lhe dava ?? Eu acredito no Contador todos os ciclistas que ganham mais de duas vezes o tour começam a ser perseguidos os Franceses tem é dor de corno por nao ganharem o tour á decadas

  17. Têm todos tantas certezas que ninguém quer assumir a decisão de castigar o corredor… Ilucidativo.

  18. o ciclismo está podre a nivel mundial é uma vergonha ninguem quer tomar esta responsabilidade empurram uns para os outros vergonhoso

Os comentários estão fechados.