Shimano condiciona patrocínios a regras apertadas contra o doping

As equipas que queiram assinar acordos de patrocínio com a marca japonesa Shimano terão de mostrar, antes de assinados os contratos, as regras internas de luta antidopagem, revelou hoje em comunicado o fabricante de componentes e acessórios de ciclismo. Além disso, a Shimano compromete-se a romper os acordos  no caso de uma equipa por si patrocinada ver-se envolvida em escândalos de dopagem. Mesmo se for apenas um ciclista isoladamente a ser apanhado nas malhas do controlo, a equipa representada terá de explicar muito bem a situação para não perder os apoios. “Acabar com um contrato de patrocínio significa a devolução à Shimano dos materiais ou outras contribuições que tenham sido concedidas às equipas”, precisa um comunicado do fabricante nipónico.

Estas medidas surgem para “proteger o futuro do ciclismo”, já que o doping causa má reputação a este desporto e “o doping e as drogas destroem a imagem e a saúde, especialmente dos jovens, no desporto e fora dele”.

1 comentário a “Shimano condiciona patrocínios a regras apertadas contra o doping”

  1. Acho que penalizar as equipas é o caminho correcto , porque responsabilizar só os ciclistas e as equipas ( inc. os medicos das mesmas ) ficarem imunes a q/q sanção não faz sentido, e assim obriga as equipas a terem mais cuidado com os ciclistas que contratam

Os comentários estão fechados.