Ciclismo de sala faz festa em Tavira entre 6 e 8 de Novembro

Depois da Madeira em 1999, Portugal volta a acolher, no fim-de-semana de 6, 7 e 8 de Novembro, a realização de um Campeonato do Mundo de Ciclismo de Sala, variante menos conhecida da família da União Ciclista Internacional mas, longe da ausência de atributos de elevado rigor desportivo e artístico.

O ciclismo de sala – não confundir com qualquer exercício de base aeróbica praticado nos ginásios com a designação de indoor cycling – reparte-se, nas duas vertentes reconhecidas pela UCI, em Ciclismo Artístico (singulares e/ou pares) e Ciclobol (selecções), esta última a tradução literal do desporto de bola praticado, de forma colectiva, por jogadores em cima da bicicleta.
Em resumo aquando da apresentação do evento a decorrer em Tavira, Artur Lopes, presidente da FPC, classificou o ciclobol como o como “uma espécie de futebol em bicicleta” e o ciclismo artístico “como a patinagem artística”.

“O ciclismo artístico disputa-se como a patinagem artística, em programas individuais ou de pares de seis minutos. Os participantes propõem-se a fazer um programa, que é, por exemplo, avaliado num total de 120 pontos e cada figura que fizerem equivale a um número de pontos. Se fizerem tudo na perfeição obtêm os 120 pontos, se falharem em alguma figura perdem os pontos que ela vale”, explicou o presidente da Federação, citado pela Lusa.

Programa desportivo de três dias, finais em directo na RTP2
O programa desportivo inicia-se com as competições de pares em ciclismo artístico estando a final agendada para sexta-feira – 06 de Novembro – a partir das 21h15. Antes, das 14h00 às 17h00 decorrem as primeira partidas de ciclobol e o apuramento dos pares, decorrendo ainda cerimónia de abertura, pelas 18h30.

No sábado, o programa estende-se das 8h50 às 21h50, numa jornada distribuída entre nas provas individuais de ciclismo artístico e do apuramento de selecções no ciclobol.

Já no domingo, será dia das finais das provas individuais (masculinas e femininas) e do ciclobol, estando a cerimónia de encerramento prevista para as 17h30.

O campeonato do mundo de Tavira, cujas finais (Domingo) serão transmitidas em directo na RTP2, atribuirá o título válido para a temporada 2009/10. A última edição dos Mundiais de Ciclismo de Estrada disputou-se no passado dia 25 e 26 de Outubro, na Áustria. Nas disciplinas artísticas, os alemães foram hegemónicos, vencendo quase todas as provas. Em ciclobol, a República Checa sagrou-se campeão do grupo A (as melhores selecções), ao passo que a Bélgica foi a melhor do Grupo B, selando a subida de categoria para o próximo ano.

Caso de sucesso luso
Portugal não tem grande tradição nas modalidades de sala. Apesar disso, já conquistou três medalhas de ouro nas especialidades artísticas. As obreiras desse feito foram as irmãs Carmo e Ivone Carvalho, campeãs mundiais em 1990, 1993 e 1998. Para o sucesso da dupla nacional terá contribuído o facto de ambas residirem na Alemanha, nação rainha desta especialidade velocipédica.