Portugueses perdem terreno na Volta a Palência

A segunda etapa da Volta a Palência provocou grandes alterações na classificação geral e deixou os corredores do Crédito Agrícola longe da liderança, que agora está em posse de Arguelyes Rodrigues (Lokomotiv). A ligação de 149 quilómetros, entre Santibañez Peña e Valilla Rio Carrion, partiu o pelotão em vários grupos e foi ganha por José Vega (Lizarte), que bateu ao sprint o novo comandante da prova. O melhor da únia equipa portuguesa presente na competição foi o sub-23 de primeiro ano Amaro Antunes, que concluiu a jornada na 28ª posição, a 5m02s do primeiro.

Arguelyes Rodrigues (Lokomotiv) parte para a terceira etapa na frente da geral individual, estando José Vega em segundo, mas com o mesmo tempo. O terceiro é Antonio Garcia (Oviedo-Tartiere), a 14 segundos. O brasileiro Roger Ferraro continua a ser o mais bem colocado do Crédito Agrícola, ocupando o 25º posto, a 5m02s do líder. Seguem-se Amaro Antunes (32º, a 5m02s), Fábio Palma (43º, a 5m02s), Válter Coutinho (45º, a 5m02s), Filipe Oliveira (78º, a 13m10s) e Fábio Lopes (92º, a 25m20s).

A terceira etapa tem 137 quilómetros e vai unir Valilla Rio Carrion à Virgen del Brezo.