Contra-análise de Astarloza “não-negativa”

A Euskaltel-Euskadi comunicou ontem o resultado “não-negativo” da contra-análise efectuada da amostra recolhida a Mikel Astarloza a 26 de Junho e que demonstrou traços de EPO na urina do corredor. Tal como havia informado anteriormente, a direcção da equipa basca, reiterou a confiança na inocência do ciclista que teminou o Tour 2009 na 11ª posição, depois de vencer a 16ª etapa da prova, em Bourg Saint Maurice. “Como é lógico, Euskaltel-Euskadi respeitará a normativa vigente da UCI e da Federação Espanhola. Por sua vez, defenderá o dano causado ao ciclista e à própria equipa. A equipa confia na inocência de Mikel Astarloza e pôs este assunto nas mãos dos seus advogados e técnicos para demonstrar que o ciclista é inocente. O espanhol está suspenso provisoriamente pela UCI desde 31 de Julho. Este é o segundo caso positivo da equipa basca em Junho. Na altura, Inigo Landaluze foi controlado positivamente a CERA na Volta a Suíça.