Óscar Freire vence segunda etapa andaluza

Óscar Freire (Rabobank) averbou hoje o segundo sucesso pessoal do ano, ao ganhar a etapa dois da Volta à Andaluzia. O espanhol foi o mais rápido no sprint final, ao cabo de 182,2 quilómetros, entre Otura e Córdoba. O compatriota Sergio Pardilla (Carmiooro-NGC) conservou a liderança, ontem alcançada na dura tirada inaugural. A segunda jornada ficou marcada pelo vento forte, pela chuva e pelas quedas. Jelle Vanendert (Omega Pharma-Lotto) e Laurens Ten Dam (Rabobank) foram transportados ao hospital, suspeitando-se de traumatismo cranio-encefálico, informa o sítio Biciciclismo. A queda deu-se a 300 metros da chegada, envolvendo também Linus Gerdemann (Milram) e Damiano Cunego (Lampre-Farnese Vini), entre outros.

Passando incólumes ao acidente, Óscar Freire, Robert Wagner (Skil-Shimano), Alex Rasmussen (Saxo Bank), Mark Cavendish (Team HTC-Columbia) e Francisco Ventoso (Carmiooro-NGC), discutiram a vitória e passaram a meta por aquela ordem.

A corrida mantém-se em aberto, com curtas diferenças entre os melhores. Sergio Pardilla dispõe de uma vantagem de 9 segundos face Jurgen van den Broecke (Omega Pharma-Lotto) e de 13 para Manuel Vasquez (Andalucia-Cajasur) e Damiano Cunego (Lampre-NGC).

Amanhã corre-se a terceira etapa, que vai ligar Marbella e Benahavis, ao longo de 162,5 quilómetros. Vai ser uma viagem em carrossel, com três contagens de montanha de segunda categoria e duas de terceira. A última dificuldade montanhosa está a mais de 30 quilómetros da meta, pelo que os trepadores terão concorrência de outros corredores na busca da vitória.

Foto: Bosco Martin