Jornal Ciclismo: um sucesso consolidado

O sítio www.jornalciclismo.com continua a crescer, tendo cada vez mais visitantes. Nos primeiros 11 meses de actividade (entre 7 de Novembro de 2008 e 7 de Outubro de 2009) o nosso sítio recebeu um acumulado de 342.071 visitas, correspondentes a mais de um milhão – 1.136.829 – de páginas vistas. Estes dados significam que desde o arranque da edição electrónica do Jornal Ciclismo até 11 meses depois desse momento, a média mensal de visitas foi de 31.097 e a média mensal de páginas vistas atingiu as 103.348.

As estatísticas escondem sempre algumas realidades. Os valores atrás mencionados como médios, incorporam os primeiros meses de actividade do nosso sítio, período em que ainda não estávamos implantados e em que, ainda por cima, vigorava o defeso na modalidade, atraindo menos leitores. Para termos uma ideia da realidade actual, importa, portanto, olharmos à média do último mês de actividade espelhado neste estudo.

Apesar de já ter passado a fase mais importante de corridas nacionais e internacionais, entre 7 de Setembro e 7 de Outubro de 2009, o sítio do Jornal Ciclismo recebeu 47.164 visitas, mais 52% do que a média mensal dos primeiros 11 meses. As páginas vistas no último mês somaram 158.195, mais 53% do que a média nos primeiros 11 meses meses de actividade do nosso sítio.

Estes dados confirmam que o Jornal Ciclismo é o sítio de referência português no que respeita à velocipedia e confirmam ainda que o ciclismo, nas suas diversas vertentes e disciplinas, é uma modalidade com público sedento de informação.

Neste momento de balanço de actividade, agradecemos aos nossos leitores e anunciantes a preferência que têm demonstrado pelo nosso projecto.

19 thoughts on “Jornal Ciclismo: um sucesso consolidado”

  1. Subscrevo muito das coisas que o Madeira escreveu, aliás os números valem o que valem.

    Ultimamente tenho sido um dos críticos deste sitio mas fundamento sempre o que digo e escrevo.

    Aceitem, entre outras, as sugestões do Henrique Gomes e do Madeira, da minha parte já sabem com o que podem contar peso embora fazer parte dos proscritos da Federação (aliás vocês presenciaram), mas isso é outra questão que para o tema em assunto não interessa.

    Zé Carlos, lamentável o teu comentário da “azia e outras coisas que tal”…

  2. Acha que confundiu mesmo ? uma dúvida não tenho, não é pelo bom jornalismo que aqui se faz que ela tem mais audiência, mas pelos mexericos e porta aberta aos frustados para aqui debitarem acusações. apesar de tudo obrigado pelas noticias que não se relacionam com doping – o que é verdadeiramente esssencial no ciclismo

  3. Entre outras coisas, o sr. Manuel José Madeira confunde visitas com páginas vistas.

  4. Não sinto comichão nenhuma… há quase dois anos, quando estive de baixa médica para tratar de problemas no aparelho digestivo que não mais precisei de ‘rennies’ ou ‘konpensas’ e a única reacção alérgica da qual não me consigo livrar é a do mau jornalismo. Tendencioso… cego… quase autista. Que é o menos que podemos chamar a um ‘jornalismo’ unidireccional. Que toma partido. Pior, que segue carneiristicamente, uma ‘ordem’.
    De resto tudo bem. O JC dá notícias interessantes – não é o único – mas, se mo permitirem, o que significa na sua génese, se publicarem este meu comentário, sem que com isto pretenda beliscar, nem um pouco, esses resultados que são espectaculares, deixo-vos um desafio. Eu sei-o por experiência própria porque o VeloLuso também é monotorizado. 33% das visitas são segundas (ou mais) visitas de quem no mesmo dia e num curto espaço de tempo já o visitou. E porquê? Quem são estes visitantes tão… insistentes? São os que escrevem comentários e que, primeiro, enquanto os não vêem publicados voltam, em média, três a quatro veses; depois, quando têm o seu comentário publicado, regressam e avisam terceiros que o comentário foi publicado. Não deviam escamotear isso nesta informação. Experimentem – é o meu desafio – PROÍBIR comentários anóninos. O VeloLuso, provavelmente – quase de certeza – também já beneficiou da ansiedade de alguns em ver os seus comentários publicados e posso demonstrar isso, com números relativos à quantidade de visitas que tinha quando não moderava os comentários e toda a gente puublicava, com aqueles, naturalmente mais baixos, que passou a ter quando os ‘nicks’ perceberam que não passavam no meu escrutínio. Não vou dar parabéns nem deixar de os dar – acho piroso – mas, em nome da seriedade que pretendem ter, o mínimo que eu (e sei que não estou sozinho) vos peço é isso mesmo. Não é coincidência esta nota e o facto de, eu (e não só eu) ter sublinhado que o JC é APENAS mais um blog sob Ciclismo. Claro que não é… Querem sobressair em relação aos demais… estão no vosso direito. Mas experimentem a opção que vos proponho. Nem mais um comentário publicado, seja sob pseudónimo, seja completamente não identificável. E isto é fundamental para que o vosso projecto seja credível. Quero ver o JC a liderar, a todos os níveis, o segmento de sítios que já temos em Portugal dedicados ao Ciclismo… mas de uma forma virginalmente pura. Aceitam o desafio? [Manuel José Madeira, jornalista]

  5. pra dixer e deixar arder isto tudo e falar mal, doping e etc….

    ta ca o jornal ciclismo..

  6. Caro Henrique Gomes,

    Não confunda a nossa jovialidade, própria de quem está de bem com a consciência e com o trabalho desempenhado, com excessiva juventude ou falta de experiência. Isso seria um erro. Quanto aos agradecimentos, eles estão feitos no texto original, a todos os leitores, tanto aos que, posteriormente, vieram felicitar-nos, como àqueles que não se manifestaram, sendo mesmo extensivos aqueloutros a quem provocamos urticária, azia e outras reacções adversas.

    Todas as propostas que nos vão sendo encaminhadas são, naturalmente, importantes e ajudam-nos na formação das ideias que levarão, inevitavelmente, ao desenvolvimento do nosso projecto. No entanto, como todos compreenderão, o segredo ainda é a alma do negócio.

    Os melhores cumprimentos e obrigado pela participação,
    José Carlos Gomes

  7. Não ficaria mal aos mentores deste projecto,
    Largas horas após os primeiros parabéns e outras saudações enviadas pelos usuários deste site, terem
    Agradecido, e respondido a algumas das solicitações
    Dos usuários.
    Os agradecimentos, é uma questão de educação.
    Quanto aos desafios lançados pelos usuários, talvez sejam
    Demasiados utópicos.
    Poderá ser apenas um erro de juventude dos administradores deste site. Poderá ser, também, a tal falta
    De interactividade, de que eu me queixo algumas vezes.

    Abraço
    Henrique Gomes

  8. Simplesmente…de 0 a 100! vocês merecem 200!

    Um trabalho sem duvida soberbo!
    Se nao fosse o j.c, esta modalidade n era o que é… agora têm que começar a desenvolver mais tipo mais vídeos de provas em Portugal e assim…

    acho que deveriam apostar na formação, eles merecem! e é sempre motivador para eles verem o nome num site tão visitado como este.
    Posso garantir que vem ai uma nova geração de ciclistas de grande valor. E alguns ja mostram resultados “lá fora”.

    Um grande abraço e para o ano ainda ta melhor!!!
    força

  9. Parabens!!
    ao menos voces aqui neste site mencionam todas as verdades (casos de doping)
    enquanto a federaçao nunca menciona nada no seu site

  10. apenas tenho uma critica a fazer…………na minha opiniao deviam dar mais destaque á formação e dar noticias não só das corridas nacionais mas também as menos importantes como as dos regionais i assim…………

  11. Continuem com o excelente trabalho que têm feito até então, são uma referência para os jornais desportivos. No próximo ano as estatísticas vão passar para o dobro de certeza. obrigado por nos deixarem tão actualizados/as das informações que dizem respeito ao mundo do ciclismo.
    ;D

  12. PARABÉNS!
    que continuem com o excelente trabalho em favor de uma modalidade às vezes tão massacrada!

  13. Parabéns a todos os que nos dão todas as informaqões deste tão nobre e espectacular desporto.
    Quanto ao site a culpa de todos os resultados positivos é vossa,porque são os melhores e se assim não fosse podem ter a certeza que não havia tantos visitantes.
    Continuem o bom trabalho e serão sempre os melhores.Um abraço deste visitante desde a Suiça.
    Parabéns

  14. Parabéns. O vosso site veio ocupar um espaço que estava vazio no panorama da comunicação social portuguesa relativa ao ciclismo. Continuem que estão no bom caminho

  15. Parabéns.

    Por exemplo, este é o primeiro site que consulto, quando
    Quero saber algo de ciclismo: Sobretudo a actualidade.

    Agora, este local de encontro de amantes de ciclismo,
    Nas suas mais diversas formas de expressão, terá de ser mais interactivo.

    A simbiose site-leitor, está longe de ser perfeita. E vocês
    Sabem disso.
    Já pensaram agregar ao site, um canal de televisão, ou transmissões de ciclismo em directo?
    Os senhores tem em mente alterações a este modelo presente?

    Já agora, seria engraçado, que esta fase de defeso, cada mais curta, pois o calendário internacional, quase não tem folgas, que nós aproveitássemos esta fase de defeso para
    Explanar projectos e cenários para a próxima época.
    Isto de comentar resultados desportivos ou polémicas relacionadas com o doping, é muito fácil.
    Comentários á posteriori são sempre complementos fugazes.
    Nesta fase é que é preciso planeamento da época vindora,
    E sobretudo de épocas mais distantes no tempo.

    Força para o vosso projecto.
    Abraço
    Henrique Gomes

  16. “Neste momento de balanço de actividade, agradecemos aos nossos leitores e anunciantes a preferência que têm demonstrado pelo nosso projecto.”

    Obrigado nós (acho que posso falar por todos) pelo vosso trabalho em prol do ciclismo.
    Um abraço e continuação de bom trabalho!

  17. Grande trabalho estão no melhor caminho do ciclismo, toda a informação muito perfeita, adorei o grande sucesso que o joranl ciclismo deu nos nacionais de estrada em directo, HRANDE SHOW ESTE JORNAL….

Os comentários estão fechados.