Federação espanhola aplaude reabertura da “Operação Puerto”

A nova gestão da Real Federação Espanhola de Ciclismo (RFEC) parece apostada em cortar radicalmente com a anterior direcção, muitas vezes acusada de laxismo no que ao combate á dopagem diz respeito, e avança com um aumento dos controlos em 50%, além de mostrar-se satisfeita com a reabertura do processo relativo à chamada “Operação Puerto”. “A RFEC quer mostrar a sua total e absoluta aprovação à dita resolução [reabertura do caso], confiando que possam finalmente apurar-se responsabilidades dos suspeitos neste caso”, lê-se num comunicado da estrutura federativa espanhola.

Quem parece farto de ouvir falar no caso é o vencedor da Volta a França de 2008, Carlos Sastre. “A ‘Operação Puerto’, longe de ajudar, só produziu danos até ao momento. Especulou-se muito, falou-se muito e continua a falar-se, mas, oxalá, no futuro não se fale mais no caso. Tudo o que rodeia esta operação é mau e causou problemas a muitas pessoas, se calhar inocentes, enquanto alguns culpados não chegaram a ser julgados”, disse o corredor em entrevista à Europa Press.