“Não faço ideia se posso ganhar a Volta”, diz João Cabreira

O português João Cabreira (CC Loulé-Louletano-Aquashow) repetiu na Senhora da Graça o sucesso que já alcançara em 2006. Com uma excelente subida para a meta, o poveiro levou na roda Nuno Ribeiro (Liberty Seguros), que passou a ser o novo líder. Apesar de estar apenas a 2 segundos da camisola amarela, Cabreira afirma não saber se poderá lutar pelo triunfo na corrida. “Não faço ideia se posso ganhar a Volta. Vamos encarar a corrida um dia de cada vez”, frisou o corredor nas declarações que prestou à RTP no final da etapa. “Sou um trepador. Para ganhar preciso de montanha e hoje ela estava aqui. Sabíamos que seria difícil controlar a corrida. Tínhamos de aproveitar a guerra dos outros e vir con eles”, explicou.

Tiago Machado (Madeinox-Boavista) queria fazer o mesmo, mas garante que o director-desportivo, José Santos, não deixou. “Ainda arranquei para vir com os outros corredores, mas tive ordens para ficar com os outros favoritos. Fiquei e depois a desvantagem foi impossível de eliminar”, lamentou o boavisteiro. A situação de corrida criada levou Tiago Machado a rebocar o grupo dos candidatos durante grande parte da escalada para a Senhora da Graça, depois de ter ficado sem qualquer colega junto de si, o que levou o líder da juventude a desabafar: “Parece que só eu quero ganhar a Volta”. Apesar de estar a 2m04s do líder, Tiago Machado continua ambicioso: “Ainda falta a Torre, a Senhora da Assunção e o contra-relógio. Se mantiver o mesmo nível de forma, penso que posso estar na luta. E ainda há outros corredores que têm de correr atrás do prejuízo”.

Quem não precisa de correr atrás do prejuízo é Nuno Ribeiro, que tem, isso sim, de gerir o lucro hoje alcançado. O último português a ganhar a Volta, em 2003, é o principal candidato a ganhar a Volta deste ano, mas não tem tarefa fácil. A experiência leva-o a ser cauteloso: “Estou muito satisfeito com a camisola amarela. A equipa trabalhou muito bem, mas está tudo ainda em aberto, pois falta muita Volta a Portugal”, sublinhou o natural de Sobrado, Valongo.

Se a camisola amarela mudou de equipa, não trocou de família. Cândido Barbosa (Palmeiras Resort-Prio-Tavira) cedeu a liderança ao cunhado, motivo que o leva a dizer que “a camisola amarela está bem entregue, pelo menos fica na família”. Apesar da graça, Barbosa não pensa “entregar o ouro ao bandido”, mas já assume ter remetido a chefia da equipa para David Blanco, corredor que “está num lugar favorável para recuperar a camisola amarela”. Sobre a sua ascensão à Senhora da Graça, durante a qual passou por dificuldades, o anterior comandante da prova destacou o trabalho da equipa, que “controlou bem”, e assumiu a quebra física: “Acusei algum desgaste, mas controlei o esforço e na fase final ainda pude recuperar posições”.

Tantas vezes criticado pelas apostas táctica seguidas nas voltas do passado, Américo Silva era hoje um homem vencedor e satisfeito com as opções tomadas. “Atacámos a corrida no Alvão, porque sabíamos que o Nuno Ribeiro estava bem e que as outras equipas apenas vigiavam o Héctor Guerra e o Rubén Plaza”.

10 comentários a ““Não faço ideia se posso ganhar a Volta”, diz João Cabreira”

  1. È por isto que isto é o melhor evento desportivo do ano, estes nossos ciclistas fazem-nos apaixonar por isto…

    Se fiquei comovido com a atitude do João Cabreira, que ganhou mais uma fã, fiquei sem perceber porque é que só o Tiago teve que correr atrás do prejuízo e rebocar toda a gente…

    Parabéns ao Nuno Ribeiro….

    E espero que no fim a festa seja portuguesa, de preferencia o Tiago Machado

  2. és o máior andas muito eles até se passam e na torre vai ser melhor ainda sou teu fã ando no pomar a apanhar laranjas com o rádio nas orelhas és o meu héroi

  3. Nem imaginas o quanto estamos a torcer por ti… És um homem de fé, por isso acredita… Bjs

  4. Tambem me pareceu que o Tiago era o unico com ambições de vencer a volta. O palmeiras n mexeu uma palha e depois faz um ataque da treta. Deveriam era ter trabalhado com a madeinox para reduzir as diferenças, mas preferiram apostar num Andre Cardoso para fazer qualquer coisa que n sei bem o que…

Os comentários estão fechados.