Pedale com a camisola de Acácio da Silva e Sean Kelly

O Jornal Ciclismo lança a segunda “Camisola com História”. Depois da réplica do jersey que Joaquim Agostinho usou na sua estreia no Tour, lançamos agora a réplica da camisola da Kas, equipa espanhola pela qual Acácio da Silva se estreou a ganhar etapas na Volta a França. Tal como no número anterior da colecção, também no caso da Kas replicamos o design da época, transpondo-o para o novo século, através de tecidos da mais alta qualidade, com o selo de qualidade Fullwear.

Com este lançamento pretendemos homenagear uma equipa que acolheu dois corredores portugueses e que permaneceu no pelotão, em dois períodos diferentes, num total de 24 anos como patrocinador principal, aos quais se somam dois como segundo patrocinador. Os dois ciclistas lusos que representaram a Kas foram José Martins, natural de Golães, Fafe, e um dos melhores trepadores nacionais da década de 1970. Ao serviço da Kas, Martins conseguiu o 12.º lugar no Tour de 1975 e o 15.º no Giro do mesmo ano, além do quarto posto na Volta à Suíça, de onde saiu como vencedor da classificação da montanha. No ano seguinte, o minhoto voltou a estar bem na Volta a França, terminando na 16.ª posição.

José Martins passou pela Kas-Campagnolo na primeira fase da formação espanhola, que se iniciou em 1958, enquanto Boxing Club-Kas e terminou em 1979, com a designação de Kas-Campagnolo. A camisola que agora colocamos à disposição dos nossos leitores é, todavia, da segunda passagem da marca de refrigerantes espanhóis pelo ciclismo, aquela em que Acácio da Silva esteve na equipa.

Após cinco anos de ausência das estradas, a Kas regressou ao pelotão internacional, de forma tímida, em 1985. Era um dos patrocinadores da Skil-Sem-Kas-Miko, que tinha nas fileiras o irlandês Sean Kelly e como director-desportivo Jean de Gribaldy, o homem que lançou Joaquim Agostinho na alta roda do ciclismo internacional.

Nascido em Montalegre em 2 de Janeiro de 1961, Acácio da Silva emigrou com a família para o Luxemburgo e foi no centro da Europa, coração do ciclismo, que deu as primeiras pedaladas profissionais. Ciclista de classe e já com um palmarés preenchido, deu ainda mais nas vistas com o triunfo em duas etapas do Giro em 1985. No ano seguinte repetiu a dose, acabando a prova na sétima posição da geral, resultados a que se somou a vitória no Campeonato Nacional de Fundo. A meio da temporada, o transmontano trocou a Malvor-Bottecchia pela Kas-Mavic, onde ainda encontrou como técnico o mentor de Joaquim Agostinho. Na nova formação, Acácio da Silva triunfou no Campeonato de Zurique, prova de um dia que integrava a Taça do Mundo, conjunto das clássicas mais importantes a nível internacional.

Foi já pela Kas que Acácio da Silva se estreou a vencer em etapas da Volta a França. Conseguiu-o na terceira etapa da edição de 1987 da Grande Boucle. Este foi o principal sucesso do corredor português nessa temporada. Em 1988, representando a Kas-Canal 10, no último ano da marca espanhola na modalidade, Acácio da Silva conquistou o Troféu Luis Puig, uma etapa e a classificação por pontos no Dauphiné Libéré, uma etapa, o terceiro lugar da geral, os pontos e o combinado na Volta à Suíça e a quarta etapa da Volta a França, além de outros triunfos e lugares de honra. Na passagem pela Kas, Acácio da Silva foi colega de equipa de Sean Kelly, um dos melhores corredores da sua geração.

Um dos pontos altos da carreira de Acácio aconteceu em 1989, já com as cores da Carrera: ganhou a primeira etapa do Tour e ganhou o direito a envergar a camisola amarela durante três dias. Foi o primeiro português a liderar a Volta a França.

Descrição do jersey da Kas’1987

Camisola de competição réplica fiel da equipa Kas.

> Tamanhos M, L e XL
> Triplo bolso dorsal
> Tecnologia Dry Clim (ver aqui)
> Produção com qualidade Fullwear

Preço (IVA incluído)

Portugal Continental e Ilhas > Camisola + portes de envio = 32,42 €
Estrangeiro/ Europa >Camisola + portes de envio = 40 €


Como Comprar em dois passos:

Opções de compra:
> Por transferência bancária (Multibanco, Balcão ou Homebanking)

1 ) Efectuar transferência bancária para o seguinte NIB:

0035 0695 00025581030 92

2 ) Enviar email com comprovativo de transferência e seguintes dados pessoais para jornalciclismo@gmail.com
> Nome, Número de contribuinte (NIF), Morada e contacto telefónico (preferencial)
> Tamanho desejado

> A sua encomenda será expedida por via postal para a morada indicada após confirmação de transferência.

Dúvidas
> Envie-nos um email para: jornalciclismo@gmail.com
> Contacto telefónico: (00351) 93 385 69 91 | 91 855 73 27 (12h00 às 19h30)

Pode ainda aproveitar para comprar também a réplica da camisola Frimatic-Viva-De Gribaldy (ver detalhes aqui):

Camisola de competição réplica fiel da equipa Frimatic-De Gribaldy-Viva.

> Tamanhos M, L e  XL
> Dois bolsos dianteiros c/ fecho Zip
> Bolso interior dorsal c/ fecho Zip
> Tecnologia Dry Clim (ver aqui)
> Produção com qualidade Fullwear

Preço (IVA incluído)

Portugal Continental e Ilhas > Camisola + portes de envio  = 27,41 €
Estrangeiro/ Europa  >Camisola + portes de envio = 30 €

6 thoughts on “Pedale com a camisola de Acácio da Silva e Sean Kelly”

  1. Gostei muito da camisa, porém moro no Brasil, gostaria de saber se seria possível enviar via correio.

  2. Estou no estraingeiro e gostava de comprar o conjunto du boavista-madeinox alguem me pode ajudar?

  3. O Luís tem razão, lol. O boneco da Frimatic está em melhor forma do que o senhor da KAS 🙂 Bonitas e bem conseguidas as camisolas, parabéns.

  4. Bela barriguinha de cerveja a da pessoa que vestiu a camisola para tirar a fotografia à camisola da KAS 😛

Os comentários estão fechados.