Frank Schleck ilibado

A agência luxemburguesa antidopagem encerrou hoje o caso Frank Schleck por falta de indícios suficientes de infracção aos regulamentos antidopagem. “Não se provou o recurso a qualquer substância ou método proibido”, advogam as autoridades luxemburguesas, citadas pelo diário francês LÉquipe. O ciclista havia reconhecido ter pago cerca de 7 mil euros ao médico espanhol Eufemiano Fuentes, em 2006, pouco tempo antes de rebentar o escândalo da Operação Puerto. No entanto, Schleck argumenta que o pagamento era para ter um seguimento médico com vista à sua preparação e não para ter acesso a métodos ou práticas dopantes.

One thought on “Frank Schleck ilibado”

Os comentários estão fechados.