Póvoa BTT domina no arranque da Taça de XCO

A Taça de Portugal de cross country (XCO) Vodafone arrancou com domínio do Póvoa BTT/Maxibikes/School Eventos, que venceu cinco das dez classificações em disputa. Entre os triunfos conta-se o mais apetecível de todos, na elite masculina, através do campeão nacional de sub-23, Tiago Ferreira. Apesar de poder continuar a correr entre os mais jovens, o natural de Lourosa decidiu competir durante todo o troféu junto com a elite, de modo a conquistar mais pontos UCI para Portugal. Olhando aos primeiros resultados, conclui-se que a aposta começa a ser ganha.

Tiago Ferreira gastou 1h46m44s para cumprir os 35 quilómetros, na pista de Castro Marim, Algarve. João Pereira (Jorbi Test Team) foi o rival que mais se aproximou, ficando a 1m54s do vencedor. O terceiro foi o sub-23 de primeiro ano David Rodrigues (Info Tre Lee Cougan), que também escolheu competir entre a elite, por motivos semelhantes aos de Tiago Ferreira.

O sector feminino assistiu a um triunfo luso, numa luta entre betetistas de três nacionalidades. Sandra Araújo (Team Bike Zone/Quintajense) foi a melhor, seguida pela espanhola Lucia Crespo (Candibyke/Monte Mozinho/Metal Trigueira) e pela polaca Magdalena Balana (Team Bike Zone/Quintajense).

Participaram cerca de 250 corredores, sendo de realçar o desempenho de um dos mais jovens. O cadete Gonçalo Amado (Team Bicivendas) ganhou na sua categoria, depois de, na véspera, ter conquistado, na estrada, a primeira corrida pontuável para a Taça de Portugal Liberty Seguros.

Lista de vencedores
Elite masculina: Tiago Ferreira (Póvoa BTT/Maxibikes/School Eventos)
Elite feminina: Sandra Araújo (Team Bike Zone/Quintajense)
Sub-23 masculinos: Mário Costa (Póvoa BTT/Maxibikes/School Eventos)
Juniores masculinos: Paulo Cepa (Póvoa BTT/Maxibikes/School Eventos)
Juniores femininos: Magda Martins (Póvoa BTT/Maxibikes/School Eventos)
Cadetes masculinos: Gonçalo Amado (Team Bicivendas)
Cadetes femininos: Joana Monteiro (Póvoa BTT/Maxibikes/School Eventos)
Master 30: Paulo Serra (BTT Seia)
Master 40: António Sousa (Candibyke/Monte Mozinho/Metal Trigueira)
Master femininos: Deolinda Carracena (Team Bicivendas)

11 thoughts on “Póvoa BTT domina no arranque da Taça de XCO”

  1. PovoaBtt tem de aprender muito com outras equipas… no btt nao á milagres..espero qua haja supresas n nacional…

  2. O motivo pelo qual a Casa do Povo de Retorta deixou de estar tão activo no BTT deve-se em grande parte á falta de tempo do Paulo Oliveira, quando vim para a Povoa ficaram grandes valores na C.P.R. e bastantes miudos com capacidades. Penso que este ano o Paulo já está a dar um novo impulso com atletas de escolinhas. Eu apoio a 100% todos os clubes e dirigentes que se dedicam aos escalões de formação, vai ser esse o meu desafio pessoal para os proximos anos.

  3. Boa tarde e indiscutivel o trabalho, fico contente em saber que no FUTURO vão ter escolinhas, na minha opnião era por ai que deviam ter dado inicio a equipa.Como acaba de dizer todos os atletas vieram da casa do povo, clube que conheço a decadas, o que levou ao seu termino.So não concordei com o Sr C.s, em formar…….. não quero de alguma forma criticar o seu trabalho, mas a verdade e a verdade.
    Boa sorte aos atletas e equipa.( mais a mais vitorias so com trabalho, e de quem la esta e faz, não de quem sabe muito)

  4. Sr. Fernando nos seus posts anteriores vejo que existe alguma falta de conhecimento da sua parte, os atletas não caíram de para-quedas no PovoaBTT, eles aceitaram o meu convite para integrarem esta equipa e eu antes de vir para o PovoaBTT estive 2 anos (2007 e 2008) na Casa do Povo de Retorta com o Paulo Oliveira, clube que tanto eu como ele ajudamos á formação de muitos atletas que agora estão no PovoaBTT. O futuro do PovoaBTT passará também pelas escolinhas. Em relação aos atletas terem de comprar uma bike XPTO para entrarem na equipa isso é mentira e para o provar este ano há atletas que correm com as bikes deles, a unica coisa que se pede aos atletas é dedicação e respeito pela camisola. Só para terminar, se o PovoaBTT e eu não apareçemos na vida de muitos destes atletas hoje em dia poucos deles ainda praticavam ciclismo (não sou eu que o digo são os atletas). Só eles sabem os sacrificios que eu e o clube temos que fazer para que eles tenham boas condições de trabalho.

  5. Ja agora fica o reparo o povoa não forma atletas, todos os que tem foi buscar a outras equipas, essas sim com escalões de formação e escolas. Todo o trabalho foi feito por quem os formou de forma desinteresada muitas das vezes com prejuisos proprios, onde não e obrigatorio compar a bike Xpto para correr, mas sim se empresta uma pois os miudos não tem possibilidades economicas para comprarem uma..Isso em resposta ao comentario do Sr C.S, mas tem um papel importante no panorama actual de btt nacional uma equipa com estrutura e que faz as outras evoluirem, mas tambem não vamos exajerar.Temos muitas equipas com 10% do orçamento a darem luta.

  6. Os campeões que se refere vem de outras equipas que os formaram, o povoa ja os vai buscar feitos a outras equipas essas sim com atletas de formação, não sendo o caso do Povoa tirando as femeninas e mesmo essas vieram de outras equipas casa do povo da retorta entre outras

  7. parabens para a equipa do povoa btt e para o sergio carvalho que está a fazer um grande trabalho, continuem a fazer campeoes e a levalos para este caminho bonito que é o ciclismo.

  8. Parabens Gonçalo Amado, grande corrida a de estrada que te levou a envergar a camisola da taça, pensei que ias partir a bike heeeee no sprint. No btt não vi mas gostava de ter visto. Parabens continua assim ja es uma referencia para muitos.

  9. Grande Gonçalo tens futuro mesmo , continua a lutar por este pais e por esta modalidade, a tua simplicidade e Humildade vão fazer de ti um atleta a nivel mundial.
    Parabens a todos que lutam para fazer o seu melhor e as equipas que apoiam estes jovens a pratica da modalidade, parabens a federação pelo apoio dado e o acompanhamento que se ve em todas as provas do selecionador nacional Pedro Vigario.

Os comentários estão fechados.