Tiago Machado faz balanço da temporada

Tiago Machado com expectativas em alta
Tiago Machado com expectativas em alta

“Para um estreante no pelotão do Pro Tour creio que dificilmente poderia fazer melhor. No Algarve consegui uma prestação que foi além do que se esperava, o mesmo não se poderá dizer no Paris-Nice em que existiram dois factores que foram determinantes. A falta de experiência numa prova daquela categoria e o mau posicionamento no pelotão que foi fatal quando o vento provocou os abanicos com cortes inevitáveis”, avalia Tiago Machado em entrevista hoje publicada no Jornal A Bola.

“A presença no Critérium Internacional tinha como objectivo ajudar o senhor Lance”, prossegue Machado. “Como estava bem posicionado ao darem-me luz verde senti que tinha possibilidades de discutir a primeira etapa. Tentei acompanhar o Fedrigo mas a experiência do francês foi determinante, o segundo lugar num pelotão daquela categoria foi bastante positiva. No segundo dia dada a diferença de tempos não seria fácil chegar ao primeiro lugar, Michael Rogers fez um excelente contra-relógio e acabei num honroso terceiro lugar”.
Já sobre a sua experiência no Circuit de la Sarthe (2º) Tiago frisa o papel das bonificações. “A bonificação na primeira etapa colocou Luís León Sanchez em vantagem com a particularidade de ser excelente contra-relogista. No último dia poderia ser o tudo ou nada, a luta entre os franceses acabou por beneficiar quem estava na frente e controlou a corrida com mais facilidade”.

A próxima participação de Tiago Machado é a Volta a Castela e Leão que amanhã se inicia em Espanha, com a presença de Alberto Contador. “Gosto do percurso, penso que poderei lutar pelos primeiros lugares, o final no Morredero é determinante para a classificação e o contra-relógio será decisivo”

4 thoughts on “Tiago Machado faz balanço da temporada”

  1. Creio que o Tiago já demonstrou que pode lutar pelos primeiros lugares. No entanto, esta prova parece-me mais dura em relação ao Criterium e a Sarthe. A 3ª etapa será uma prova de resistência na montanha e o contra-relógio será mais longo que nas provas que fez em França.
    A Astana vem com Contador e toda a sua armada para a montanha e ainda há homens como Arroyo, Anton, Menchov ou Mosquera. Uma ou outra surpresa espanhola pode sempre acontecer.
    Em sua vantagem terá a Radioshack a trabalhar para ele com certeza (não vejo outros nomes tão importantes na equipa) e a sua melhoria na colocação no pelotão. Força Tiago!

  2. Da o teu melhor campeao.. Vou tar a acompanhar as tuas provas. Es um orguho nacional. Boa sorte.

Os comentários estão fechados.