Thor Hushovd campeão mundial em sprint para homens de barba rija

O norueguês Thor Hushovd sagrou-se hoje campeão mundial de fundo, depois de vencer o restrito sprint com que terminou a prova de 262,7 quilómetros, entre Melbourne e Geelong, Austrália. O dinamarquês Matti Breschel conquistou a medalha de prata, deixando a de bronze para o australiano Allan Davis. André Cardoso foi o único português a aguentar a pedalada dos melhores, chegando na 15.ª posição, com o mesmo tempo do vencedor. Hernâni Broco (56.º) e José Mendes (90.º) cederam 13m53s. Os dois sprinters nacionais, Manuel Cardoso e Samuel Caldeira, não chegaram ao fim.

A corrida disputou-se sob o signo da dúvida: haverá sprint ou os ataques irão partir o pelotão e impedir uma chegada compacta. Como quase sempre, o resultado não foi a preto e branco. Os velocistas menos dotados para as subidas não tiveram a menor hipótese de discutir a camisola arco-íris, mas os classicómanos, apesar de terem estado ao ataque, não conseguiram alcançar a recta da meta destacados. Beneficiaram os sprinters mais resistentes, tendo vencido o símbolo principal destes homens no pelotão internacional, Thor Hushovd.

Entre os portugueses, à parte o bom desempenho de André Cardoso, merece realce o azar do chefe-de-fila, Manuel Cardoso. O velocista caiu na terceira das onze voltas ao circuito de Geelong e foi transportado ao hospital, onde não lhe foi detectada qualquer fractura.

CLASSIFICAÇÃO
1      Thor Hushovd (Norway)      6:21:49
2     Matti Breschel (Denmark)
3     Allan Davis (Australia)
4     Filippo Pozzato (Italy)
5     Greg Van Avermaet (Belgium)
6     Oscar Freire Gomez (Spain)
7     Alexandr Kolobnev (Russian Federation)
8     Assan Bazayev (Kazakhstan)
9     Yukiya Arashiro (Japan)
10     Romain Feillu (France)
11     Grega Bole (Slovenia)
12     Dmitriy Fofonov (Kazakhstan)
13     Koos Moerenhout (Netherlands)
14     Fabian Wegmann (Germany)
15     Andre Fernando S. Martins Cardoso (Portugal)
16     Frank Schleck (Luxembourg)
17     Cadel Evans (Australia)
18     Philippe Gilbert (Belgium)
19     Niki Terpstra (Netherlands)     0:00:07
20     Björn Leukemans (Belgium)
21     Vladimir Gusev (Russian Federation)     0:00:13
22     Janez Brajkovic (Slovenia)
23     Chris Sörensen (Denmark)
24     Anders Lund (Denmark)     0:00:15
25     Paul Martens (Germany)
26     Yoann Offredo (France)     0:02:07
27     Jonas Ljungblad (Sweden)     0:02:09
28     Matija Kvasina (Croatia)     0:02:11
29     Christian Knees (Germany)
30     Fumiyuki Beppu (Japan)
31     Simon Spilak (Slovenia)     0:02:13
32     Cyril Gautier (France)
33     Kanstantin Siutsou (Belarus)
34     Jose Rodolfo Serpa Perez (Colombia)
35     Juan José Haedo (Argentina)
36     Giovanni Visconti (Italy)
37     Marzio Bruseghin (Italy)     0:05:11
38     Luca Paolini (Italy)
39     Haimar Zubeldia Agirre (Spain)
40     Vincenzo Nibali (Italy)     0:07:10
41     Lars Boom (Netherlands)     0:07:22
42     Wout Poels (Netherlands)
43     André Greipel (Germany)
44     Gorazd Stangelj (Slovenia)
45     Stuart O`Grady (Australia)
46     Radoslav Rogina (Croatia)
47     Karsten Kroon (Netherlands)
48     Jure Kocjan (Slovenia)
49     Pavel Brutt (Russian Federation)
50     Fabian Cancellara (Switzerland)
51     Yauheni Hutarovich (Belarus)     0:13:53
52     Denys Kostyuk (Ukraine)
53     Martin Velits (Slovakia)
54     Petr Bencik (Czech Republic)
55     Martin Elmiger (Switzerland)
56     Hernani Broco (Portugal)
57     Egor Silin (Russian Federation)
58     Marcel Sieberg (Germany)
59     Steve Morabito (Switzerland)
60     Bartosz Huzarski (Poland)
61     Eduard Vorganov (Russian Federation)
62     Koen De Kort (Netherlands)
63     Sylvain Chavanel (France)
64     Michal Golas (Poland)
65     Bernhard Eisel (Austria)
66     Peter Wrolich (Austria)
67     Oleksandr Sheydyk (Ukraine)
68     David Mc Cann (Ireland)
69     Alexander Kristoff (Norway)
70     Sébastien Hinault (France)
71     Bert Grabsch (Germany)
72     Yukihiro Doi (Japan)
73     Edward King (United States Of America)
74     Peter Velits (Slovakia)
75     Gustav Larsson (Sweden)
76     Lars Ytting Bak (Denmark)
77     Julian Dean (New Zealand)
78     Przemyslaw Niemiec (Poland)
79     Christian Vandevelde (United States Of America)
80     Danny Pate (United States Of America)
81     Tyler Farrar (United States Of America)
82     Danilo Hondo (Germany)
83     Anthony Geslin (France)
84     Tanel Kangert (Estonia)
85     Svein Tuft (Canada)
86     William Bonnet (France)
87     Leopold Konig (Czech Republic)
88     Alexsandr Dyachenko (Kazakhstan)
89     Ignatas Konovalovas (Lithuania)
90     José Mendes Pimenta Costa (Portugal)
91     Steven Kruijswijk (Netherlands)
92     Sebastian Langeveld (Netherlands)
93     Oleksandr Kvachuk (Ukraine)
94     Mathew Hayman (Australia)
95     Wesley Sulzberger (Australia)
96     Michael Rogers (Australia)
97     Nicolas Roche (Ireland)
98     Laurent Didier (Luxembourg)     0:21:51
99     Zolt Der (Serbia)     0:22:50
DNF     Edvald Boasson Hagen (Norway)
DNF     Carlos Barredo Llamazales (Spain)
DNF     Yury Trofimov (Russian Federation)
DNF     Michael Albasini (Switzerland)
DNF     Tejay Van Garderen (United States Of America)
DNF     Jurgen Roelandts (Belgium)
DNF     Francesco Gavazzi (Italy)
DNF     Tony Martin (Germany)
DNF     Mario Aerts (Belgium)
DNF     Matteo Tosatto (Italy)
DNF     Samuel Sanchez Gonzalez (Spain)
DNF     Luis Leon Sanchez Gil (Spain)
DNF     Ruben Plaza Molina (Spain)
DNF     Leif Hoste (Belgium)
DNF     Jan Bakelants (Belgium)
DNF     Simon Gerrans (Australia)
DNF     Lucas Sebastian Haedo (Argentina)
DNF     Maciej Bodnar (Poland)
DNF     Vladimir Karpets (Russian Federation)
DNF     Carlos Oyarzun Guinez (Chile)
DNF     Diego Alejandro Tamayo Martinez (Colombia)
DNF     David Millar (Great Britain)
DNF     Marcin Sapa (Poland)
DNF     Jackson Rodriguez (Venezuela)
DNF     Matthew Brammeier (Ireland)
DNF     Grégory Rast (Switzerland)
DNF     Samuel José Rodrigues Caldeira (Portugal)
DNF     Juan Manuel Garate (Spain)
DNF     Andriy Grivko (Ukraine)
DNF     Matthew Harley Goss (Australia)
DNF     Hayden Roulston (New Zealand)
DNF     Kristijan Koren (Slovenia)
DNF     Andrea Tonti (Italy)
DNF     Christian Meier (Canada)
DNF     Daryl Impey (South Africa)
DNF     Peter Sagan (Slovakia)
DNF     Jos Van Emden (Netherlands)
DNF     Dominic Klemme (Germany)
DNF     Artem Ovechkin (Russian Federation)
DNF     Michael Morkov (Denmark)
DNF     Murilo Antonio Fischer (Brazil)
DNF     Hrvoje Miholjevic (Croatia)
DNF     Imanol Erviti Ollo (Spain)
DNF     Kevin De Weert (Belgium)
DNF     Baden Cooke (Australia)
DNF     Mark Cavendish (Great Britain)
DNF     David Zabriskie (United States Of America)
DNF     Jeremy Hunt (Great Britain)
DNF     Francisco José Ventoso Alberdi (Spain)
DNF     Valentin Iglinskiy (Kazakhstan)
DNF     Sergey Renev (Kazakhstan)
DNF     Alexander Porsev (Russian Federation)
DNF     Ben Gastauer (Luxembourg)
DNF     Thomas Peterson (United States Of America)
DNF     Kalle Kriit (Estonia)
DNF     Adil Jelloul (Morocco)
DNF     Mohammed Said Elammoury (Morocco)
DNF     Daniel Oss (Italy)
DNF     Frederik Willems (Belgium)
DNF     Greg Henderson (New Zealand)
DNF     Abdelatil Saadoune (Morocco)
DNF     Matias Medici (Argentina)
DNF     Esad Hasanovic (Serbia)
DNF     Danilo Wyss (Switzerland)
DNF     Jason Mccartney (United States Of America)
DNF     Martin Kohler (Switzerland)
DNF     Jaroslaw Marycz (Poland)
DNF     Darren Lill (South Africa)
DNF     Yury Metlushenko (Ukraine)
DNF     Manuel Antonio Leal Cardoso (Portugal)
DNF     Jay Robert Thomson (South Africa)
DNF     Borut Bozic (Slovenia)
DNF     Dominique Rollin (Canada)
DNF     Alex Rasmussen (Denmark)
DNF     Craig Lewis (United States Of America)
DNF     Adnane Aarbia (Morocco)
DNF     Mouhcine Lahsaini (Morocco)
DNF     Tarik Chaoufi (Morocco)
DNF     Carlos José Ochoa (Venezuela)

(em actualização)

41 thoughts on “Thor Hushovd campeão mundial em sprint para homens de barba rija”

  1. O ciclismo português começa a ser pequeno para o grande talento do André Cardoso. Espero q as equipas estrangeiras nao andem a dormir e aproveitem um grande trepador e um grande talento como o André. Para ele sem duvida seria a altura adequada para sair de portugal e potenciar as suas qualidades. Fazer o que ele fez em dois campeonatos do mundo consecutivos não é nada facil, sobretudo depois da grande volta a portugal que fez este ano. Mas outra coisa não seria de esperar. Ele e José Mendes devem ser os proximos a emigrar.

  2. ainda bem k ha alguem aki k comenta com juizo e tem a noção das coisas ……pk esta seleção nao é a seleção de portugal mas sim o grupo de amigos do selecionador parem com esta mafia e levem a correr kem deixa tudo na estrada …..jose mendes uma nodoa ….caldeira um dia irá ser um bom sprinter mas para isso tem k trabalhar mto para xegar a roda dos melhores ,cardoso xegou cansado para nao dizer de rastos da vuelta e caiu….azar,,,broco esperava mais dele confesso…..o andre cardoso é a maquina k se conhece a subir mas sprintar nao está nos genes dele…

  3. ainda bem k ha alguem aki k comenta com juizo e tem a noção das coisas ……pk esta seleção nao é a seleção de portugal mas sim o grupo de amigos do selecionador parem com esta mafia e levem a correr kem deixa tudo na estrada …..jose mendes uma nodoa ….caldeira um dia irá ser um bom sprinter mas para isso tem k trabalhar mto para xegar a roda dos melhores ,cardoso xegou cansado para nao dizer de rastos da vuelta e caiu….azar,,,broco esperava mais dele confesso…..o andre cardoso é a maquina k se conhece a subir mas sprintar nao está nos genes deles…

  4. Só tive pena, foi de não terem dado um oportunidade ao SÉRGIO RIBEIRO, que na minha opinião era o ciclista português que mais se adptava às caracteristicas deste percurso em que se realizou o mundial, uma vez que passa as subidas com os primeiros e num grupo restrito ao sprint não dá hipóteses, como aliás demonstrou este ano na volta a Portugal.

    Quanto ao André Cardoso, mais ma vez demonstrou o grande ciclista e o enorme profissional que é, espero sinceramente que uma equipa pro tour lhe dê uma oportunidade, porque em portugal não há equipas à sua altura.

    Quanto ao selecionador nacional, é a imagem do tiptico portugûes: Pobre de espirito e que encara o seu trabalho como um “tacho” para si e para a corja dos seus amigos, como Broco etc.

    Parabéns Cholas, honraste as cores nacionais…. Obrigado e Felicidades!!

  5. “Eu”, quem falou do Tavira? O Tone deu uma informação(incorrecta), e eu limitei-me a corrigi-la. Claro que a BMC é de um escalão superior ao do Tavira, mas não é pro-tour, logo não vejo o que é que o teu argumento acrescente ao meu post.

  6. realmente não percebi o que se passou com o caldeira. eu vi a corrida toda e ele em vários momentos esteve sempre na frente da corrida inclusivamente na subida mais larga. até houve uma altura que ficou num grupo da frente come 30/40 corredores com alguns favoritos a meio da corrida. o andre tb estava neste grupo

  7. Para o amigo David, voce sabe muito bem o que o Tone quis dizer, a Bmc não é PRO_TOUR, mas tambem não é do escalão do Palmeiras/Resort/Tavira, inclusivé está bem acima, e em relação a orçamentos nem se fala.
    Agora sabem-me dizer o porquê do abandono do Caldeira? é que não li nada a explicar isso.

  8. Finalmente alguns comentarios de acordo com a prestaçao de Portugal,esta mais do que na Hora de mudar de seleçionador. Este ja passou a Historia. Nao da mais,e a qualidade dos Ciclistas em Portugal e Exelente para nao pensar em ALTOS VOOS. E fazer como no Futebol,nao cumpre os Objectivos,RUA com ele.

  9. Toné só 1 ciclista não pertencente ao pro-tour nos 25 primeiros? Eu vejo lá 6(Hushovd, Arashiro, Feillu, Cardoso, Evans e Leukemans).

    Quanto à prova em si, a sua dureza e a velocidade a que foi feita retirou da discussão os sprinters mais pesados. O Hushovd naquele grupo final era claramente o sprinter mais rápido ali presente e acabou por vencer com alguma facilidade, e mostrar que uma equipa reduzida não é necessáriamente algo de negativo quando se luta pelo título mundial, principalmente a partir do momento em que deixam de ter a responsabilidade de controlar a corrida.

  10. José Luis Algarra para a selecção Nacional já! Senão os espanhóis em dois anos comem-nos vivos e ficamos a perder tudo do excelente trabalho feito por este homem.

  11. o sr jose poeira pensa anda amandar poeira para os olhos dos portugueses esta enganado ele devia ter era consideraçao por outros atletas que ficaram de fora mas como tem a faca e o queijo na mao faz o que quer

  12. grande corrida da italia e da belgica
    sempre ao ataque deram um grande espectaculo
    tal como a holanda o kolobnev e o evans
    todos eles deram tudo o que tinham e se houve espectaculo foi devido a eles
    parabens tambem ao andre cardozo pelo excelente resultado
    acho que merece algo mas que a palmeiras
    (melhor equipa portuguesa)

  13. Caro Ora Toma……

    1ª Acho que ninguem foi de ferias,excepto o satf da Fpc…..em 2º acho que ate foi uma boa prestaçao dos atletas..e em 3º o que sao 1000 € ( o que nao é verdade ) em relaçao ao que recebem os atletas da selecçao de futebol ?

  14. Duas perguntas ao ORA TOMA………O Manuel Cardoso fez de proposito pra cair e ir para o hospital? O Samuel porque desistiu ? Se tiver de criticar …critique o seleccionador e nao os atletas….

  15. enquanto forem os amigos do seleccionador, não vamos longe. É importante conhecer o percurso e levar corredores que cheguem e discutam o Sprint. Parabens Cholas

  16. ora bem ……do andre ja esperava isto pk éo unico selecionado k foi la para correr e dar o seu melhor do broco contava mais um bocado mas os restantes e amigos do poeira foram visitar australia e receber 1000.00 por participação nada mau …ir de ferias e receber dinheiro…o k mais se pode pedir…….. mas enfim assim como na politica tb na seleção de portugal em ciclismo ha o ” job for the boys” so lamento é andarem a bricar com o meu dinheiro…..

  17. caldeira grande epoca este ano estas tb num bom caminho forca amigo á q levantar a cabeca e pensar positivo um abraco e forca

  18. é verdade grande corrida de andre cardoso com sempre esteve á altura dos acontecimentos sempre certinho e na frente com todos os campeoes ele tb ja é um campeao campeao e um grande homem e um super amigo forca cholas es o meu idolo

  19. tambem ainda ninguem falou da excelente prova do Evans 😉
    Fiquei triste pelo Gilbert :S 
    mas bem parabens ao Cardoso pela boa prova 🙂
    dou 1 ano para sair de  Portugal.

  20. Vitória do Hushovd para coroar o excelente trabalho do Hagen…

    Boa prova do André Cardoso que certamente poderá dar o salto para uma equipa protour…talvez Movistar, Geox ou até Radioshack

  21. Muito sinceramente, o André é o ciclista, em que eu deposito mais esperança que para num futuro próximo, possa vencer uma volta a Portugal, eu acho-o até o mais capaz de todos os Portugueses para essa tarefa. se ele não tiver de trabalhar para ninguem, mas antes pelo contrário, se tiver uma boa equipa a trabalhar para ele, who knows!
    Quissá não será já na proxima volta, adoraria.:).

  22. este André Cardoso para mim é um excelente ciclista .
    Nota-se e nota-se que tem bastante facilidade a subir montanhas , como se viu este ano na Volta a Portugal , tem uma pedalada espectacular , pareçe pareçido com o contador a subir . a subir sentado na bicicleta com grande facilidade . acho mesmo parecido .

  23. Este André Cardoso para mim é um excelente ciclista .
    Nota-se e nota-se que tem bastante facilidade a subir montanhas , como se viu este ano na Volta a Portugal , te

  24. Parabéns André. Grande demonstração da tua categoria. Devias era ter um site onde fosse possivel acompanhar melhor a tua carreira e dar-te os parabens, como tu mereces

  25. PARABENS ANDRE CARDOSO SEGUEM EM FRENTE MAS VAI PARA UMA EQUIPA PROTOUR ES UM AUTENTICO TREP. AGUENTAS BEM OS ROLADORES E NA MONTANHA E TEU TERRENO VAI PORQUE O CICLISMO E CURTO E LA FORA PODES IR BUSCAR BOM NAO DIGO MAIS FELICIDADES AMIGO

  26. Mais um Bom Resultado para o Andre Cardoso … Parabens …
    Excelente este resultado …

  27. granda andé cardoso! sempre soube que ias ser o melhor! estas é a ficar pesado para o teu poleiro!

  28. Parabéns André! Excelente posição a demonstrar que consegue estar entre os melhores do mundo. Salvo erro, foi também com uma performance similar o ano passado que o Manuel Cardoso se notabilizou internacionalmente, acabando por assinar por uma equipa da ProTour.

  29. Boa vitoria do Hushovd sem duvida.
    A minha aposta era o Gilbert que esteve quase mas estoirou completamente nos ultimos quilometros.

    Hushovd nao cedeu a pressao de responder a ataques ou seja nunca andou escapado. Esperou pelo pelotao compacto na linha de meta e com isso venceu com inteligencia e experiencia.

    Com uma chegada em pelotao compacto Hushovd era o homem mais forte a par de Freire mas o espanhol nao anda muito bem mas mesmo assim ainda fez 6º.

    Esperava mais da Italia e da Espanha , as potencias do ciclismo neste momento .
    A Italia lançou as cartas todas muito cedo desgastando os seus homens. Se o Pozzato nao tivesse andado escapado penso que seria uma oposiçao maior ao Hushovd.
    Quanto a Espanha , ficou apanhada de surpresa pelo ataque dos italianos , tendo lançado curiosamente os seus homens de trabalho na frente deixando o lider para tras. Com isso desgastaram-se muito tambem e tal como Pozzato , o Freire poderia ter sido um adversario mais temivel no sprint.

    Boas as provas do Allan Davis e do Breschel que fazem podio .
    Tambem bem esteve Avermaet , Moerenhout e Gilbert apesar de tudo.
    Evans perde a camisola de cabeça erguida pois fez uma grande prova.

    Boa prestaçao do nosso Andre Cardoso que melhora 2 posiçoes em relaçao ao ano passado.
    Os outros 4 estiveram sempre bastante escondidos.

    Em resumo penso que foi um bom mundial , muito renhido e interessante ficando sempre a duvida de quem seria o grupo a chegar ao fim e quem seria o campeao e isso so se soube mesmo em cima do risco de meta.

  30. Algo inesperado esta Vitoria do Hushovd. Pensei sempre em Pozzato Sem duvida grande Corrida de Andre Cardoso. Es GRANDE.. Motrou mais 1 vez o ciclista Completo que o e.. As Equipas de Por Tour tem andado a dormir. Esta na hora de dar uma Opurtunidade a este ciclista Portugues.

  31. sinceramente penso ke kolobnev merece muito mais do ke tem…..merecia ganhar um mundial ainda nao ganhou,já fez 2 seguundos na vuelta ainda nao ganhou,2ºna liege bolas….já irrita

  32. Este André Cardoso não sei o que é que ele ainda esta a correr em Portugal, este 15º lugar na Prova de Estrada é uma “vergonha” para continuar a correr em Portugal. Vai lá para uma equipa que condiga com o teu valor (Protour ), lá é que é o lugar dos campeões! Muitos Parabéns André Cardoso, grande resultado para o ciclismo Português, mais uma vez (acho que é o melhor resultado de um ciclista português nos campeonatos do mundo, honra que já te pertencia anteriormente)!
    Parabéns também ao novo Campeão do mundo Thor Hushovd!

Os comentários estão fechados.