Óscar Freire resistiu à montanha e venceu etapa na Andaluzia


O espanhol Óscar Freire (Rabobank) venceu hoje a terceira etapa da Volta à Andaluzia, repetindo o sucesso que ontem alcançada na segunda tirada. O triunfo desta tarde foi conseguido perante um lote de corredores claramente menos rápidos do que Freire, já que os sprinters mais puros perderam o contacto com o pelotão, devido às cinco contagens de montanha da etapa. Sergio Pardilla (Carmiooro-NGC) segurou a liderança.

Ángel Gomez Marchante (Andalucia-Cajasur) e Brice Feillu (Vacansoleil) foram os animadores da viagem de 162,5 quilómetros, entre Marbella e Benahavis. Os dois escaparam ao pelotão na subida para a primeira contagem de montanha, antes do quilómetro quatro, sendo alcançados só a 25 quilómetros do final.

Sem os maiores rivais por perto, Óscar Freire não teve dificuldades para impor a sua ponta final, logrando o terceiro triunfo de 2010. O segundo na etapa foi Grega Bole (Lampre-Farnese Vini) e o terceiro Simon Gerrans (Team Sky). Na geral, Sergio Pardilla mantém-se na frente, com 9 segundos de vantagem sobre Jurgen van den Broeck (Omega Pharma-Lotto) e com 13 à melhor relativamente a Manuel Vazquez (Andalucia-Cajasur). Damiano Cunego (Lampre-NGC), que também estava a 13 segundos, não alinhou hoje, devido à lesão no pulso, contraída na queda colectiva da etapa de ontem.

Amanhã corre-se a quarta etapa, um contra-relógio individual de 10,9 quilómetros, totalmente planos, com partida e chegada a Málaga.

Fonte: Biciciclismo

Foto: Bosco Martin