Robbie McEwen também corre Volta ao Algarve

Corredor da Katusha é uma das muitas estrelas da Algarvia
Corredor da Katusha é uma das muitas estrelas da Algarvia

Robbie McEwen (Katusha) é o segundo sprinter de nomeada a confirmar a presença na Volta ao Algarve, que se disputa de 17 a 21 de Fevereiro. Depois de Thor Hushovd (Cervélo) anunciar a “Algarvia” como primeira corrida de 2010, o australiano informa que, depois do Tour Down Under, estará no Challenge de Maiorca e na Volta ao Algarve. Robbie McEwen será um dos finalizadores mais rodados da corrida portuguesa e, portanto, um dos favoritos para as chegadas compactas. Além do norueguês e do australiano, também Manuel Cardoso (Footon-Servetto) e Koldo Fernández (Euskaltel-Euskadi) estarão entre os velocistas da prova.

A Volta ao Algarve conta com um lote apreciável de estrelas já com presença confirmada. Alberto Contador (Astana), Samuel Sánchez (Euskaltel-Euskadi), Ezequiel Mosquera (Xacobeo Galicia), Levi Leipheimer (RadioShack) e Christina Vande Velde (Garmin-Transitions), entre outros.

Foto: Crampy

15 thoughts on “Robbie McEwen também corre Volta ao Algarve”

  1. Ou pior, neste momento o ciclismo só aparece nos jornais para dizer quem foi apanhado com doping. Eu não sei se voçês ainda se lembram de quando em Portugal até os resultados das camadas jovens apareciam no JN, actualmente somos apanhados de surpresa quando a estrada esta cortada e só depois é que sabemos que esta a haver uma prova de ciclismo. Ciclismo como antigamente esta a morrer, e ainda bem que pelo menos temos a volta ao Algarve. para termos uma boa prova em Portugal

  2. olho vivo, mas aqui alguem falou no tavira?
    Descanse q cabeça. Estás desenquadrado com o tema que aqui está a ser debatido.
    Sr Rodinhas, mas nós tb sabemos que as camaras querem o maior protagonismo para a sua região de forma a desenvolver e incentivar o turismo. Quero com isto dizer que se a Tv transmitir a corrida o nome da partida e da chegada fica sp no ouvido dos telespectadores.
    Ultimamente so vemos um quadrado pequeno a dizer que este ou aquele venceu uma etapa.

  3. Esses estrangeiros só têm uma coisa mto melhor que é o dar visão ao nosso pais e isso é coisa que na volta cada vez temos menos.

  4. a PAD deve ser como aqueles tipos que não se importam de não ter uma perna desde que o vizinho do lado não tenha as duas. Srs Mouros se virem esses tipos da PAD aí pelo Algarve, atirem-lhes pedras, corram com eles, mas não se deixem parasitar por esses papaçordas…

  5. voces estao preocupados os transgeiros nos temos o vencedor da volta a albuveira,o menhor sinpriter potugues vai ganhar as etapas em linha .e oblanco vai ganhar avolta ao algarve.en.en.en.en.en.

  6. Ao ler estes comentários aqui, só queria dizer que quem faz as provas não é a associação de ciclismo pois ela não tem dinheiro para isso, as camaras é que pagam as partidas e as chegadas e em ano de crise é lógico que existam cortes de orçamento e se calhar muitas mais provas vão ser anuladas.

  7. O problema é que em 2001 quando entrou aJN de fora, quem publicita? Toda a gente sabe que o ciclismo faz-se de patrocinios, se em Portugal ha provas onde ninguem sabe que existem como podemos pedir aos patrocinadores para patrocinar. A unica salvação do ciclismo em Portugal é voltar a ter uma grande empresa de comunicação a organizar as provas, isso ja me dizia o meu treinador enquanto junior em 2000 e tinha razão, a PAD vai acabar com o ciclismo profissional

  8. Cada vez mais dificil e a manter-se esta situação em que apenas se vê Futebol na tv, pior.

  9. Discursos inflamados!! Perguntem aos organizadores se é possivel arranjar apoio para uma corrida só com equipas portuguesas…

  10. Sr. Muribundo, so tenho a dizer que a PAD veio acabar com o ciclismo nacional. Iniciaram-se em 2001 se nao estou em erro, arrumaram de vez com o JN que organizava muitas corridas por ano e dp o que se viu foi um decrescimo anual nas provas e no nivel das mesmas.
    Não estando associados a uma entidade de comunicação social ainda piora. Temos um ciclismo cada vez mais para amantes da modalidade e cada vez menos para amantes de desporto.
    A PAD apareceu no tempo de bonança do ciclismo Português e conseguiu em poucas anos criar um deserto… Vá lá que ainda temos a Volta ao Algarve. Um dia destes transforma-se em miragem tal como as outras corridas da Pad.

  11. Vocês falam bem, mas isto é como um cobertor pequeno, por mto que se puxe nunca cobre por inteiro.
    Podem criticar a associação por acabar com a Volta a Albufeira, mas o que é certo é que se este ano não houvesse Volta ao Algarve com uma categoria destas Portugal n contaria no mapa internacional.
    Dp como teriamos ciclistas portugueses a ir para fora? Não ha milagres, este é o bote de salvação dos nossos ciclistas, pena que o ciclismo Portugues esteja como o Titanic. Só existem lugares para 30 ou 40% dos ciclistas.

  12. a custa dos milhares de euros de cachet para estas estrelas, deixa de haver volta a albufeira e so ha a prova de abertura por ser “a prova de abertura”… senao nao seria feita…

    atençao que nao estou a criticar nem a dizer bem…

    apenas quero dizer que cada um sabe onde quer aplicar o seu dinheiro.. se no algarve preferem fazer uma corrida,mas com grande nivel, tudo bem…

    se calhar a pad prefere fazer 4 ou 5 corridas com menos nivel,tudo bem…

    cada um sabe de si….. tao simples quanto isto

  13. pois pois, e em vez de gastarem o dinheiro com a vinda destes ciclistas, pk nao fazem mais provas para as ekipas portuguesas correrem??

    nem a abertura queriam fazer… pouca vergonha

  14. Quem dera a volta a Portugal um pelotão destes, isto só mostra uma coisa, os organizadores da PAD têm aqui um exemplo a seguir mas o orgulho de fazer mal não os deixa

Os comentários estão fechados.