Hector Guerra suspenso pela Federação Espanhola diz-se inocente

Hector Guerra foi suspenso pela Real Federação Espanhola de Ciclismo uma vez conhecido o resultado do controlo positivo por EPO/CERA. A RFEC anunciou em comunicado, a “suspensão fulminante” do madrileno de 33 anos pré-seleccionado para o Mundial de Mendrisio (Contra-relógio). Em sua substituição, Juan Jose Cobo tomará o seu lugar na equipa espanhola.

“Hoje fui surpreendido pela notícia. Não entendo como dei positivo. Foram sete anos como profissional, em que fiz o que mais gostava: andar de bicicleta. Nunca tomei, sob minha responsabilidade, conhecimento e consentimento, esta substância, nem outra que seja proibida. Assim, a minha única declaração é que sou inocente e nunca me dopei”, referiu Guerra, em comunicado.

“A 3 de Agosto viajavamos para a Volta a Portugal e os inspectores médicos estavam à nossa espera no hotel. Como não sou uma pessoa que tenha de esconder nada, porque nunca necessitei de tomar nenhum produto proibido, disse ao meu director para dizer aos médicos para por favor esperarem, e que quando chegasse faria o teste, tal como fiz. Desde aí, não tive mais nenhum problema e passei por outros testes”, disse. A última vitória do madrileno foi por ocasião da segunda etapa do Grande Prémio Festas de Gondomar, disputado no último fim-de-semana. Entre os principais sucessos 2009 do madrileno contam-se o contra-relógio final da Volta, o Grande Prémio de Torres Vedras/Troféu Joaquim Agostinho e a Volta à Comunidade de Madrid e ainda o “crono” da Volta às Astúrias.

2 comentários a “Hector Guerra suspenso pela Federação Espanhola diz-se inocente”

Os comentários estão fechados.