Nuno Ribeiro veste amarela no regresso de Cabreira às grandes vitórias

A camisola amarela da Volta a Portugal continua no corpo de um português, sendo agora envergada por Nuno Ribeiro (Liberty Seguros), o segundo classificado na quarta etapa, ganha por João Cabreira (CC Loulé-Louletano-Aquashow), no alto da Senhora da Graça. Os dois corredores destacaram-se dos demais concorrentes e cortaram a meta a par. Dos corredores apontados à partida da Volta como grandes candidatos ao triunfo, só David Blanco (Palmeiras Resort-Prio-Tavira) resistiu entre o top 10 da geral, estando, no entanto, a distantes 1m49s do líder.  O anterior camisola amarela, Cândido Barbosa (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), passou mal na última subida e já assume que o chefe-de-fila é David Blanco.

Os 158,1 quilómetros que hoje ligavam Trancoso à Senhora da Graça eram apontados como o primeiro grande teste, esperando-se uma marcação cerrada entre os homens que todos apontavam como maiores candidatos à conquista da Volta. Além da subida final, aguardava-se a ascensão para a Barragem do Alvão. Nas inclinadas rampas desta dificuldade de primeira categoria, a Liberty Seguros ensaiou um golpe de teatro, atacando com Isidro Nozal e Nuno Ribeiro. A generalidade das equipas adversárias não se deixou surpreender, mas aquelas que eram apontados como principais concorrentes, a Madeinox-Boavista e o Palmeiras Resort-Prio-Tavira, não foram para diante com os chefes-de-fila. Revelou-se um erro dos dois técnicos, especialmente de José Santos, que, de acordo com Tiago Machado, deu ordens a este corredor para não seguir na roda dos atacantes, deixando-se ficar na marcação a Guerra e Plaza (Liberty Seguros) e Cândido e Blanco.

Enquanto o quinteto teoricamente favorito ficava para trás, com Nuno Ribeiro seguiram homens do calibre de Bruno Pires e David Bernabeu (Barbot-Siper), João Cabreira, Hugo Sabido (LA-Paredes Rota dos Móveis), Damiano Cunego (Lampre-NGC), Ruslan Pidgornyy (ISD-Neri), Patrik Sinkewitz (PSK Whirlpool-Author). A equipa do camisola amarela colocou neste lote os dois homens de trabalho para a montanha, André Cardoso e Nelson Vitorino (Palmeiras Resort-Prio-Tavira). À semelhança de José Santos, também Vidal Fitas falhou tacticamente, porque viu os chefes-de-fila ficarem atrás sem os corredores que os poderiam ajudar na subida final.

Estas movimentações no Alvão quase passaram para segundo plano o grupo de 17 corredores que estava em fuga desde o quilómetro 45. Dos fugitivos, nesta subida, já seguia isolado Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow), que foi o mais combativo da jornada. O algarvio resistiu até aos quilómetros finais, quando Nuno Ribeiro e João Cabreira, que se destacaram do restante grupo nos primeiros quilómetros de ascensão ao Monte Farinha. Deixado para trás Pedro Lopes, João Cabreira e Nuno Ribeiro assumiam por inteiro o protagonismo.

No grupo do camisola amarela, percebendo o erro táctico cometido, José Santos colocou todos os homens disponíveis da Madeinox-Boavista a puxar. Debalde. Não foi posssível reduzir a diferença, que chegou mesmo a disparar na Senhora da Graça, aquando da arrancada de João Cabreira, respondida por Nuno Ribeiro. Na frente, Nuno Ribeiro fez quase toda a subida na roda de Cabreira. Também atrás foi um só ciclista a arcar com o peso do trabalho. Tiago Machado rebocou os restantes favoritos nas rampas da Senhora da Graça, provando estar num momento de forma fabuloso, apenas traído por não ter entrado na fuga certa, por indicação técnica.

Quando João Cabreira já apertava a camisola para poder comemorar o triunfo, Cândido Barbosa não aguentava o ritmo imposto por Tiago Machado e perdia o contacto. À entrada do último quilómetro, David Blanco atacou para salvar a honra tavirense. Apenas dois homens seguiram na sua peugada, ainda que sem conseguirem acompanhar-lhe a roda: Rubén Plaza e o incombustível Tiago Machado.

Nas contas finais, a etapa da Senhora da Graça acabou por criar mais diferenças do que se pensava à partida, porque não se esperou pela subida final para lançar ataques. A Liberty Seguros trocou as voltas à concorrência e conseguiu colocar Nuno Ribeiro em posição privilegiada para lutar pela amarela final. Em contrapartida, Héctor Guerra foi o mais penalizado dos favoritos, embora não se possa dar já por perdida a Volta. Nuno Ribeiro lidera com dois segundos de vantagem sobre João Cabreira e com 46 segundos à melhor em relação a David Bernabeu.

Foto: PAD/JLS

CLASSIFICAÇÕES
4ª Etapa: Trancoso – Senhora da Graça, 158,1 km
Média: 38,1 km/h
1º João Cabreira (CC Loulé-Louletano-Aquashow), 4h09m07s
2º Nuno Ribeiro (Liberty Seguros), mt
3º André Cardoso (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), a 39s
4º Nelson Vitorino (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), a 43s
5º Patrik Sinkewitz (PSK Whirlpool-Author), mt
6º David Bernabeu (Barbot-Siper), mt
7º Ruslan Pidgornyy (ISD-Nery), a 1m00s
8º Hugo Sabido (LA-Paredes Rota dos Móveis), a 1m09s
9º Damiano Cunego (Lampre-NGC), a 1m25s
10º vergílio Santos (LA-Paredes Rota dos Móveis), a 1m49s
11º David Blanco (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), a 1m50s
12º Daniel Silva (CC Loulé-Louletano-Aquashow), a 1m57s
13º Eladio Jiménez (CC Loulé-Louletano-Aquashow), a 2m01s
14º Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow), 2m03s
15º Tiago Machado (Madeinox-Boavista), a 2m05s
16º Rubén Plaza (Liberty Seguros), a 2m06s
17º Carlos Pinho (Barbot-Siper), a 2m18s
18º Paolo Tiralongo (Lampre-NGC), a 2m36s
19º Cândido Barbosa (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), a 2m44s
20º Bruno Pires (Barbot-Siper), a 2m44s
22º Héctor Guerra (Liberty Seguros), a 2m56s
35º Constantino Zaballa (LA-Paredes Rota dos Móveis), a 5m16s
103º Santiago Pérez (Madeinox-Boavista), a 25m35s

Geral Individual
1º Nuno Ribeiro (Liberty Seguros), 18h47m42s
2º João Cabreira (CC Loulé-Louletano-Aquashow), a 2s
3º David Bernabeu (Barbot-Siper), a 46s
4º Ruslan Pidgornyy (ISD-Nery), a 59s
5º Hugo Sabido (LA-Paredes Rota dos Móveis), a 1m02s
6º André Cardoso (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), a 1m11s
7º Patrik Sinkewitz (PSK Whirlpool-Author), a 1m22s
8º Nelson Vitorino (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), a 1m34s
9º Damiano Cunego (Lampre-NGC), a 1m48s
10º David Blanco (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), a 1m49s
11º Rubén Plaza (Liberty Seguros), a 2m00s
12º Vergílio Santos (LA-Paredes Rota dos Móveis), a 2m01s
13º Tiago Machado (Madeinox-Boavista), a 2m04s
14º Eladio Jiménez (CC Loulé-Louletano-Aquashow), a 2m15s
15º Cândido Barbosa (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), a 2m18s
16º Héctor Guerra (Liberty Seguros), a 2m45s
17º Bruno Pires (Barbot-Siper), a 2m45s
18º Carlos Pinho (Barbot-Siper), a 2m46s
19º Paolo Tiralongo (Lampre-NGC), a 3m07s
20º Daniel Silva (CC Loulé-Louletano-Aquashow), a 3m19s

Geral Colectiva
1º Palmeiras Resort-Prio-Tavira, 56h26m23s
2º CC Loulé-Louletano-Aquashow), a 1m21s
3º Liberty Seguros, a 1m24s
4º Barbot-Siper, a 2m43s
5º LA-Paredes Rota dos Móveis, a 4m08s

Geral Pontos
1º Cândido Barbosa (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), 59 pontos
2º Patrik Sinkewitz (PSK Whirlpool-Author), 35
3º Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow), 31
4º Danilo Hondo (PSK Whirlpool-Author), 29
5º Manuel Cardoso (Liberty Seguros), 27

Geral Montanha

1º Sérgio Sousa (Madeinox-Boavista), 32 pontos
2º Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo), 24
3º Hélder Oliveira (Barbot-Siper), 20
4º Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow), 18
5º João Cabreira (CC Loulé-Louletano-Aquashow), 15

Geral Juventude

1º Tiago Machado (Madeinox-Boavista)
2º Daniel Silva (CC Loulé-Louletano-Aquashow)
3º Vítor Rodrigues (Liberty Seguros)
4º Nelson Rocha (Madeinox-Boavista)
5º Oleg Chuzhda (Contentpolis-Ampo)

43 comentários a “Nuno Ribeiro veste amarela no regresso de Cabreira às grandes vitórias”

  1. Se me saisse o euro milhões, o ciclismo portugues tava muito bem! mas não passa de um se…
    è triste ver ciclistas que se dedicam tanto e sofrem tanto e não sao recompensados!

  2. pois temos, e sabem qto é k esse ciclistas ganha por mes???

    esse e mais alguns do pelotao nacional!!!

  3. Temos um jovem e grande ciclista na volta fez um excelente trabalho em prol dos seus colegas, e aínda conseguiu chegar com os primeiros, este atleta chama-se DAIEL SILVA vive em Fornelo Vila do Conde e representa as cores (CC Loulé-Louletano-Aquashow).
    PARABENS DANIEL, tens um grande futuro! A tua prestação neste teu primeiro ano de Volta está a ser fenomenal, FORÇA CAMPEÃO!

  4. eu sou daquelas pessoas que nao gosta de ver niguem preso ao poder anos e anos acho que isso nao e bom, ainda para mais quando nao se ve resultado por parte da presidençia da federaçao!

  5. Tambem sou obrigado a concordar e a tendencia caso se mantenham estas mentalidades será para piorar. Penso que existem muitas pessoas ligadas ao ciclismo com a memoria curta. Esqueceram-se de que quando eram ciclistas tb gostavam de ganhar o deles e de ter condiçoes, mas o que fazem agora é pura e simplesmente borrifarem-se para os atletas e para a sua qualidade de vida. O que interessa é encherem os bolsos a custa dos que mais sofrem e mais merecem ganhar.

  6. Sr vitor Silva mas de quem será a culpa? não sera da federação e seus dirigentes, que só querem os tachos e nada fazem se não demegrir e calcar os verdadeiros herois(ciclista)? O ciclismo está assim porque a federação(artur lopes, delmino, etc. etc.) tem feito um péssimo trabalho, é tipo os Governo de sócrates, só ajuda os ricos (deu mt dinheiro a PAD para esta realizar a Volta).
    Se este ano temos 6 equipas e só 2 verdadeiramente profissionais (liberty y Tavira), para o ano teremos menos de certeza.

  7. grande Joao, o maior, já começa a calar certas bocas!
    Nao tenho duviadas que será ele o vencedopr da volta.muito justo!Força Joao!( e não tem equipa para o ajudar, faria se tivesse)

  8. Sr humberto sá, eu ando nos meandros da modalidade e sei o que digo. Antigamente o ciclismo tinha mt mais força do que agora, na decada de 80 e 90 os ciclistas ganhavam mais do que agora, quer em premios quer em ordenado. A nivel de televisão perdeu-se muito. Na decada de 90 e no inicio desta viamos uma volta ao Algarve com etapas em directo, um Grande Premio JN c etapas em directo, um Grande premio CTT correios tb e mais alguns, ou seja, aquilo que temos agora na volta a portugal, tinhamos durante a epoca toda e o que fazia isso? Maior retorno e maior investimento na modalidade. Não podemos dizer que em portugal andem milhoes investidos no ciclismo pk se juntarmos o orçamento de todas as equipas n chegaria para completar um orçamento de uma equipa de futebol cm o benfica ou porto por exemplo e tambem não teriamos ciclistas a correr de graça so para conseguirem uma oportunidade. Da que pensar. É a modalidade mais bonita em Portugal, mas parece existir uma conspiração para acabar c ela. Veja as 10 equipas elites que tinhamos o ano passado e as 6 deste ano com os seus 123 ciclistas na volta a portugal e uns 60 ou 70 nas restantes corridas. É uma pena, mas tenho esperanças que tudo mude.

  9. Senhor José Pinto, falo e falo quando entender porque tenho legitimidade para o fazer pelos anos que passo pelo ciclismo e como outro qualquer comentador.
    Sei bem do que falo e quanto a ” muita parra e pouca uva” se lê-se com atenção ( ” que me parece ” e não que me parecem ) talvez tivesse conseguido perceber que me referi apenas ao Hélder Oliveira.
    É dos tais que tem a boca maior do que as pernas, e como se sabe ” o peixe morre pela boca”, mas compreende-se pois está a viver uma emoção nova e excitou-se (com garra, unhas e dentes, raiva ).
    Este aqui não ganha a montanha, e penso que até nenhum prémio da montanha, pois ainda não ganhou nenhum, chegando à camisola com 2ºs e 3ºs lugares, corrijam-me se tiver enganado.
    Bem sei que o Cândido não é trepador, mas também sei que já por mais do que uma vez ganhou tempo aos seus mais directos adversários nesta etapa.

  10. parabens ao Nuno atençao que este nao é um corredor qualquer sobe muiro bem e defende-s no contra relogio das etapas que temos a subir assunçao e torre na torre ele já mostrou muito bem o seu valor na assunçao ganhou ano passado ganhando cerca de 30segundos é uma subida que ele conhece muito bem alias uma subida que o Tiago Machado tambem conhece muito bem tanto um como o outro passam aquilo a treinar varias vezes por isso se o tiago quer ganhar tempo tem de atacar forte numa subida que ele bem conhece, pode nao ganhar muito desde que ganhe algum. Força Sergio Sousa Santo Tirso espera-t

  11. GRANDE GRANDE é o PEDRO LOPES !!!!! è um Homem com um poder e coragem enorme !!
    Força Pedro !! Mostra quem és . Parabens Cabreira e equipa !!

  12. bonita etapa, muito público , sol, calor e vitória do melhor, Cabreira é bom ver-te na frente. Merecida vitória. Parabéns

  13. Caro Humberto Sá,

    Realmente o que diz é verdade, são muitos os milhões de euros que rodam á custa da Volta.
    Contudo haverão outros factores a ter em conta, como por exemplo o serviço público.
    Claro está que não estamos a imaginar nenhum canal televisivo a interromper a transmissão de um jogo de futebol na altura de um penalti para passar uns spots publicitários.

    Contudo ainda, não nos podemos esquecer do excelente contributo que a RTP dá através da RTP2 nas transmissões de Ciclismo e muito provavelmente será o Ciclismo a modalidade desportiva que tem mais tempo de antena depois do Futebol.

    Realmente para os amantes de Ciclismo custa-nos ver aqueles “cortes” ainda por cima numa altura em que a corrida estava ao rubro, mas não há bela sem senão.

  14. A lampre veio no inicio armada em n sei que….agora que falem….o ciclismo português tem muito bom nivel! e hoje viu-se!
    Metade da equipa chegou junto ao carro vassoura! 😀

  15. num sei que piada tem a rtp fazer tantos intervalos na parte mais importate e decisiva da corrida.e mesmo uma vergonha!

  16. Parabens Cabreira!
    Eu estava lá, e sinceramente deu-me impressao que esta vitoria foi um pouco combinada com ribeiro! O joão ganhava a etapa e o ribeiro a amarela e ambos se ajudaram. Quando passaram por mim, a 2,5km pareceu que o Cabreira ja ia mesmo muito mal, em relação ao nuno, mas como esta etapa é muito dura é normal…. Mas na verdade há ciclistas que têm a capacidade de esconder o seu estado! Mas mesmo assim Parabens Cabreira! ja merecia! para mim é dos melhores ciclistas nacionais!
    Grande erro por parte do professor!!!! mas ainda tou com esperanças no tiago!

  17. Sr. Vítor Silva: Permita-me discordar de si quando diz que “é uma vergonha e uma demonstração em como o ciclismo tem pouca ou nenhuma força em Portugal”. É precisamente o contrário: -se não fosse a força que o ciclismo tem em atraír e congregar espectadores tanto na estrada como frente ao pequeno ecrã, provavelmente as empresas e marcas publicitadas nesses intervalos nunca iriam tornar possível as transmissões televisivas. Não nos esqueçamos, (só quem anda nos meandros da modalidade é que tem este conhecimento) de que a Volta a Portugal movimenta e fomenta mais de uma centena de milhões (digo bem: milhões) de euros, em investimento directo e retorno publicitário. Pena é que muitos potenciais investidores nesta modalidade ainda não estejam despertos para esta realidade. Mas as coisas irão melhorar com certeza, em resultado dum esforço continuado de todos os agentes desportivos.

  18. Força Cabreira, vais ganhar esta volta e o teu Pai vai ter de pagar um jantar aos homens do Pápaleguasdopedal de Vila do Conde” que estiveram a ver a etapa juntamente com ele na Srª da Graça”. Se te setires bem na Estrela serás o grande e merecido vencedor.
    FORÇA JOÃO!!

  19. luis silva fala muito mas nao saber nada,,,prestaçao de helder oliveira e candido é muita parra e pouca uva ? ? ?
    se nao se lembra o helder andou numa fuga e o candido nao é propiemente a sua epecialidade,,,nao falte tanto…

  20. Nao vimos a corrida de perto, mas pelo que nos foi relatado, Joao Cabreira e o justo vencedor desta etapa… Mais do que vencer esta etapa Joao Cabreira e o nosso favorito para vencer esta Volta a Portugal… mais do que merecido…e merito proprio… Punta Cana esta ctg Joao: Vencedor da Volta a Portugal 🙂 Joao Cabreira vence mais uma etapa e prepara-se para o SPRINT FINAL… Joao Cabreira: o verdadeiro trepador 🙂 BJUX

  21. A tactica do professor foi muito má. Para quem leva uma equipa unica e exclusivamente para trabalhar para o tiago, torna-se confuso ver ciclistas na frente a sprintar para as montanhas e que depois n têm capacidade para ajudar. Mandar parar o tiago? muito mau msm.
    Mas pior que isto ainda esteve o palmeiras. Nos 20km finais o DD da uma entevista para a RTP a dizer: “Vamos ver no que isto dá”??? Mas queriam apostar no André Cardoso para a geral? Naquela hora so existe uma tactica, é mandar parar os da frente e ajudar os de trás a encurtar distancias. Dps segue tudo a reboque do Tiago e fazem um ataque da treta nos ultimos 1500 metros. Demonstração de covardia na hora de assumir a corrida.
    Quanto a liberty, desengane-se quem acha que aquilo foi tactica do DD, porque a tactica era o Nuno esperar pelo Guerra. Por acaso a corrida deu uma volta tão grande que a vergonha ficou mascarada. Caso a Madeinox tivesse encurtado as distancias, queria me rir na hora de o Guerra em vez de atacar para a frente, atacar para trás. Rtp, muito mau… Alem de fazerem 4 a 5 intervalos em uma hora de transmissão, colocar um desses intervalos na hora decisiva da etapa é uma vergonha e uma demonstração em como o ciclismo tem pouca ou nenhuma força em Portugal.

  22. Boas Luís Silva,

    Não é bonito o Cabreira ganhar assim, sem discutir com um sprint, pequeno que fosse, a etapa com o Nuno Ribeiro, mas o Nuno Ribeiro, ao longo de quase toda a subida, veio na roda do Cabreira, e desse modo, um pouco mais resguardado, apesar da subida.
    No final foi o respeito e o reconhecimento do trabalho de ambas as partes (Cabreira e Nuno) que deu a etapa ao Cabreira, o que acaba por ter a sua beleza … … acho eu!

    Abraço

  23. Parabens ao Tiago Machado, apesar do erro da equipa mostrou se em grande forma ao rebocar o grupo dos favoritos, sem medo que o atacassem e sem que ninguem o ajudasse, a subida toda da senhora da graça, estive com ele e ele disse que se sentia mesmo bem e que nao fosse o erro da equipa , tinha forças para fazer um ataque com a mesma qualidade que o da etapa anterior… FORÇA TIAGO! ESTAMOS CONTIGO!

  24. Desta vez não acho que o Américo Silva tenha oferecido a volta a ninguém, pelo menos para já. Provavelmente o Guerra já estaria a dar más indicações, e assim colocou o Nuno Ribeiro na luta pela vitória. Foi evidente que a vitória do Cabreira foi-lhe oferecida pelo seu companheiro de fuga, compensando-o por ter sido ele a assumir as despesas da corrida nos últimos km. Tanto, que já estava a fechar o equipamento a centenas de metros da meta.
    Mas a Senhora da Graça é só um aquecimento, a decisão é nas últimas duas etapas, Torre e cri. Mesmo o Guerra está a uma distância que poderá recuperar em Viseu. Mal esteve o prof. José Santos ao impedir o Tiago Machado de seguir no grupo do Cabreira e do Nuno Ribeiro. Muito bem tacticamente o Loulé e o Barbot, estes últimos com Bernabeu muito bem posicionado, se amanhã fosse o cri final era o principal favorito. Destaque também para a enorme etapa do André Cardoso.

  25. Jose Santos manda Tiago machado esperar pelos favoritos !!!!!!!!!!!!!!!!!
    Só pode ser a piada do ano, então para isso é que serve os auriculares , qual é mais importante a montanha ou a geral ?
    Por isso e por outras é que o boavista enquanto tiver o Jose Santos a dirigir não vai ganhar uma volta.
    E a Liberty acabou de por em risco a volta ou apostar no Nuno

  26. Parabéns ao Cabreira.
    Não gostei de ver o Cabreira ganhar desta forma. Deu-me a impressão que o Nuno Ribeiro combinou com o João dar-lhe a vitória e não gostei.
    As prestações de David Bernabeu, Antonio Amorim ,Nuno Ribeiro e David Blanco surpreenderam-me.

    Negativamente destaque para Cândido Barbosa, Heldér Oliveira, que me parece muita parra e pouca uva, pelos vistos a raiva não adiantou de muito,Hector Guerra e Bruno Pires.

    As prestações que não me surpreenderam foram as de Carlos Pinho, que SÓ demonstra o seu valor actual numa altura em que tentam culpar os mais velhos da ausência de novos profissionais, Vitor Rodrigues e Tiago Machado.

    Tacticamente vejo mais uma vez a Liberty a perder a volta mas desta vez para um português : João Cabreira.

  27. Meu Deus a RTP….. não há leitura de corrida (podem juntar-se ao José santos) não tempo de diferenças entre corredores. Será que não podem eles levaram cronómetros e picar nos pontos de referência. Ataque do Blanco e a preocupação era ver a chegada um a um dos ciclistas na meta. Quanto tempo perdeu plaza e guerra…esperem pelo fim da etapa!!!! Cândido Barbosa, em funções de aguadeiro numa etapa destas (na subida para o Alvão) mas é burrice ou gozo??? No me temo de ciclista aprendi que todas as forças gastas inutilmente fazem falta no fim…viu-se

  28. Força Marta, recupera bem que ainda tens uma palavra a dizer em Aveiro ou quem sabe numa fuga… Força …

  29. Castanheira não desanimes, ainda existe mta volta pela frente… sabes bem o que tens que fazer a partir de agora… Força campeão.

  30. És grande João… E isso é o que custa a muita gente… FORÇA CAMPEÃO!

  31. perder uma volta. se o hector n estava em grandes condicoes para discutir a etapa foi muito bem jogado pelo americo. espero agr k nao haja mais k um lider na liberty e se o nuno tiver em grand forma k trabalhem para ele n pode ser sempre o nuno a trabalhar para os outros . alguem sabe para onde vai o tiago machado correm ai rumores duma transferencia. ja agr ouvi dixer k o koldo gil ia voltar. abraxo

  32. Nuno Ribeiro, como eu deixei aqui um comentario á uns dias era um dos principais candidatos.
    Mas quanto a mim a equipa vai deix-lo ficar mal, não estou a ver um Guerra e um Plaza a trabalhar para ele

  33. Coloquei este comentário no directo da etapa, mas talvez seja aqui o sítio correcto para o colocar. Permitam alongar-me um bocadinho…

    POSITIVO:
    João Cabreira – Que grande corredor! O meu favorito para esta volta! Força João! Depois de tudo o que te fizeram, ninguém te pode parar!

    Pedro Lopes – Excelente etapa deste ciclista experiente

    Sérgio Ribeiro – Por causa de vários azares não tem brilhado nos finais de etapa, mas hoje fez uma etapa brilhante, trabalhou (e muito) para o Hélder Oliveira e ainda fez grande parte da descida na frente do grupo Cabreira/Ribeiro, ajudando o Bernabéu a ficar em 3º da geral.

    Nuno Ribeiro – Será que está de volta às grandes vitórias? Esperemos que sim, é bom vê-lo de novo de amarelo.

    Loulé – “Quem não tem cão, caça com gato!” Não podem controlar a corrida, assumindo a frente do pelotão, então fizeram-no às prestações: Cabreira leva Daniel Silva com ele (uma surpresa agradável) e depois ainda estava lá o Pedro Lopes para dar uma ajudinha. A equipa justificou todo o esforço dos patrocinadores e do município para levar esta equipa para a estrada.

    Liberty – Aquilo parecia ser mais um dos equívocos tácticos de Américo Silva a escolher atacar com o homem errado (como já fez noutros anos) resultou na conquista da “Amarela” e revelou-se a escolha acertada, pois Plaza não conseguiu acompanhar Blanco até ao fim e Guerra “estourou”. Boa escolha de Américo Silva.

    Cunego – Para quem ainda não está em forma, foi uma boa etapa.

    André Cardoso – Excelente parte final.

    Tiago Machado – assumiu a frente do pelotão e ainda teve forças para tentar acompanhar o Blanco.

    David Blanco – guardou-se para o final e atacou no momento certo. Dos “Favoritos” é o melhor colocado. Mas o que significa os “Favoritos” nesta altura da corrida?

    Barbot – Sempre e destaque. Nota: David Bernabéu e Carlos Pinho (velhos são os trapos!)

    Paredes – Bom desempenho de Hugo Sabido e Vergílio Santos

    NEGATIVO:
    RTP – fazer um intervalo quando estamos no início da subida para a Sra. da Graça é uma falta de respeito pelos espectadores e contribuintes!

    Madeinox Boavista – José Santos mandou recuar o Tiago Machado, porque não havia favoritos no grupo da frente!?!? Muito má leitura… Que ele não conheça o Pidgorny e o Sinkwitz, ainda vá, agora, Cunego, Ribeiro, Cabreira, Pires, Bernabéu… não são favoritos!? Muito mal o Boavista… Não só não permitiu o Tiago acompanhar o grupo, como desgastou a equipa ao lutar pela camisola verde e depois quando necessitava de apoiar o Tiago, já ninguém tinha pernas. A julgar pelo trabalho que o Tiago fez no grupo onde vinha, se ele tivesse acompanhado o outro grupo a história da etapa poderia ter sido diferente.

    Hector Guerra – É um grande campeão, mas a “Volta” parece não ser a sua corrida, há todos anos qualquer coisa que não lhe corre bem. Mas ainda falta muita volta e com um ciclista deste nível nunca sabemos o que pode ainda vir…

    Bruno Pires – Não conseguiu manter-se no grupo da frente, foi pena. Pois, a certa altura, pensei que ira chegar na frente o trio: Pires-Cabreira-Ribeiro (um trio português na discussão da volta seria lindo!). Mas não é por isso que deixa de ser um grande ciclista.

    Ainda há muita volta para percorrer e a Torre e o C/R de Viseu vão fazer muita moça e alterar bastante a Geral Individual. Mas a vantagem que o Nuno Ribeiro e o João Cabreira ganharam é bastante interessante. Mas temos “Volta” depois deste espectáculo a que assistimos hoje e seguramente que até à Torre ainda existirão bastantes ataques, pois a corrida está ainda muito aberta!

    Para terminar: Força João Cabreira!

  34. Tal como previa, João Paulo Cabreira venceu hoje a etapa da Senhora da Graça e confesso que para mim foi meia surpresa o ataque do Nuno Ribeiro.

    Não descorando e após o ataque de Nuno Ribeiro ao KM 117,7 quem mais trabalhou para que a fuga tivesse sucesso foi precisamente o João Cabreira de onde ainda se destaca já em plena subida para a Sr.ª da Graça ao KM 150 o seu fortíssimo ataque.

    Salvo melhor opinião entendo que neste momento está já encontrado o vencedor desta 71ª Volta a Portugal em Bicicleta, ou seja, o Nuno Ribeiro da Liberty Seguros. Relembro que ele no contra-relógio é bom e na subida nem é preciso dizer nada. Ainda no ano passado venceu em ST. Tirso. Se nada de anormal acontecer o Nuno tem neste momento todas condições para pela segunda vez na sua carreira vencer a Volta a Portugal.

    Para o Ciclismo português é muito bom que estejam neste momento dois heróis lusos nos primeiros lugares e para ajudar à festa o Candido por certo que ainda ira ganhar mais umas etapas…

    Aliás, já hoje de manhã escrevia no meu blog que o Cabreira iria ganhar esta etapa.

  35. tivemos hoje uma etapa em q se revelaram novos candidato e em q se atrasaram candidatos cronicos…a madeinox foi a maior derrotada do dia, pois deixou tiago machado entregue a si proprio, mau demais para uma equipa q deixou de fora o unico sprinter, abdicando claramente das chegadas em plano para montar uma equipa de trepadores em prol de tiago machado…o resultado de tal aposta ameaça ser catastrofico, pois apesar de ainda estarmos a meio, os indicios levam-me a duvidar q venha a ser uma aposta ganha…até santi perez (grande trepador), levou mais de 20 minutos de atraso…algo está mal sr. professor

Os comentários estão fechados.