Bruno Pires é possibilidade na Volta ao Algarve

Bruno Pires já sonha com as cores do Luxemburgo
Bruno Pires já sonha com as cores do Luxemburgo

Bruno Pires regressou do estágio em Crans-Montana, na Suíça, no qual encontrou-se pela primeira vez com as “estrelas” do Luxemburgo Pro Cycling com poucas certezas quanto ao seu calendário. Para já, o ex-campeão nacional tem estreia marcada para o Tour Down Under, entre 16 e 23 de Janeiro. “Essa é a única certeza, mas há ainda a possibilidade de estar presente na Volta ao Algarve”, referiu o corredor alentejano ao Jornal Ciclismo. Pires manifestou a sua vontade de correr no Algarve e, no seu site, apelou mesmo à subscrição da petição pela transmissão em directo da corrida algarvia, iniciativa promovida pela Associação de Ciclismo do Algarve e pelo Jornal Ciclismo, mas a decisão terá que ser confirmada pelos responsáveis da equipa.

“O estágio foi algo em grande e os responsáveis da equipa conseguiram o que pretendiam: unir toda a equipa num ambiente descontraído. Não digo que deu para fazer amizades mas serviu para que todos se conhecessem melhor. Senti-me bem integrado e acabou por ser uma semana muito interessante”, frisou Pires.

A estreia de Bruno Pires com as cores do projecto luxemburguês que integra, entre outros, os irmãos Schelck e o helvético Fabian Cancellara está prevista para o Tour Down Under e, para já, a sua preparação não difere muito da efectuada em épocas anteriores. “Se calhar, no ano passado, já estava mais adiantado. Estou a fazer treinos de base, sem grande intensidade e sem séries, de acordo com a planificação que me foi entregue. Durante os últimos meses fiz bastante ginásio e natação e sei que a época vai ser longa”, disse.

Pires já treina com a nova bicicleta – a equipa é sponsorizada pela Trek – equipada com Dura-Ace electrónico. A apresentação da equipa está prevista para 6 de Janeiro.

Foto: Gaia Clube de Ciclismo

6 thoughts on “Bruno Pires é possibilidade na Volta ao Algarve”

  1. nao me parece que va ao tour pois duvido  que com cancellara, andy e frank schleck, gerdemman, fuglsang, brice feillu, maxime monfort, posthuma, voigt, o’grady,zaugg na equipa para trabalharem o bruno que apesar de ser um excelente corredor vá

  2. nao vai nao que já foi dito.axo que vai á vuleta mas tbm preferia a participaçao dele no giro

  3. gostava de ver o bruno pires a correr a volta a italia, ja que o tour e impossivel.

Os comentários estão fechados.