Hot! Directo 8ª etapa Volta a Portugal: Gondomar – Aveiro, 166,1 km

CLASSIFICAÇÕES
8ª Etapa: Gondomar – Aveiro, 166,1 km
Média: 39,2 km/h
1º Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo)m 4h14m11s
2º Hélder Oliveira (Barbot-Siper), a 49s
3º Martin Hebik (PSK Whirlpool-Author), mt
4º Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow), mt

Km 166,1: O ucraniano Oleg Chuzhda vence a oitava etapa da Volta a Portugal, depois de uma fuga de 163 quilómetros, 35 dos quais em solitário.

Km 165,1: Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo) entra isolado no último quilómetro.

Km 161: Oleg Chuzhda não desarma e, se não tiver qualquer azar, vai ganhar a etapa. Um justo prémio para um dos homens mais combativos de toda a Volta a Portugal, pois colecciona presenças em fugas.

Km 160: Trio perseguidor a 52 segundos de Oleg Chuzhda. Pelotão acelera sob o comando da Liberty Seguros e está a 6m12s da cabeça de corrida. A fuga irá vingar, mas tudo indica que a camisola amarela não irá  mudar-se para nenhum dos fugitivos.

Km 157,9: Hélder Olivera, Pedro Lopes e Hebik a 50 segundos do líder na passagem na meta. os restantes perseguidores vêm em duplas, todo partido o grupo inicial de fugitivos.

Km 157,9: Oleg Chuzhda passa pela primeira vez na meta perante o entusiasmo do público, apesar de a meta estar afastada do centro de Aveiro.

Km 155: Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo) dentro de Aveiro aproxima-se da primeira passagem na meta. Trio de Pedro Lopes não consegue reduzir a diferença: 44 segundos. O segundo grupo perseguidor está a 1m40s do ucraniano. Pelotão a 7m13s.

Km 152: Chuzhda com 46 segundos sobre o trio perseguidor. Atrás, continuam os ataques no grupo intermédio que não se entende. Pelotão comandado pela Liberty a 7m31s.

Km 149: Pelotão acelera e está a alta velocidade em fila indiana. Ainda assim, está a 8m10s da frente de corrida.

Km 147: Chuzhda na frente. Hélder Oliveira, Pedro Lopes e Hebik a 35 segundos. Segundo grupo perseguidor a 1m15s do líder da etapa. Pelotão a 8m17s.

Pedro Lopes partiu para a etapa a 5m43s do líder. A 20 quilómetros do final da etapa tem mais 8 minutos em relação ao camisola amarela.

Km 144: O ucraniano permanece isolado. O trio perseguidor está a 36 segundos e o pelotão a 8m44s. No pelotão as despesas são divididas pela PSK Whirlpool e pela Liberty.

Km 140: Oleg Chuzhda na frente. A 35 segundos, Pedro Lopes, Hélder Oliveira e Martin Hebik. Os outros intermédios não se entendem. Pelotão a 9m05s da cabeça de corrida.

Km 137: Na perseguição a Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo) destacam-se três homens, entre os quais o virtual camisola amarela, Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow). E se a equipa louletana chegasse ao dia da serra da Estrela com a camisola amarela para defender? Já esteve mais longe.

Km 136: Chuzhda com 59 segundos de vantagem sobre os perseguidores. Pelotão a 9m30s.

Km 133: Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo) ganha vantagem ao grupo intermédio de 15 elementos. Javier Etxarri e José Toribio, que estiveram na fuga inicial, já moram no pelotão. O grande grupo é liderado pela PSK Whirlpool-Author e está a 9m30s da cabeça de corrida.

Km 131,6: Meta Volante Águeda: Ordem de passagem: 1º Olega Chuzhda, 2º Celestino Pinho, 3º Ruben Reig

Km 130: O ucraniano pedala isolado, a 20 segundos segue um grupo perseguidor no qual já reentraram alguns homens que perderam o contacto na subida. Pelotão a 9m52s.

Km 129: Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo) atacou e rola isolado na frente. Não parece haver entendimento entre os seis perseguidores. Pelotão a mais de 10 minutos.

Km 124: Sucedem-se os ataques na cabeça de corrida. Pelotão a mais de 10 minutos. Tanta diferença faz aumentar a esperança de sucesso da escapada, levando a que os homens da frente se ataquem com ambição de ganhar a etapa.

A organização dá uma passagem na montanha que contradiz aquela que vimos nas imagens televisivas. Esperemos para ver se será corrigida. Segundo a organização a ordem de passagem é Vasilev, Cardoso, Chuzhda e Sérgio Sousa.

Km 122: Já se deu a junção e a frente de corrida é formada por sete corredores: Krasimir Vasilev (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), Filipe Cardoso (Liberty Seguros), Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo) e Marco Marzano (Lampre-NGC),  Célio Sousa e Sérgio Sousa (Madeinox-Boavista) e Hélder Oliveira (Barbot–Siper).

Km 115: Nova situação de corrida. Na frente Krasimir Vasilev (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), Filipe Cardoso (Liberty Seguros), Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo) e Marco Marzano na frente. Perto de fazer a junção estão Célio Sousa e Sérgio Sousa (Madeinox-Boavista) e Hélder Oliveira (Barbot–Siper). Há um grupo intermédio e o pelotão, a 10m33s, comanda a PSK Whirlpool-Author. Não será fácil anular a escapada.

Km 113,5. P. Montanha 3ª cat. Talhadas. Ordem de passagem: 1º Krasimir Vasilev (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), 2º Filipe Cardoso (Liberty Seguros), 3º Marco Marzano (Lampre-NGC), 4º Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo), Sérgio Sousa não pontua, mas mantém a liderança da montanha.

Km 111: Filipe Cardoso (Liberty Seguros) ataca no grupo perseguidor e vai em busca de Krasimir Vasilev. Hélder Oliveira também ataca e leva Sérgio Sousa na roda e com eles segue Marco Marzano. Oleg Chuzhda também lá está e Célio Sousa também respondeu. A luta pela camisola verde está a partir por completo o grupo de fugitivos que já teve 18 elementos.

Km 110,5: Perseguidores a 30 segundos de Vasilev. Pelotão a 9m24s.

Km 110: Krasimir Vasilev com 16 segundos sobre os perseguidores. Pelotão a 9m20s.

Km 109: Krasimir Vasilev passa pelos três que seguiam na frente e isola-se no comando. O grupo perseguidor vai perdendo elementos ao longo da subida e está a 26 segundos de Vasilev. A escalada para Talhadas vai reconfigurar o grupo de fugitivos. O trio que liderou a etapa está prestes a ser absorvido pelo grupo dos que lutam pela camisola verde.

Km 108: Volta a subir a diferença. Trio da dianteira com 8m30s sobre o pelotão. Sérgio Ribeiro (Barbot-Siper) trabalha na cabeça do grupo intermédio.

Km 106,6: O trio mais adiantado, no início de subida, tem 38 segundos de vantagem sobre os perseguidores, de onde tenta sair Krasimir Vasilev. Pelotão a 7m50s.

Km 102: Movimentações na fuga. Três homens adiantam-se aos demais 15: Ruben Reig (Contentpolis-Ampo), Simon Clarke (ISD-Neri) e Dirk Bellemarkers (Landbouwkrediet-Colnago). Boas notícias para Sérgio Sousa, porque, a manter-se esta situação de corrida, tinha garantida a camisola verde no final do dia.

Km 97: 7m54s entre os 18 fugitivos e o pelotão. Escapados a menos de dez quilómetros do início de subida para a única montanha do dia.

Km 94: A vantagem dos escapados vai caindo paulatinamente. 8m20s.

Km 92: Pelotão a 8m46s dos 18 fugitivos.

Os quatro primeiros da montanha estão na fuga. Sérgio Sousa (Madeinox-Boavista), 34 pontos, Hélder Oliveira (Barbot-Siper), 31, Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo), 27, Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow), 18. A montanha de terceira categoria de hoje, ao quilómetro 113,5 vai atribuir pontos aos quatro primeiros: 5-3-2-1. Amanhã há mais três contagens, uma de terceira, outra de primeira e mais uma de categoria especial, num máximo de 45 pontos a atribuir a um hipotético vencedor das três montanhas.

Km84: Começa a cair a diferença: 9m55s.

Km 80: 11m15s. A fuga tem tudo para dar certo, embora a velocidade média da etapa esteja a ser inferior a 40 km/h e qualquer aceleração séria é capaz de fazer a aproximação. Mas não é de crer que as equipas com aspirações de ganharem a Volta queiram desperdiçar energias em véspera da serra da Estrela.

Km 77: Pelotão a 11m35s da frente. A Liberty Seguros comanda o pelotão sem forçar.

Km 76,8: Meta Volante Estarreja. Ordem de passagem: 1º Martin Hebik (PSK Whirlpool-Author), 2º Tomas Buchacek (PSK Whirlpool-Author), 3º Sérgio Ribeiro (Barbot-Siper).

Só a Xacobeo Galicia e a LPR Brakes-Farnese Vini não têm representação na fuga. Composição da fuga: Krasimir Vasilev (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), Filipe Cardoso (Liberty Seguros), Celestino Pinho (LA-Paredes Rota dos Móveis), Sérgio Sousa e Célio Sousa (Madeinox-Boavista), Sérgio Ribeiro e Hélder Oliveira (Barbot-Siper), Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow), Marco Marzano (Lampre-NGC), Simon Clarke (ISD-Neri), Javier Etxarri, Ruben Reig e Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo), Javier Ramirez e José Toribio (Andalucia-Cajasur), Dirk Bellemarkers (Landbouwkrediet-Colnago), Tomas Buchacek e Martin Hebik (PSK Whirlpool-Author).

Aproximamo-nos da segunda meta volante do dia, instalada em Estarreja ao quilómetro 76,8. A diferença mantém-se acima dos 11m30s.

Km 65: A vantagem dos fugitivos não pára de crescer: 11m20s.

Km 50: Pelotão não está interessado na perseguição. Fugitivos já levam mais de dez minutos de vantagem: 10m15s.

Km 36,1: Meta Volante Espinho. Ordem de passagem: 1º Martin Hebik (PSK Whirlpool-Author), 2º Oleg Chuzhda (Contenpolis-Ampo), 3º Tomas Buchacek (PSK Whirlpool-Author).

Os três homens que mais têm lutado pela classificação da montanha estão na fuga. Sérgio Sousa (Madeinox-Boavista), Hélder Oliveira (Barbot-Siper) e Olega Chuzhda (Contentpolis-Ampo) têm duelo marcado para o quilómetro 113,5, altura que vão coroar o alto da subida para Talhadas, única montanha do dia, contagem de terceira categoria.

Km 24: Pelotão a 6m17s dos escapados. Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow) é camisola amarela virtual. A temperatura está nos 37 graus no local onde passam agora os corredores, mas o termómetro já acusou 41 graus à passagem por Canedo.

Km 16: A fuga consolida-se sob o sol inclemente e os 34 graus de temperatura ambiente. Pelotão a 4m10s dos fugitivos.

Só a LPR Brakes-Farnese Vini e a Xacobeo Galicia não estão representadas na fuga.

Km 8,5: Pelotão a 2m06s dos fugitivos. Composição da fuga: Krasimir Vasilev (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), Filipe Cardoso (Liberty Seguros), Celestino Pinho (LA-Paredes Rota dos Móveis), Sérgio Sousa e Célio Sousa (Madeinox-Boavista), Sérgio Ribeiro e Hélder Oliveira (Barbot-Siper), Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow), Marco Marzano (Lampre-NGC), Simon Clarke (ISD-Neri), Javier Etxarri, Ruben Reig e Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo), Javier Ramirez e José Toribio (Andalucia-Cajasur), Dirk Bellemarkers (Landbouwkrediet-Colnago), Tomas Buchacek e Martin Hebik (PSK Whirlpool-Author). O mais bem colocado é Pedro Lopes, a 5m43s da camisola amarela de Nuno Ribeiro (Liberty Seguros).

Km 3: Ataque de 18 homens que depressa se distanciam do pelotão.

Km 0: Foi dada a partida real. Alinharam 108 corredores. Ficou de fora Pedro Hermida (Xacobeo Galicia).

8ª etapa, Gondomar – Aveiro, 166,1 km
A chegada replica o final da primeira etapa do GP CTT deste ano. Então, a vitória sorriu a Manuel Cardoso (Liberty Seguros) numa empolgante luta metro a metro com Bruno Lima (Madeinox-Boavista). O boavisteiro não estará na Volta, mas Manuel Cardoso é bem capaz de ter outra oportunidade de entrar em despique com outros homens rápidos para decidir o vencedor da etapa.
Altitude/Local/Km percorridos/Km a percorrer/Hora
195 Partida: Pavilhão Multiusos 0 166,1 13h05
42 Meta Volante: Espinho 36,1 130 14h11
36 Meta Volante: Estarreja 76,8 89,3 15h09
63 Início subida 106,6 59,5 15h52
475 PM 3ª Cat. Talhadas 113,5 52,6 16h02
33 Meta Volante: Águeda 131,6 34,5 16h28
44 1ª passagem Meta 157,9 8,2 17h05
44 Meta: Parque Feiras e Exposições 166,1 0 17h17

27 Comments

Comments are closed.

  1. Luis inda vais p comentador de ciclismo… ès tao bom entendedor de ciclismo que tens que vir p este “espacinho” para ser escutado. O Helder o Sergio e o Chusdha só pelo espectaculo que deram já sao vencedores. Se o Sr entendesse mt ciclismo dava valor aos ciclismos e não estaria aqui no vota-baixismo. Parabésn Helder Oliveira e Sergio Sousa mostraram que são rivais c enorme fair play

  2. Não , não tem perfil. É uma espécie de trangolho. Carlos você deve perceber imenso da coisa. Se existem coisas desprezíveis, é fazer-se passar por entendedor. Catraio, eu já ando no ciclismo há anos mais do que suficientes para saber do que digo.

    Felizmente, ou infelizmente para os outros, tudo aquilo que tenho dito tem vindo a confirmar-se , o que não faz de mim nenhum sábio , mas sim uma pessoa atenta .
    A mim ninguém me dá lições de ciclismo.

  3. Mais uma decisão brilhante do Américo Silva… Já que não tinha interesse em fazer uma chegada para o Manuel Cardoso, a Liberty poderia muito bem entregar a liderança da prova ao Pedro Lopes (teóricamente a liberty não tinha que assumir a corrida na dura etapa da Torre, poupando os seus atletas para a fase final da etapa; O loulé, com o Lider, não iria atacar a corrida no sentido de colocar atletas para depois ajudarem o Cabreira)

  4. Pedro Lopes Para min um dos melhores ciclistas portugueses nesta volta !
    Parabens Pedro pela teu trabalho esforço e dedicação e acima de tudo humildade . Grande animador desta volta ! Grande ciclistas que és Pedro . Abraço

  5. A Liberty só estaria a colocar em posição de candidato mais um adversario.
    Qto ao premio de montanha normalmente ganha o ciclista que está mais interessado nela e não o melhor trepador.

  6. helcomen for ever

    força G fortim tu seras o eterno lançador de sprinters em angola!

  7. para o luis silva

    nao é vc qe anda la a sofrer pa saber se tem perfil ou nao,,se ele acabar cm a montanha vai calar mta gente prinicpalmente a si qe so diz qe é muita parra e pouca uva

  8. luis silva o helder oliveira nao tem perfil ? ? ?
    quando perceber de ciclismo diga-me alguma coisa….ele ´´e completo e sabe muito bem o que fazer para ganhar a classificaçao da montanha

  9. Hoje até estava a compreender o Américo Silva. Perderia a amarela por alguns segundos para um corredor que amanhã perderá muito tempo e passa a batata quente para o outro lado, para uma equipa que teria primeiro e terceiro.

  10. Ivo Oliveia

    O MEU IRMAO 2º NA ETAPA……EHEHE….PARABENS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  11. vitor silva

    Sr. Pedro a PSK ia a perseguir por causa do Hondo e não do Sinkewitz…. Descanse que ele n ganha a volta.

  12. Esqueçam o Hélder Oliveira. Não quero um vencedor da Volta a Portugal na classificação da Montanha, que não ganha nenhum prémio de montanha. Só descredibiliza o nosso ciclismo. Não tem perfil para tal.
    É triste ver a luta pela montanha de uma volta a Portugal reduzida praticamente a duas pessoas.
    Que ganhe o Cabreira ou o Nuno Ribeiro.

    O Filipe Cardoso vai na fuga devido à classificação por equipas e porque assim, também escusa-se a trabalhar na frente do pelotão.

  13. e deixar a fuga ganhar tanto tempo com ciclistas como Oleg CHUZHDA, se nao é psk a trabalhar a esta hora ainda levava prai 10min e bye bye camisola amarela

  14. deixar o pedro colocar a camisola em perigo/colocando o filipe a ajudar à missa é caso para dizer que o sr. Américo não percebe nada da poda

  15. Admirem-se se domingo temos como vencedor da volta portugal Patrik SINKEWITZ, grande demonstraçao de confiança por parte da sua equipa.

  16. atacou por causa do krassimir. Marcação homem a homem . . .

  17. o que é que foi fazer o filipe cardoso ?
    atacar pra’ que ?

  18. Amanha estão 40 pontos em disputa.

  19. Não se descartem o Oleg chuzda e mesmo o Pedro Lopes, amanha ainda estão muitos pontos em disputa.

  20. continua …

    Que ganhe o Helder em detrimento de qualquer estrangeiro corra em equipas portuguesas ou não.
    Saudações

  21. Não podemos esqueçer o Chuzda que tem 2 companheiros na fuga. A não ganhar o Sérgio

  22. Caro Ivo,
    Eu até gosto do seu irmão, pois vi o Helder muito forte nos Nacionais onde se nao estou equivocado foi terceiro. Mas sinceramente acho que não vai ser ele o vencedor final pois está visto que o trabalho da Barbot vai ser amanhã para o Barnabéu. Como o Tiago (para mal dos meus intentos) está já um bocado longe e só com uma etapa amanhã do outro mundo é que chegaria a lider, acho que o meu Boavista vai fazer de tudo para manter a liderança na montanha. É por isso que acho que o Boavista vai trabalhar para o Sérgio manter a liderança não só hoje como amanhã também.
    Saudações desportivas.

    P.S. Assim gosto de “discutir” ciclismo com elevação e educação.
    Um abraço

  23. Ivo Oliveia

    ahaha vamos ver o helder tambem tem o sergio riberio caso nao se lembre!!!

  24. Ivo Oliveia

    tens razao P’P o meu irmao ta muito forte,,FORÇA HELDER

  25. Hoje o Sérgio vai ter a ajuda do Célio por isso hoje a Verdinha é nossa !!!!!!!!!!!!

  26. Hoje quem ganha a montanha e o Helder Oliveira.. :D