João Cabreira ilibado e Pedro Cardoso com pena reduzida

O campeão nacional de fundo, João Cabreira, viu o Conselho Jurisdicional da Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC) dar-lhe razão, anulando a suspensão de dez meses que lhe fora aplicada, em virtude de, alegadamente, falhar um controlo antidopagem fora de competição, em Julho. O organismo de recurso da FPC reduziu ainda a pena de suspensão aplicada a Pedro Cardoso, cuja paragem passa de um ano para seis meses. Pedro Cardoso acusou uma substância proibida no GP Internacional Paredes Rota dos Móveis, mas alegou ter autorização terapêutica para tomar o medicamento em causa. O Conselho Nacional Antidopagem (CNAD) alega não ter recebido a documentação enviada pelo corredor com a respectiva autorização. Não anulando a pena, o Conselho Jurisdicional assume a culpa do atleta, pelo que este fica perde o triunfo no GP Internacional Paredes Rota dos Móveis para o seu então companheiro de equipa Constantino Zaballa.

Na sequência da decisão hoje conhecida, João Cabreira admite processar os médicos do CNAD que lhe instauraram o processo. “Estou com a carreira em risco, por ver o meu bom nome manchado por estas pessoas. É importante que percebam que têm de ser responsabilizadas, vão ter de responder por isto. Se houver matéria, vou processar os médicos que avançaram com este processo”, disse à Agência Lusa o corredor da Póvoa de Varzim, de 26 anos.

João Cabreira foi um dos dois corredores portugueses da equipa LA-MSS que ficaram de fora da investigação desenvolvida pela Polícia Judiciária – o outro foi Bruno Pires. Todos os restantes companheiros de nacionalidade lusa, incluindo Pedro Cardoso, acabaram suspenses preventivamente pela FPC na sequência das diligências policiais. A FPC recebeu há semanas um segundo relatório da investigação criminal, a partir do qual se espera que o respectivo Conselho Disciplinar tome medidas: aplicar sanções ou ilibar os elementos suspensos – além dos corredores, o presidente do clube, Luís Almeida, o director-desportivo, Manuel Zeferino, e o massagista Paulo Oliveira Silva.

4 thoughts on “João Cabreira ilibado e Pedro Cardoso com pena reduzida”

  1. temos pena senhor jose,nao deve entender nada de ciclismo..
    fora os drogados que andam a acabar com o ciclismo, devia de haver mais pessoas como o sr dr artur lopes que teve coragem de acabar com esses batoteiros do ciclismo, as pessoas devem de ser cegas por ainda acreditarem que podem fazer algo depois de tudo que a pj encontrou…

  2. dr artur lopes….imagino como deve andar a sua cabeça, começando a aperceber-se de que vai ter que respoder em tribunal e assumir responsabilidades pela borrada que fez…
    torço para que voce pague bem caro,pois voce é uma nodoa para o ciclismo nacional…
    sabe quem me faz lembrar??? o fulano que queria ser promovido e reconhecido,o que fez ele? OPERAÇÃO PUERTO
    so que lhe correu mal pois apareceu muita gente importante metida (real madrid,barcelona,valencia,etc…eq.fut) como voce tambem queria ser promovido resolveu mexer as palhinhas para chegar ao lugar de vice-presidente da UCI….mas tambem lhe vai correr mal…neste momento voce deve estar a ver a sua vida andar para tras… a justiça (pode demorar) vai ser feita, voce tem que pagar pelo mal que fez a tantas familias de ciclistas que levaram o nome do nosso país bem alto…coisa que voce nunca conseguirá fazer…

Os comentários estão fechados.