Especulação milionária em torno do futuro de Alberto Contador

As ofertas continuam a cair mas o vínculo de Alberto Contador à Astana só deverá ter final antecipado caso a equipa cazaque fique de fora do pelotão ProTour. A decisão da atribuição das licenças está agendada para 20 de Novembro e até lá o madrileno permanece num limbo: ligado contratualmente à Astana, a falta de licença ProTour é motivo para rescisão unilateral do contrato por parte do corredor, sem direito a indemnização.
A imprensa belga avança com as ofertas milionárias que terão sido propostas a Contador. O Het Nieuwsblad refere uma proposta da Astana à razão de 8 milhões de euros (!) por época, em contrato de quatro anos, ou seja, 32 milhões de euros. O diário belga referência da comunidade francófona, Le Soir, avança com uma soma de quatro milhões por época, durante dois anos, para a extensão do seu vínculo com a equipa cazaque.
Outra oferta, já desmentida por Patrick Levefere, estaria cifrada em 5 milhões de euros por época, numa última investida da Quickstep com o apoio dos seus patrocinadores secundários. Além da Quickstep, a Omega Pharma-Lotto, a Garmin e a Caisse d’Epargne, manifesteram interesse no concurso de Alberto Contador.

5 thoughts on “Especulação milionária em torno do futuro de Alberto Contador”

  1. Se investissem no Ciclismo metade do que investem no Futebol , penso que nao havia crise no Ciclismo.. Enfim… Portugal em futebol ta uma “merda” e investem ,investem e investem, e no ciclismo que ate temos alcançado bons resultados nao ligam nenhuma,simplesmente é o desporto do “teso”

  2. Porque o Estado portugues so quer saber de futebol e de construir estadios e essas tretas

  3. Porque é que nao existe uma equipa profissinal e uma de sub-23 que se denominasse por seleçao de portugal???
    Com apoios do estado por exemplo???

  4. se for 8.000.000.00, dava para dividir por 10 e fazer 8 ekipas portuguesas mt boas! aproveitavamos os nossos ciclistas todos lool.
    nao era mal pensado!

Os comentários estão fechados.