Cristian Moreni paga um ano de salários pelo positivo

O italiano Cristian Moreni, 37 anos, será o primeiro corredor a pagar um ano de salários à Fundação Anti-dopagem da União Ciclista Internacional (UCI) por se ter dopado. O ex-ciclista da Cofidis acusou testosterona no passado Tour 2007. No Compromisso para o novo ciclismo, uma iniciativa da UCI após a Operação Puerto, os corredores que estivessem envolvidos em casos de doping ou em processos penais teriam que pagar um ano de sálarios. Moreni é o primeiro ciclista a negociar as condições de pagamento. “Até agora ninguém pagou – confirma o presidente da UCI Pat McQuaid à Gazzetta Dello Sport – Vinokourov, Rasmussen e Kascheckin, todos positivos em 2007 recorreram ao Tribunal Arbitral do Desporto da decisão”, acrescenta.

2 thoughts on “Cristian Moreni paga um ano de salários pelo positivo”

  1. se os outros não pagaram este também não deveria pagar, vamos a ser justos e fazer igual para todos.

Os comentários estão fechados.