Vítor Rodrigues assina pela Caja Rural

Ex-campeão nacional de sub-23 vai experimentar pelotão internacional
Ex-campeão nacional de sub-23 vai experimentar pelotão internacional

Vítor Rodrigues é o quinto sexto corredor português a emigrar em 2010, tendo já assumido um compromisso por uma ano com a equipa continental espanhola Caja Rural. “É a realização de um sonho. Sempre quis correr numa equipa estrangeira e esta é a oportunidade para fazê-lo. Tenho noção de que terei de trabalhar muito, mas tenho elevadas expectativas. Vai ser uma experiência nova, tanto para mim como para a equipa que está, pela primeira vez, no escalão continental”, disse o corredor ao Jornal Ciclismo.

O calendário de corridas ainda não foi comunicado a Vítor Rodrigues. O corredor espera conhecer a agenda de provas em Janeiro, durante o estágio que irá realizar junto dos novos companheiros. A Caja Rural espera que a contratação do português lhe abra a porta para competir do lado de cá da fronteira, sobretudo na Volta a Portugal, competição cada vez mais conceituada em Espanha.

Vítor Rodrigues, 23 anos, correu na Liberty Seguros nas últimas temporadas, tendo como resultados mais relevantes os títulos nacionais de fundo em sub-23 em 2006 e em 2007, assim como os triunfos no GP de Portugal, da Taça das Nações, em 2007 e em 2008, além da conquista do GP Abimota em 2008.

A Caja Rural é vista como equipa-satélite da Caisse D’Epargne, pelo que um bom desempenho em 2010 pode ser o passaporte para alargar horizontes no ciclismo internacional. Além do português, a Caja Rural reforçou-se com um trio proveniente da Contentpolis-Ampo, José Herrada, Oleg Chuzhda e Rubén Reig, com Aketza Peña (ex-Cartaxo Capital do Vinho-CC JM Nicolau). Os restantes ciclistas saem do pelotão amador espanhol, com excepção do jovem polaco Michal Kwiatkowski, colocado pela Caisse D’Epargne na Caja Rural para se adaptar ao ciclismo profissional durante uma temporada.

10 thoughts on “Vítor Rodrigues assina pela Caja Rural”

  1. Pois lance, mas portugueses no ciclismo espanhol são uns 4 no momento e espanhois no ciclismo portugues eram aos 30 e 40 por epoca. Faça as contas. E viamos nós amigos nossos a ser relegados para segundo plano por causa de espanhois mais fracos que os portugueses que cá tinhamos.

  2. desejo-te toda a sorte do mundo mano =) tens aqui todo o meu apoio…

    e vais ter aqui um fã hehe 😀

    abraço e mostra a nossa geração

  3. otro portugues que va a un equipo español.que debemos opinar los españoles de eso?si fueramos como algunos portugueses no nos pareceria bien.afortunadamente no somos asi.sorte vitor.

  4. vasta eles ganharem algumas corridas importantes o k eu penso k n seja impossivel….penso k o rui o manuel e talvez o sergio o tiago e o vitor nos possam dar algumas alegrias….e cheira me k pelo menos tres ciclistas vamos ter no tour inclusivo a nossa camisola de campeao nacional

  5. E BOM VOLTAR A VER A CAJA RURAL ! DEPOIS DE NA DECADA DE OITENTA TER TIDO EXELENTES EQUIPAS ESPERO QUE O VITOR SE ADAPTE BEM NO ESTRAGEIRO! E SEJA MAIS UM EMIGRANTE A LEVAR O NOME DE PORTUGAL BEM LONGE!! FORçA

  6. Este novo formato do site está um pouco confuso e não incentiva muito as pessoas a comentarem as noticias.
    É a minha opinião. Peço desc por fazer o post nesta noticia, mas n sei qual o sitio certo para o fazer.

Os comentários estão fechados.