McQuaid diz que EPO é suspensão para quatro anos

Pat McQuaid defendeu que o primeiro controlo positivo por EPO deveria ter uma suspensão mínima de quatro anos. Numa entrevista ao diário L’Equipe, o presidente da União Ciclista Internacional manifestou a vontade política de sancionar com mão pesada os atletas dopados com EPO. Mcquaid afirmou mesmo que “apenas problemas legais impedem a UCI de impôr suspensões vitalícias para ciclistas dopados com EPO” mas acrescentou que “deveria haver uma suspensão de quatro anos” para quem tome aquela substância. Mcquaid acrescentou que não haverá uma decisão sobre o caso de Alberto Contador antes do fim de 2010.

14 thoughts on “McQuaid diz que EPO é suspensão para quatro anos”

  1. Ó nostalgico, viver do roubo e da vigarice já eles vivem.
    Não consigo perceber como é que alguem vem praqui defender batoteiros, a não ser que também seja um deles, mas para esses digo, caladinhos! voces parecem poetas.

  2. axo q deberya ser roda lybre.pois com estas penlizacoes qem sai beneficiado e qem mais ganha, guito,procura novas formas q so daqi a 10 anus aparece aqi.

  3. Concordo se for pena de morte!…se ficarem vivos e sem profissão acho que deveriam tentar viver do roubo e da vigarice que assim vivem sem penalidades!

  4. Para além da BATOTA….tb a questão…saúde…

    As várias versões de eritropoietina sintética podem melhorar o desempenho dos atletas até 15 por cento, mas os seus efeitos secundários podem ser significativos – coágulos no sangue, ataques cardíacos, derrames cerebrais –, devido ao espessamento do sangue (trombocitose) provocado pela produção excessiva dos eritrócitos (policitémia). O seu uso continuado também pode provocar diabetes, cancro, artrite, deformação dos ossos, miopatia (doença muscular), problemas na tiróide, cefaleias, hipertensão, diarreia, náuseas, prurido, síndroma gripal e, por vezes, convulsões. Nos casos mais graves, o uso de EPO por quem não necessita pode mesmo matar: este foi o motivo apontado como causa da morte repentina de vários jovens ciclistas europeus enquanto dormiam.

  5. ALELUIA……ALELUIA…

    pena que tenham percebido tarde demais que apenas com penas mais duras se poderia minimizar os efeitos do doping…..

    e suspensão vitalicia…

    why not????

  6. acho que é pouco 4 anos para a suspensão, na crise que o ciclismo esta a passar devia ficar suspenso para sempre o atleta ja sabemos que o doping nunca vai acabar mas com umas medidas mais sérias já dá para pensar é por que em porugal só vai haver 3equipas profissionais para ano é bonito nao é

  7. Concordo que a Epo é altamente prejudicial á saúde dos atletas em causa, tanto quanto sei já morreram atletas. mas no caso Contador penso que há de haver condescendencia, porque sendo o camisola amarela, acusando em pouca quantidade, num dos dias. so pode ser alguma reacção quimica. Mas para quem diz que o ciclismo é uma modalidade de drogados, eu argumento que o ciclismo é a modalidade que mais tem lutado com sucesso e com punições exemplares quem quer que seja. Agora no futebol quem pune os prevericadores, como até tem icentivo aos prevericadores

  8. Pois mas posto na prática é que é mais dificil, Portugal que é um país tão pequeno não tem força para tal, e ainda (dão cobertura) as cúpulas Federativas amenizam a coisa, porque senão a máquina instituída e corrupta pára.

  9. Apoiado, mas acho mesmo que devia ser suspensão vitalicia, não sei quais são os tais impedimentos que diz em cima, para que isso não possa ser feito.
    Seja como for, 4 anos é bem melhor que 2, os ciclistas sabem o risco que correm se o fizerem, portanto, quem o fizer que se aguente à bomboca, como se diz na minha terra, “azar!!! não se drogasse”. Pode ser que assim as coisas comecem a endireitar e os patrocinadores percam o receio de apoiar o ciclismo, que é para ver se os inocentes deixam de pagar pelos erros dos batoteiros.

  10. Apoio sem duvida!
    Com 4 anos os ciclistas pensarao muito bem se tomam essas porcarias porque 4 anos e muito tempo e perde-se o ritmo que o ciclismo necessita e pode acabar com a carreira ao contrario da suspensao de 2 anos que permite regressar.

Os comentários estão fechados.